Necrose no nariz: Naldo Benny tem complicação após rinomodelação

Beleza Saúde
28 de Novembro, 2022
Necrose no nariz: Naldo Benny tem complicação após rinomodelação

O cantor Naldo Bennny teve um princípio de necrose no nariz após realizar uma rinomodelação. O procedimento estético é indicado para corrigir imperfeições no contorno nasal. A técnica usa ácido hialurônico de alta densidade e tem a necrose como um dos riscos.

Nas redes sociais, ele compartilhou imagens do nariz machucado. “Fiz um procedimento no nariz que não ficou legal. Fiquei realmente muito preocupado. Tive uma intercorrência no procedimento”, falou o cantor. Naldo contou ainda que estava sendo muito bem cuidado por uma equipe profissional. Ele compartilhou um depoimento da médica Cindy Alves, que está acompanhando o seu caso.

No vídeo, a médica explica que “ele realizou um procedimento com outro profissional e teve uma intercorrência: uma obliteração de vasos e um princípio de necrose”. Nas imagens, é possível ver o nariz de Naldo inchado e com manchas escuras.

necrose no nariz

Leia mais: Homem faz ‘rinoplastia caseira’; especialistas comentam os riscos

Necrose no nariz: cantor passa por tratamento

Nesta segunda-feira (28), o cantor compartilhou mais vídeos, dessa vez fazendo outro procedimento para tratar o problema.  “Ontem estava muito feio o nariz, não expliquei vocês. Estou muito melhor, já não está doendo tanto, ainda está bem machucado, mas não dói tanto”. No entanto, Naldo não deu detalhes sobre o tipo de tratamento que está fazendo.

Afinal, quais são os riscos da rinomodelação?

A rinomodelação é um procedimento que muda a estética nasal por meio da aplicação de um produto. Na maioria das vezes, utiliza-se o ácido hialurônico, considerado seguro para o corpo humano.

No entanto, assim como qualquer procedimento estético, há riscos. No caso da rinomodelação, por exemplo, podem surgir edemas com infecção e necrose de pele, como aconteceu com Naldo. Tais sequelas, inclusive, podem ser irreversíveis.

Geralmente, esses problemas são causados quando o procedimento estético é feito de forma negligente, em lugares que não têm as condições adequadas ou por profissionais que não são capacitados.

Sintomas além da necrose no nariz

A necrose no nariz que Naldo desenvolveu após a rinomodelação pode vir com outros sintomas. Por exemplo, a região pode inchar, ficar vermelha, quente ao toque e, em alguns casos, com bolhas. Além disso, a pessoa geralmente sente dor intensa no local, mal-estar e febre.

Dessa forma, o tratamento adequado demanda avaliação médica individual e varia de caso para caso. Geralmente, são receitados antibióticos ou anti-inflamatórios para conter a infecção. Se a necrose no nariz for irreversível, é necessário retirar os tecidos necrosados e reconstruir a pele do local afetado. A depender do tamanho do local afetado, é preciso fazer um transplante de pele.

Nesse caso, o médico pode retirar a pele de outras regiões do corpo do paciente, como da testa ou da bochecha, por exemplo. Assim, é possível reconstituir a pele do local. Ao final, o paciente fica com uma cicatriz. No entanto, quando a necrose não é tratada rapidamente, pode ultrapassar a barreira da pele e afetar a parte interna do nariz. Como consequência, a pessoa pode perder o nariz e ter a parte funcional da respiração comprometida.

Leia mais: Queloide no nariz: tudo o que você precisa saber sobre o assunto

Proteja seus lábios no frio

Sobre o autor

Fernanda Lima
Jornalista e Subeditora da Vitat. Especialista em saúde

Leia também:

Transplante de rim
Saúde

Transplante de rim: órgão doado faz falta? Quem pode doar? Entenda

Indicado para pessoas com doença renal crônica, transplante do novo órgão permite que o corpo volte a filtrar e eliminar líquidos e toxinas

Endometriose e saúde mental
Bem-estar Equilíbrio Saúde

Endometriose e saúde mental: como cuidar de si mesma?

Desconfortos podem causar uma série de desafios emocionais, por isso é importante cuidar da saúde mental

Que horas o mosquito da dengue mais pica
Saúde

Que horas o mosquito da dengue mais pica?

Veja quais são os principais horários e como se prevenir da doença