Hipotensão: o que é, sintomas e como prevenir

Saúde
07 de Abril, 2022
Hipotensão: o que é, sintomas e como prevenir

Também conhecida por pressão baixa, a hipotensão é a queda da pressão arterial que causa mal-estar em algumas situações, como levantar-se muito rápido, estresse emocional e desidratação.

Veja também: 5 fatos sobre a hipertensão que poucas pessoas sabem

O que é a hipotensão?

Antes de mais nada, é preciso compreender a pressão arterial e sua função. Basicamente, a pressão é um indicador de intensidade de fluxo sanguíneo que passa pelas artérias. Esse sangue contém nutrientes e outros elementos importantes que chegam ao coração, responsável por bombeá-lo para outras partes do corpo. Em síntese, a pressão é importante para o bom funcionamento do organismo.

A princípio existem duas medidas que avaliam a pressão arterial, que são a diástole e a sístole. A primeira está associada ao fluxo sanguíneo mais intenso, quando o coração já está bombeando o sangue. Já a sistólica é a pressão do sangue entre os batimentos, no momento que o coração está relaxado e se enchendo novamente de sangue. Esses opostos são importantes ao medirmos a pressão, e aparecem no visor do aparelho que realiza a métrica.

Geralmente os parâmetros de uma pressão normal giram em torno de120 mmHg x 80 mmHg, ou 12 por 8. Quando os valores estão abaixo de 90 por 6, significa hipotensão ou pressão baixa. “Muita gente tem a pressão naturalmente abaixo dos níveis considerados normais e não tem problemas de saúde. Ao contrário da hipertensão, que causa diversos tipos de doença, a hipotensão normalmente traz apenas um mal-estar temporário”, explica Nicolle Queiroz, médica cardiologista e especialista em cardiologia do esporte.

Causas

De acordo com Queiroz, são diversas as causas da hipotensão, que dependendo do motivo, é uma reação do organismo. “Por exemplo, uma infecção grave que tem o risco de evoluir para um quadro generalizado pode provocar a queda da pressão arterial; normalmente as altas temperaturas favorecem a hipotensão, além de permanecer muito tempo em pé, longos períodos sem se alimentar, se levantar bruscamente, estresse emocional e choque térmico. No caso do calor, o indivíduo fica facilmente desidratado, sobretudo se fizer uma atividade física sob o sol e com roupas inapropriadas.

Contudo, algumas doenças e fatores têm a hipotensão como sintoma, como a diabetes e o uso de alguns tipos de medicamentos, como emagrecedores e controladores de hipertensão. Portanto, se a pressão baixa for uma realidade recorrente na rotina do indivíduo, é preciso buscar ajuda médica para investigar a origem.

Tipos de hipotensão

São divididos de acordo com as causas, e são três:

Ortostática ou postural: relacionada ao gesto de se levantar muito rápido após passar um tempo sentado ou deitado. Para atender ao comando, as artérias e veias precisam se contrair rapidamente para manter a pressão. O mal-estar pode acontecer se o mecanismo de contração não for eficiente a tempo de levar sangue ao cérebro.

Neuralmente mediada: também tem como causa a permanência em uma postura, que nesse caso pode ser muito tempo de pé. Outro motivo é o estresse emocional, como receber uma notícia inesperada, ou presenciar algum episódio traumático. Como resultado, a pessoa pode até desmaiar.

Hipotensão de choque: ocorre quando há um trauma físico severo, como ataque cardíaco, alergias e infecções. O trauma emocional também pode ser um fator desse tipo de hipotensão, mas a diferença é que o corpo responde de forma mais radical, capaz de levar à morte se a pessoa não for socorrida logo.

Sintomas da hipotensão

Dependem da origem da pressão baixa. Mas em geral, são sinais de hipotensão:

  • Tonturas.
  • Náuseas e vômitos.
  • Visão alterada, como se o cenário estivesse repleto de “bolinhas” multicoloridas. Se estiver prestes a desmaiar, a pessoa começa a ver tudo preto até perder a consciência. O desconforto de segundos a poucos minutos.
  • Pele fria e suor excessivo.
  • Alteração da cor da pele, que fica pálida.
  • Desmaio, quando há desidratação severa ou algum trauma físico ou emocional relevante.

Como prevenir e tratar

Segundo Nicolle Queiroz, a melhor forma de prevenir os desconfortos da hipotensão é evitar as situações que desencadeiam o problema. “No calor, o indivíduo precisa redobrar os cuidados com a hidratação e treinar com roupas leves, pois a desidratação é mais intensa. Outra forma de prevenir é treinar membros inferiores, pois a panturrilha é um músculo muito importante que ajuda a levar o sangue para o coração”, explica a cardiologista.

Mas se a pessoa estiver enfrentando um episódio de hipotensão com tontura e visão alterada, o ideal é acomodá-la deitada e de pernas para o ar. Beber água e fazer uma refeição leve também ajudam a estabilizar pressão arterial. Se a pessoa sofre frequentemente com os desconfortos da pressão baixa após se levantar rápido, é essencial evitar o movimento súbito e usar meias e calças de compressão que ajudam a circulação, além de investigar essa recorrência.

Em casos mais graves, como desmaios acompanhados de outros sintomas por mais de 15 minutos, é necessário buscar socorro urgente, pois algumas situações podem exigir o uso de medicamentos injetáveis para recobrar a consciência e a pressão arterial.

Dúvidas frequentes sobre hipotensão

Estou grávida e com pressão baixa. Devo me preocupar?

Não há motivos para se preocupar, pois a gestação causa mudanças no corpo da mulher, sendo uma delas no sistema circulatório, que fica mais sobrecarregado para atender ao crescimento do bebê. Dessa forma, é normal que o fluxo sanguíneo fique mais enfraquecido e tenha a pressão como resultado. Logo depois do parto, o corpo começa a restabelecer a pressão arterial anterior à gravidez, assim como outras funções. Obviamente que se você sentir algum sintoma persistente que debilite sua rotina, é preciso buscar ajuda profissional.

É verdade que o sal ajuda a melhorar o mal-estar da hipotensão?

Muitas pessoas têm o hábito de colocar sal sob a língua durante uma crise de queda de pressão. No entanto, o ingrediente não tem relevância no efeito de recuperação, porque demora para chegar na corrente sanguínea. Por isso, o melhor a fazer em um episódio de hipotensão é descansar de pernas para cima até se recompor.

Pressão baixa causa sono?

Não, mas provoca indisposição e fraqueza, que faz com que a pessoa queira permanecer deitada ou em repouso.

Gosto de praticar atividades físicas ao ar livre e no calor. Existe o risco de sofrer com hipotensão?

Há a possibilidade de ser afetado, pois o calor excessivo associado ao alto esforço físico causa um tipo de choque e desidratação, pois o corpo fica superaquecido. Assim, a melhor forma de evitar isso é treinar em horários em que a temperatura está mais amena e priorizar a hidratação com água e isotônicos.

Fonte: Nicolle Queiroz, cardiologista, especialista em cardiologia do esporte. Membro do corpo clínico dos hospitais São Luiz e Albert Einstein. Pioneira em avaliação de risco pré-hormonização (fertilização in vitro, transexualização, uso de esteroides e anabolizantes com fins estéticos e patológicos. Professora na pós-graduação da disciplina de cardioesporte na Uniguaçu; e Sociedade Brasileira de Cardiologia.

Sobre o autor

Amanda Preto
Jornalista especializada em saúde, bem-estar, movimento e professora de yoga há 10 anos.

Leia também:

dores nos glúteos e problemas na coluna
Saúde

Dores nos glúteos sinalizam problemas na coluna, diz especialista

Pesquisa aponta problemas na coluna como uma das principais causas de afastamento do trabalho

benefícios da banana
Alimentação Bem-estar Saúde

10 benefícios da banana que provavelmente você não conhece (mais receitas)

A banana é amiga do intestino, além de ser eficiente na prevenção de cãibras. Veja outros benefícios da fruta!

perda muscular
Bem-estar Movimento Saúde

Perda muscular compromete a recuperação do paciente  

A sarcopenia, a perda de massa muscular e da força, aumenta o risco de complicações em diversos quadros