Afinal, laces prejudicam o cabelo natural? Profissional responde!

22 de março, 2022

Não é de hoje que as perucas do tipo lace caíram no gosto de mulheres que querem mudar o visual e também daquelas que estão passando pelo processo de transição capilar. Mas, mesmo com sua popularidade, ela ainda gera uma dúvida muito comum: afinal, as laces prejudicam o cabelo natural?

Para esclarecer esta e outras questões a respeito deste acessório, a médica tricologista Luciana Passoni, de São Paulo, preparou um guia sobre o uso das laces.

Laces prejudicam o cabelo natural: mito ou verdade?

De acordo com as informações de Luciana, as laces prejudicam o cabelo natural apenas se forem usadas da forma errada.

Por ser fixado através de uma tela no couro cabeludo, o acessório demanda bastante atenção durante seu tempo de uso, para garantir que os fios que estão por baixo da peça não sofram danos. Além disso, ele ainda exige algumas regrinhas básicas de higiene.

Para começar, é necessário deixar o couro cabeludo respirar quando se usa a peruca.

Leia também: Alimentos que ajudam a fortalecer os cabelos

“Um dos problemas de usá-las frequentemente é ficar com o cabelo sujo, o que gera o acúmulo de resíduos e do próprio sebo produzido pelas glândulas capilares. Isso, portanto, provoca a obstrução dos poros e pode interferir no crescimento saudável dos fios”, alerta a médica.

Outro ponto importante é que nunca se deve colocar a lace enquanto o couro cabeludo e os fios estiverem molhados. Acredite: essa atitude pode levar ao surgimento de fungos nesta região!

Leia também: Lavar o cabelo todos os dias prejudica os fios?

Além de retirar as perucas para lavar seu cabelo natural, também é necessário higienizar as laces com produtos específicos para estes fios.

“Lave-a semanalmente, deixando secar por completo. Procuramos indicar shampoos que têm ação detox, com tecnologia para agir diretamente na raiz dos fios”, indica Luciana.

“E um alerta: não use o acessório 24 horas por dia e não durma com a peça! Seja por gosto pessoal ou exigências da profissão, alguns hábitos acabam comprometendo a raiz dos cabelos”, aconselha.

Cuidados na aplicação da lace

Segundo a médica tricologista, a qualidade das laces e onde elas serão colocadas em você também são fatores que devem ser levados em conta.

Primeiramente, é preciso ter muita atenção na qualidade da cola utilizada. Afinal, o produto pode ser tóxico para a haste do fio natural, podendo levar à queda.

Leia também: Coceira no couro cabeludo: O que é e como tratar

“Também é necessário ter muito cuidado com a chamada dermatite de contato, que pode ser ocasionada pela cola no couro cabeludo. A paciente acaba coçando e tracionando a haste capilar, contribuindo para a quebra dos fios”, acrescenta.

“O distanciamento entre a cola e a raiz do cabelo, para evitar a dermatite alérgica, e uma rotina de cuidados para lavar o cabelo com frequência e manter o couro cabeludo limpo, é importantíssimo!”, conclui ela.

Tranças também podem prejudicar os fios naturais

Feitas normalmente para que a lace fique mais bem adaptada à cabeça, as tranças também podem oferecer riscos para a saúde dos cabelos naturais.

Isso porque, muitas vezes, elas são feitas de maneira bem apertada, prejudicando o couro cabeludo.

“Os penteados muito apertados podem ser considerados fatores de risco para a alopecia de tração. A diminuição parcial de fios, nesses casos, ocorre mais próxima à testa ou acima das orelhas”, explica Luciana.

Leia também: Principais causas da queda de cabelo

“Trança boxeadora, trança unicórnio, drealocks, rastafári e os coques das bailarinas também estão, geralmente, associados aos danos capilares”, completa.

Além disso, é necessário esperar que o cabelo esteja completamente seco para começar a trançá-lo. Desta forma, é possível minimizar os danos e evitar a proliferação de fungos e bactérias.

 “As dores de cabeça e a descamação do couro cabeludo também são sintomas que podem surgir ao realizar as tranças com os fios úmidos”, alerta a especialista.

Como tirar a lace com segurança

Depois de algum tempo com o visual diferente, a pessoa se cansou da lace e quer voltar a usar seu cabelo natural. E agora?

Neste momento, também é importante ter cuidado e não remover a peruca de forma desordenada, muito menos puxando.

“Não puxe, jamais, as raízes, quando for desfazer as tranças, para evitar a queda. Também não tracione os fios para não quebrá-los. Tenha em mente que eles estarão mais frágeis por terem ficado presos por muito tempo”, aponta a tricologista.

Outra dica importante é apostar na hidratação do cabelo com produtos específicos para revigorar e nutrir depois de soltar os fios.

Fonte: Luciana Passoni, médica tricologista, de São Paulo.

Sobre o autor

Ana Paula Ferreira
Jornalista e repórter da Vitat. Especialista em beleza e bem-estar.