Prostatite: entenda as causas da infecção na próstata

4 de agosto, 2022

A prostatite é uma condição bastante comum nos homens e chega a atingir quase 30% da população masculina. Trata-se de uma infecção  urinária semelhante à cistite, mas ao invés da bactéria se alojar na bexiga, atinge a próstata. Dessa forma, causa desconfortos ao urinar e pode prejudicar a qualidade de vida do indivíduo. Entenda melhor.

Leia mais: Câncer de próstata: Tudo o que você precisa saber

Quais são as causas da prostatite?

Em geral, a prostatite ocorre por uma bactéria chamada Escherichia Coli, que também é responsável por muitas infecções urinárias. As principais causas de prostatite no homem são após as uretrites, como a gonorreia, após relacionamentos com parceiras com infecções ginecológicas e também após relação anal sem preservativo. Além disso, homens com predisposição a terem infecção urinária são mais suscetíveis a esse tipo de infecção.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia, a doença é classificada em:

  • Prostatite bacteriana aguda: é uma doença febril com início repentino e que apresenta sintomas gerais e do sistema urinário bastante marcantes.
  • Prostatite bacteriana crônica: evolui de modo mais lento, por isso é uma infecção urinária de difícil tratamento.

Entretanto, as formas mais comuns da doença são a prostatite não bacteriana e a prostatodinia (ou síndrome da dor pélvica crônica). Estas doenças ocorrem em pacientes que apresentam uma inflamação na próstata, sem, no entanto, terem histórico de infecções do trato urinário por bactérias. A causa ainda não é totalmente conhecida, mas os sintomas levam a crer que seja uma infecção por microorganismos ou uma doença não infecciosa. Acredita-se também que, com o refluxo da urina, a própria urina possa afetar a próstata, causando tanto a prostatite não bacteriana quanto a prostatodinia.

Sintomas

A prostatite é, geralmente, assintomática, mas podem surgir sintomas urinários, de acordo com o Dr. Danilo Gallante, urologista e sexólogo. “Então, o paciente começa a ter ardência para urinar, dor e vontade de ir ao banheiro toda hora. A força do jato pode piorar sensivelmente, tornando-se mais fraco. Por essa razão, é uma situação que dificilmente o paciente fica bem em casa, ou seja, ele costuma procurar ajuda médica e muitas vezes em pronto-socorro”, explica.

Além disso, a prostatite também pode causar febre, dor no corpo, queda no estado geral, desconforto junto ao orgasmo e esperma de cor amarelada.

Diagnóstico da prostatite

O diagnóstico de prostatite é geralmente baseado nos sintomas, resultados de exame físico e de urina. Dessa forma, amostras de urina e, às vezes, de líquidos expelidos pelo pênis depois de massagear a próstata durante o exame, são levadas para análise e cultura.

Tratamento

Ainda segundo o especialista, o tratamento é feito com antibiótico por um período mais longo do que os tratamentos habituais. Isso porque esse tipo de medicamento apresenta dificuldade em penetrar na próstata, prolongando o tratamento por até 30 dias.

Como prevenir a prostatite?

A prevenção da prostatite passa pelos hábitos de vida saudáveis, como manter uma dieta saudável e prática regular de exercícios. Além disso, é fundamental ter bons hábitos de higiene, utilizar preservativo e realizar exames de rotina regularmente.

Fonte: Dr. Danilo Gallante urologista e membro da Sociedade Brasileira de Urologia.

Referências: Sociedade Brasileira de Urologia, Manual MSD e

Sobre o autor

Fernanda Lima
Jornalista e Subeditora da Vitat. Especialista em saúde