Kelly Key emagrece com jejum intermitente – saiba mais

19 de abril, 2021

Famosa por seu corpo escultural, Kelly Key revelou como fez para enxugar 15 kg durante a quarentena: jejum intermitente.

Se no passado a cantora fazia jejum de 14 horas, ela explicou ao site da Revista Quem que precisou aumentar o número de horas sem comer. “A quarentena foi um momento de renascer e se reinventar em vários sentidos da vida. Quando fecharam as academias, ficamos em casa. Comi muito menos e aumentei o meu jejum intermitente de 14 para 18 horas. Paro de comer 20h e só volto às 14h. Dá para eu fazer três refeições. E meu almoço é livre. Óbvio que não vou comer frituras, mas como saudável e à vontade. Perdi 15kg na quarentena. Além disso, comecei a fazer live de exercícios para incentivar meus seguidores a manterem a saúde dentro de casa”.

Jejum intermitente: Saiba mais sobre o método que emagreceu Kelly Key

Apesar de não ser uma ideia recente, jejuar por um período determinado é uma das apostas que estão em alta para quem quer – prática conhecida como jejum intermitente.

Mas, mesmo sendo chamado de dieta, esse estilo de jejum é, na verdade, uma estratégia nutricional caracterizada por períodos alternados de jejum e alimentação regular. A fim de melhorar a composição corporal e saúde geral.

kelly key

Os métodos de jejum intermitente mais seguidos: 

  • 16/8: é composto por 2 refeições diárias com um intervalo de 8 horas (por exemplo, uma refeição às 12 h e a outra às 20h, totalizando 16 horas em jejum;
  • Jejum completo: jejum durante 24 horas, uma ou duas vezes por semana;
  • Método 5:2: dois dias não consecutivos da semana, os indivíduos só consomem 500-600 calorias e nos outros 5 dias, alimentação normal.

O que não quebra jejum intermitente?

Kelly Key

Durante o jejum, a pessoa está liberada basicamente para ingerir líquidos sem calorias, como água (com e sem gás) e chás e café sem açúcar ou adoçante. Ou seja, tal ingestão não quebrar jejum intermitente.

Faça sua avaliação de peso, descubra seu peso ideal e aprenda a emagrecer com a Low Carb. Clique para saber mais

Assim, como Kelly Key, qualquer um pode fazer?

Quem acredita que a prática pode ser uma boa ideia deve primeiro consultar um nutricionista ou médico, assim como é indicado para todas as dietas. A adoção do jejum intermitente envolve adaptação física e mental. 

O jejum intermitente não é adequado para pessoas com doenças ou outras debilitações de saúde, como diabetes  – por conta da hipoglicemia que pode ser causada por longas horas sem comer. 

Também não é aconselhável para crianças, adolescentes, idosos, gestantes e lactantes pela pouca quantidade de nutrientes ingerido.

Leia também: Dieta funcional com low carb e jejum: Combine as metodologias

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.