Ipecacuanha (ipeca): Benefícios da planta medicinal

12 de novembro, 2020

A ipecacuanha, também chamada apenas de ipeca e poaia, é um arbusto de flores brancas e frutos vermelhos. É nativo do território brasileiro e nasce principalmente em regiões de maior umidade.

A planta é comumente usada como forma alternativa de tratamento para problemas respiratórios, e por isso vem sendo explorada pela indústria farmacêutica. Sua raiz é a parte que costuma ser utilizada. Mas, só deve ser consumida sob prescrição médica. Além disso, por ser uma planta tóxica, só deve ser utilizada na forma industrializada.

Antigamente a Ipeca era utilizada em caso de envenenamento, mas esta indicação já não é aceite pela FDA, a agência que regulamenta a comercialização de medicamentos nos Estados Unidos. 

Benefícios da ipecacuanha

Alivia sintomas de problemas respiratórios

A planta é principalmente conhecida por beneficiar a saúde respitatória, pois é expectorante, ou seja, combate tosse, congestão nasal e demais sintomas geralmente relacionados a gripes e resfriados. Isso se deve principalmente à presença da emetina em sua raiz.

Leia também: Pulmonária: Conheça os benefícios da planta medicinal

Ipecacuanha combate dores no corpo

Além da emetina, outra substância presente na composição da ipecacuanha é a celafina. Ela é naturalmente analgésica e, por isso, pode ajudar no combate a dores no corpo, torcicolos e mais. A celafina também pode ser encontrada na composição de remédios.

Leia também: Caralluma: Propriedades e benefícios da planta

Ajuda na digestão

A planta também ajuda a tratar a amebíase, cujo sintoma mais comum é a diarreia. A ipeca inibe o desarranjo intestinal e ajuda no tratamento da doença. Não só, promove o aumento do apetite.

Contraindicações

Após a ingestão excessiva ou prolongada dessa planta podem ocorrer gastrite, taquicardia, pressão baixa, arritmia cardíaca, convulsões, choque e pode levar até mesmo ao coma. Estes efeitos podem ser revertidos ao cessar sua ingestão.

Leia também: Chá de mirra: Benefícios e como preparar a bebida

Sobre o autor

Nathália Lopes
Nathália Lopes
Estagiária de Jornalismo