Por quanto tempo devo tomar glutamina?

Alimentação Bem-estar Saúde
22 de Abril, 2024
Por quanto tempo devo tomar glutamina?

Vez ou outra, surge um suplemento novo que ganha popularidade no meio fitness. Depois do sucesso da creatina e do BCAA, a glutamina surge como mais uma opção para melhorar a forma física. Suas principais promessas são: melhorar a saúde intestinal e contribuir com a recuperação muscular. Com isso, muitas pessoas tendem a se perguntar se o suplemento vale a pena. E mais: “por quanto tempo tomar glutamina?”. Veja o que dizem os especialistas ouvidos pela Vitat.

Glutamina: como e quando suplementar?

Embora a popularidade seja atribuída ao suplemento – em pó –, na verdade, a glutamina é um aminoácido produzido pelo próprio corpo humano e desempenha funções importantes para o bom funcionamento do organismo, especialmente no sistema imunológico e no intestino.

Assim, segundo a médica nutróloga, Dra Marcella Garcez, Diretora da Associação Brasileira de Nutrologia, é possível encontrar glutamina em carnes bovina, frango, peru e porco, peixes como salmão, atum e tilápia, frutos do mar, ovos e lácteos como queijo, iogurte e leite. Outras fontes ricas no aminoácido são os feijões, lentilhas, além de outros vegetais, como espinafre, repolho e beterraba

Veja também: Por quanto tempo tomar vitamina D?

Quem deve suplementar glutamina?

A suplementação (via cápsula ou em pó) é indicada quando a alimentação não supre as necessidades do organismo. Dessa forma, a glutamina costuma ser indicada para os seguintes públicos:

  • Atletas e praticantes de exercícios intensos;
  • Pessoas em condições de estresse físico ou emocional;
  • Problemas intestinais;
  • Alterações do sistema imunológico;
  • Por fim, cirurgias ou traumas.

Mas a suplementação não é indicada para todos os casos. Isso porque, para aderir ao suplemento, o ideal é considerar a recomendação personalizada, indicada por um médico. Além disso, ao incorporar qualquer suplemento à rotina, monitore, de perto, os efeitos e quaisquer mudanças na saúde ou bem-estar. Assim, vale lembrar que a suplementação não substitui a alimentação adequada.

Vale a pena investir na glutamina?

A glutamina oferece vários benefícios à saúde, entre os principais é um componente importante na síntese de proteínas musculares e no processo de recuperação muscular após o exercício. 

Dessa forma, o aminoácido pode ajudar a preservar a massa muscular, fornecendo uma fonte adicional desse aminoácido para o corpo utilizar como combustível, em vez de quebrar o tecido muscular. “Além disso, a glutamina desempenha um papel crucial na função imunológica, especialmente nos tecidos intestinais, pois é essencial para a saúde do intestino, ajudando a manter a integridade da mucosa intestinal e promovendo o reparo de tecidos”, complementa a médica. 

Assim, quando indicada por um profissional, a glutamina pode trazer benefícios a saúde, complementando a dieta equilibrada.

Por quanto tempo tomar glutamina?

A duração da suplementação de glutamina pode variar dependendo dos objetivos individuais, das necessidades de saúde e das circunstâncias específicas de cada pessoa. Porém, de maneira geral, a duração segue os seguintes critérios: 

  • Objetivos de curto prazo como recuperação muscular após um período de exercício intenso, trauma ou cirurgia, pode ser apropriado tomar glutamina por algumas semanas até que a recuperação seja completa e os sintomas diminuam.
  • Objetivos de médio prazo como apoiar a saúde intestinal, fortalecer o sistema imunológico ou para um programa de condicionamento físico de longo prazo. Assim, pode ser necessário tomar glutamina por várias semanas ou meses para obter os benefícios. 
  • Manutenção a longo prazo para algumas pessoas com condições crônicas de saúde que afetam o sistema imunológico ou intestinal, pode ser benéfico continuar tomando a longo prazo como parte de um plano de tratamento contínuo.

Quantidade ideal por dia?

“A quantidade ideal de glutamina a ser consumida por dia pode variar dependendo de fatores como idade, peso, nível de atividade física e necessidades individuais”, diz Marcella. Contudo, apesar de não ter uma dose padrão, existem algumas diretrizes gerais. Veja a seguir:

  • Atletas e pessoas ativas: doses de 0,1 a 0,3 gramas de glutamina por quilograma de peso corporal por dia. Isso significa que uma pessoa que pesa 70 kg pode consumir entre 7 e 21 gramas diárias.
  • Para suporte imunológico e intestinal:  doses entre 20 a 30 gramas por dia. Porém, nos casos de estresse físico ou emocional, doenças ou problemas intestinais, doses mais elevadas podem ser necessárias. 
  • Para manutenção geral da saúde: para a maioria das pessoas que não estão sob estresse físico extremo, doses de glutamina da dieta são suficientes para atender as necessidades. Ou seja, nesses casos, não é necessário realizar a suplementação. 

Contraindicações e riscos

Embora a glutamina seja geralmente considerada segura para a maioria das pessoas, algumas contraindicações e riscos a serem considerados, como alergia ou sensibilidade à glutamina. Dessa forma, pessoas com insuficiência renal ou problemas renais devem evitar a suplementação para não sobrecarregar os rins e piorar a função renal. 

Outro risco está relacionado à capacidade da glutamina de atrair água para o intestino, o que pode causar inchaço ou desconforto abdominal. 

Por fim, o suplemento pode interagir com certos medicamentos, como anti epilépticos ou medicamentos para o tratamento de úlceras gástricas. “Pessoas com determinadas condições de saúde, como câncer, doenças hepáticas ou distúrbios metabólicos, devem evitar a auto suplementação de glutamina ou usar com precaução, pois pode haver riscos adicionais associados”, finaliza a médica.

Veja também:

Fonte:

– Dra. Marcella Garcez, médica nutróloga, Mestre em Ciências da Saúde pela Escola de Medicina da PUCPR, Diretora da Associação Brasileira de Nutrologia e Docente do Curso Nacional de Nutrologia da ABRAN. 

 

Sobre o autor

Tayna Farias
Jornalista e repórter da Vitat. Especialista em gravidez e maternidade

Leia também:

foto mostra diferentes pincéis de maquiagem
Beleza Bem-estar

Pincéis e esponjas de maquiagem podem causar acne e alergias. Como higienizar?

Você já tentou de tudo, mas não consegue se livrar do aparecimento de espinhas? Já tentou lavar seus pincéis e esponjas de maquiagem?

corrida
Bem-estar Movimento Saúde

Como proteger garganta e ouvidos na corrida durante o inverno

É necessário tomar os devidos cuidados para proteger garganta e ouvidos durante a corrida no inverno. Saiba mais!

respiração durante a corrida
Bem-estar Movimento

Dicas de como melhorar a respiração durante a corrida

Estar atento à respiração durante a corrida é algo essencial - tanto para iniciantes quanto para atletas experientes