O que é inflamação do organismo e porque ela faz tão mal

25 de setembro, 2019

Você já deve ter ouvido falar sobre inflamação do organismo e até quais as melhores práticas para combater esse mal. Mas, o que significa exatamente estar com o corpo inflamado?

A inflamação do organismo acontece com todos, esteja você consciente disso ou não. O sistema imunológico cria inflamação para proteger o corpo de infecções, lesões ou doenças. 

Existem dois tipos principais para classificar a inflamação:

  • Inflamação aguda, que geralmente ocorre por um período curto e se resolve em duas semanas ou menos. Os sintomas aparecem rapidamente. Esse estilo restaura o corpo ao estado anterior à lesão ou doença.
  • Inflamação crônica, uma forma de inflamação mais lenta e menos grave. Normalmente, dura mais de seis semanas, pode ocorrer mesmo quando não há lesão, e nem sempre termina quando a doença ou lesão é curada. A inflamação crônica tem sido associada a distúrbios autoimunes e até ao estresse prolongado.

Não há um teste único que possa diagnosticar a inflamação ou as condições que a causam. Em vez disso, com base nos sintomas, o médico poderá fazer um diagnóstico a partir de um exame de sangue, por exemplo. 

Sintomas comuns de que o organismo está inflamado

  • Febre ou calor na região;
  • Dor;
  • Vermelhidão;
  • Inchaço;
  • Perda de função.

Já a inflamação a longo prazo pode causar:

  • Dor corporal;
  • Depressão, ansiedade e outros transtornos do humor;
  • Problemas gastrointestinais, como constipação e refluxo ácido;
  • Ganho de peso;
  • Infecção frequente.

Causas da inflamação

Muitos fatores podem levar à inflamação, como:

  • Condições crônicas e agudas;
  • Certos medicamentos;
  • Exposição a substâncias irritantes ou materiais estranhos que seu corpo não consegue eliminar facilmente.

Inflamação e alimentação 

Certos tipos de alimentos podem causar ou piorar a inflamação do organismo em pessoas com distúrbios autoimunes, como:

  • Álcool;
  • Carnes processadas;
  • Gorduras trans.

Da mesma maneira, existem alimentos anti-inflamatórios que atenuam os radicais livres e as toxinas, ajudando a combater essa condição: 

Couve 

Além de ser barata e fácil de encontrar em todo o país, a couve é nutritiva e oferece vários benefícios à saúde. O vegetal é rico em antioxidantes que agem contra os radicais livres, é fonte de vitamina K, tornando-se anti-inflamatório e uma aliado contra o câncer. 

Cogumelo

Excelente para o sistema imune e anti-inflamatório, ele pode ser preparado na manteiga ghee ou consumido em forma de extratos e suplementos.

Gengibre

A raiz está na lista de alimentos anti-inflamatórios, pois estimula a atividade dos leucócitos, que são nossas células de defesa, e modula a produção de substâncias inflamatórias que desencadeiam doenças, graças à presença das vitaminas C e B6. 

Cúrcuma ou açafrão da terra

Repleta de  curcumina, a especiaria é um potentes anti-inflamatório natural. Adicione no arroz, chás, sucos, ou até mesmo no leite de castanhas. Coloque uma pitada de pimenta preta para melhorar a absorção.

Faça sua avaliação de peso, descubra seu peso ideal e aprenda a emagrecer com a Low Carb. Clique para saber mais

Salmão selvagem

Esse peixe de água fria é rico em Ômega 3 e ajuda também na saúde do nosso cérebro. No sushi, grelhado ou assado no forno, não tem erro.

Abacate  

O abacate possui nutrientes que auxiliam na desintoxicação do fígado. O fruto é rico em beta-sitosterol, uma substância que age como um anti-inflamatório natural. Ainda possui ação antioxidante.

Moringa 

A folha é rica em flavonoides, isotiocianatos e ácidos fenólicos que, além de nutrir, exercem um grande papel anti-inflamatório. 

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.