Sal na meia evita cãibras, como fazia o ex-jogador Zé Roberto?

Saúde
23 de Novembro, 2022
Sal na meia evita cãibras, como fazia o ex-jogador Zé Roberto?

Na Copa do Mundo, não faltam assuntos e fatos curiosos sobre o evento. O mais recente foi uma “dica” do ex-jogador Zé Roberto, que costumava colocar sal na meia para ingerir nas partidas e, assim, prevenir cãibras. Durante o jogo entre Marrocos e Croácia, o atual comentarista da copa disse que sofria com muitas dores musculares quando jogava no Al Gharafa, time catari. “Eu sentia cãibra nas duas pernas, então o salzinho ajudava a reter ali, porque a gente perde muito líquido. A temperatura era muito alta e isso me ajudava”, relatou Zé Roberto. Afinal, colocar sal na meia realmente evita cãibras?

Embora o ex-jogador garanta que o método funciona, não existem estudos nem outro tipo de comprovação científica sobre a eficácia de consumir sal. Portanto, não há como ter certeza de que o sal na meia evita cãibras.

Contudo, a prática de Zé Roberto não é novidade. Utilizar o sal como aliado contra as cãibras é uma receita dos “antigos”, que surgiu na época em que os homens precisavam alimentar as fornalhas dos navios. Esses profissionais tinham episódios frequentes de cãibras, pois o local das fornalhas era extremamente quente e favorecia a transpiração em excesso.

Quando suamos muito e por longos períodos, perdemos sais minerais que são importantes para o bom funcionamento do corpo e da contração muscular. Inclusive, a falta de sódio é uma das possíveis causas das cãibras, sobretudo quando está associada à fadiga.

No entanto, para repor tais nutrientes, precisamos ingerir líquidos, como água de coco, repositores eletrolíticos e alimentos fontes. Logo, a tática de guardar o sal na meia para ingeri-lo quando necessário pode não ser o suficiente.

Se somente o sal na meia não evita cãibras, o que pode ajudar?

Vale dizer que os motivos que desencadeiam cãibras são alvo de muitos estudos e não há um consenso sobre a causa. Sabe-se que o calor pode, sim, influenciar o processo, mas o desconforto também surge sob temperaturas frias.

A recomendação atual de especialistas é equilibrar os pilares do descanso, treino e nutrição para não ser vítima das cãibras. Dessa forma, manter uma boa hidratação, trabalhar o condicionamento físico para situações de esforço intenso e dosar o repouso podem ajudar nesse sentido.

Veja também: Qual a idade ideal para o congelamento de óvulos?

Por exemplo, em uma corrida de longa distância, é comum que os atletas consumam géis de carboidrato e outros tipos de energia rápida para diminuir a ação da fadiga, que pode ocasionar a cãibra. As cápsulas de sal também fazem parte de distâncias maiores — assim como o ex-jogador Zé Roberto, muitos corredores creem que o item ajuda a conter a desidratação.

No caso de atletas profissionais, há uma série de recursos que podem prever a situação, como testes que medem o nível de transpiração durante o exercício.

Além disso, em locais que destoam muito do ambiente e do clima onde o atleta vive, é comum realizar treinos que ajudam a adaptar o corpo à mudança.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

foto de uma caderneta de vacinação com uma seringa
Saúde

Caderneta de vacinação em dia ajuda a evitar surtos de doenças

Especialistas alertam que a vacinação é um pacto de saúde coletivo

Chá de folha de mamão e dengue
Saúde

Chá de folha de mamão e dengue: é falso que bebida combate a doença

Não existem evidências científicas de que a bebida possui propriedades medicinais no tratamento da doença

vitamina B e dengue
Saúde

Vitamina B previne a picada do mosquito da dengue?

Sem comprovação científica, a técnica popular pode levar a população a uma falsa sensação de segurança