Mudanças no olfato e no paladar causadas pela Covid-19 podem afetar o apetite de crianças

Alimentação Bem-estar Saúde
10 de Fevereiro, 2022
Mudanças no olfato e no paladar causadas pela Covid-19 podem afetar o apetite de crianças

A ciência já sabe que a Covid-19 pode provocar alguns efeitos colaterais que duram até meses depois da infecção pela doença — a denominada Covid longa. Uma delas é a parosmia, isto é, distorções no olfato e no paladar que podem atingir não só os adultos, mas as crianças também. O problema é que, nos pequenos, isso acaba desencadeando seletividade alimentar e perda de apetite. Entenda:

Paladar e olfato estão intimamente ligados

De acordo com a fonoaudióloga Carla Deliberato, comer envolve um conjunto complexo de interações e experiências sensoriais. Toda vez que nos alimentamos, os nossos cinco sentidos são ativados (visão, audição, tato, olfato e paladar) e participam ativamente da percepção final sobre o prato.

Contudo, olfato e paladar talvez sejam os mais importantes durante o processo. “O olfato exerce grande influência no desejo de uma criança em se alimentar”, afirma a especialista. Isso porque a sensação de gosto pode até acontecer sobretudo na boca, mas o aroma também tem seu papel.

“Durante a fase preparatória oral (ou seja, quando colocamos o alimento na boca e mastigamos), moléculas de odor são liberadas. Essas moléculas intensificam o sentido do olfato, que acrescenta importantes informações ao paladar”, diz a fonoaudióloga. Ela dá dois exemplos:

  • 1 – Com o chuchu: você já se perguntou por que o chuchu praticamente não tem gosto? Um dos motivos é justamente porque ele não tem cheiro;
  • 2 – Quer testar como o olfato é um grande responsável pela sensação que temos ao comer um alimento? Tampe o nariz e experimente colocar algum ingrediente na boca. Você só vai conseguir dizer se ele é doce, salgado, ácido, azedo ou umami. Mas não conseguirá perceber se é cítrico, herbal, frutal ou floral. É por isso que quando estamos com o nariz entupido, dizemos que “estamos sem paladar”.

Leia também: Seletividade alimentar em crianças autistas pode ser melhorada

Parosmia em crianças

Se alterações no olfato e no paladar já podem afetar o apetite de um adulto, imagine o de uma criança. “É possível que o pequeno não sinta mais tanto prazer em comer os alimentos como sentia antes. Desse modo, ele pode ter uma tendência a se mostrar mais exigente na escolha alimentar e mais seletivo”, explica Carla Deliberato.

Nesse caso, a profissional diz que um treinamento olfativo específico pode ser uma forma de estimular a criança. “Ao acessar a memória olfativa com cheiros já conhecidos, ela tem mais chances de recuperar os sentidos.”

Mas nada de forçá-la a comer, viu? “A relação dela com a comida precisa ser sempre positiva. Portanto, pressionar ou obrigar a criança a ingerir um alimento que ela consumia antes da doença não vai resolver o problema. Se a seletividade alimentar for muito grande após a Covid, o ideal é procurar um profissional especializado”, finaliza.

Leia também: Desordem sensorial: Condição é muitas vezes confundida com “frescura”

Fonte: Carla Deliberato, fonoaudióloga dedicada ao estudo e tratamento de recusa e seletividade alimentar. Desde 2019, lidera uma clínica especializada em São Paulo – a Care Materno Infantil.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

foto do ator Tony Ramos
Saúde

Hematoma subdural: entenda quadro de Tony Ramos

Tony Ramos passou por duas cirurgias após apresentar um hematoma subdural. Segundo boletim médico, ator já tem "melhora na evolução do quadro clínico"

mulher de lado tomando um suco verde em um copo
Alimentação Bem-estar

Como comer mais fibras no dia a dia? Dicas simples

O nutriente promove saciedade, melhora o trânsito intestinal, ajuda a evitar picos de açúcar no sangue e diminui a absorção das gorduras. Veja como comer mais

foto mostra diferentes pincéis de maquiagem
Beleza Bem-estar

Pincéis e esponjas de maquiagem podem causar acne e alergias. Como higienizar?

Você já tentou de tudo, mas não consegue se livrar do aparecimento de espinhas? Já tentou lavar seus pincéis e esponjas de maquiagem?