Melhores carnes para preparar hambúrguer caseiro

Alimentação Bem-estar
27 de Janeiro, 2020
Melhores carnes para preparar hambúrguer caseiro

Quer aprender a fazer um hambúrguer caseiro gostoso como os de uma hamburgueria? Então, saiba que o grande segredo é acertar na escolha das carnes para preparar o blend ideal.

Blend é o termo usado para indicar a mistura de dois ou mais cortes de carnes usados para fazer um hambúrguer.

Leia mais: Hambúrguer fit: 6 receitas para comer sem peso na consciência

hambúrguer caseiro

Qual o corte de carne ideal?

Pensando nas carnes bovinas, os cortes magros, como por exemplo patinho, coxão duro e alcatra, devem ser misturados com outros com mais gordura porque o hambúrguer ficará mais suculento e saboroso. Assim, o ideal é que o blend tenha entre 20 e 25% de gordura.

A fraldinha, acém e contra filé são cortes que apresentam um teor de gordura maior e podem ser ótimas opções de carnes para fazer uma mistura. Se você não quiser misturar dois tipos de carne, prefira os que têm mais gordura.

Hambúrguer caseiro feito com carne de porco?

Sim, pode parecer uma combinação ousada, mas é uma opção extremamente saborosa.

Para preparar um blend com carne de porco escolha o pernil. Além de ser um corte com bastante gordura, é uma alternativa mais econômica para preparar um hambúrguer caseiro.

Sobre o autor

Lorena Rocha
Estagiária de receitas do Cuidaí

Leia também:

chá de boldo
Alimentação Bem-estar

Chá de boldo: para que serve, benefícios e como fazer

O chá de boldo é utilizado para tratar uma variedade de problemas digestivos, como má digestão, gases, azia, constipação e diarreia

prato com ovos, bacon, espinafre e tomates-cereja, ingredientes típicos da dieta cetogênica
Alimentação Bem-estar

Dieta cetogênica é indicada para emagrecer e desinchar; cardápio de 7 dias

Saiba tudo sobre a estratégia alimentar que conquistou muitas famosas

Creatina na menopausa
Alimentação Bem-estar Saúde

Creatina na menopausa: suplemento ameniza efeitos e promove bem-estar

A suplementação surge como uma alternativa promissora para combater os efeitos negativos da menopausa e promover o bem-estar feminino