Massa fresca e massa seca: Qual a diferença?

13 de novembro, 2019

A variedade de massas é enorme: secas, frescas, pré-cozidas e instantâneas. Aprenda a diferença entre massa fresca e massa seca e adeque as suas receitas com a massa mais apropriada.

A massa é um alimento nutricionalmente rico. Fonte de fibras, ela pode trazer uma série de benefícios como a prevenção de doenças cardiovasculares e o progresso no rendimento durante exercícios físicos. Porém, a atenção deve estar na quantidade ingerida.

Existem grandes mitos sobre o macarrão e outras massas que fazem com que você elimine esse alimento da dieta. No entanto, não faltam razões saudáveis ​​para continuar a comê-lo. 

Longe de ser vilã, massa é uma grande fonte de energia e um dos pilares da dieta mediterrânea, que é considerada uma das mais saudáveis ​​e equilibradas do mundo. 

Diferença entre massa fresca e massa seca

A principal diferença está no preparo da massa. A massa seca é feita com farinha de trigo e água e é facilmente encontrada nas prateleiras dos supermercados. Assim, o prazo de validade é mais prolongado e é um tipo de massa de excelente rendimento.

Leia mais: Troque a massa refinada pela integral e veja os benefícios

Além disso, são as que apresentam maior diversidade de tipos e formatos. Por isso, são muito versáteis. Os tipos encontrados são: comum, de sêmola, com ovos, grano duro, integral, com vegetais e sem glúten.

Já a massa fresca é considerada de preparo artesanal. A outra diferença está nos ingredientes, que são usados ovos, semolina de trigo (parte mais nobre do trigo) e água.

A massa do macarrão fresca é mais leve, macia, com um sabor único e coloração mais forte. É o melhor tipo para absorver o molho.

Contudo, como é uma massa mais úmida, deve ser mantida sob refrigeração e o prazo de validade é mais curto. A diferença entre massa fresca e massa seca também está no tempo de cozimento, em que o primeiro leva menos tempo.

Sobre o autor

Lorena Rocha
Lorena Rocha
Estagiária de receitas do Cuidaí