Hábitos de higiene e segurança que precisamos manter mesmo após a vacina

14 de julho, 2021

Quem já tomou a vacina contra o novo coronavírus ainda precisa manter alguns hábitos de higiene e segurança para evitar a disseminação da Covid-19. Isso porque mesmo que os imunizantes disponíveis no Brasil diminuam consideravelmente as chances de morte e internação, é possível, ainda que seja mais difícil, pegar a doença depois de receber as duas doses. Além disso, é preciso pensar nas pessoas que ainda não foram vacinadas.

Hábitos de higiene e segurança essenciais mesmo após a vacina

1 – Usar máscara

O objeto, que já virou parte do cotidiano de todo mundo, ainda representa uma das formas mais eficazes de prevenção. Pesquisas apontam, por exemplo, que o risco de contágio cai drasticamente com o uso do acessório: até 87%, afirmam cientistas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), da Universidade das Ciências da Saúde (UFCSPA) e da Universidade Federal de Pelotas (UFPel).

E o modelo escolhido também faz toda a diferença. Um outro estudo, conduzido no Instituto de Física da Universidade de São Paulo (IF-USP), descobriu que as máscaras cirúrgicas e as do tipo PFF2/N95 – ambas de uso profissional e certificadas –, são as melhores, e conseguem filtrar de 90% a 98% das partículas presentes no ar. Em seguida, estão as de TNT (feitas de polipropileno, um tipo de plástico) vendidas em farmácia, cuja eficiência varia de 80% a 90%. Em terceiro lugar, entram as caseiras, feitas com algodão ou materiais sintéticos.

Leia também: Qual máscara é mais eficiente contra o coronavírus?

2 – Hábitos de higiene: Lavar as mãos e utilizar álcool gel

Esses hábitos de higiene simples também são muito poderosos. Mas não vale lavar as mãos de qualquer jeito, e nem sem sabão. Confira o passo a passo correto:

  • Molhe as mãos e evite tocar em outras superfícies a partir deste momento;
  • Passe o sabão — de preferência líquido —, de forma a cobrir todas as regiões;
  • Esfregue as palmas entre si. Com a palma da mão direita, esfregue o dorso da mão esquerda, e vice-versa;
  • Lembre-se de lavar entre os dedos;
  • Esfregue a palma de uma mão com as unhas da outra;
  • Higienize os polegares separadamente;
  • Não se esqueça dos punhos;
  • Por fim, use um papel descartável para secar os membros.

3 – Ficar em casa

Se puder, não saia de casa. A recomendação pode ser um pouco complicada de manter — visto que algumas pessoas trabalham em outros ambientes e precisam se locomover — seja de metrô ou trem. Nesse caso, as duas dicas anteriores são imprescindíveis.

4 – Preferir ambientes abertos

Os locais fechados entram na lista das situações de alto risco para a Covid-19. Se precisar entrar em algum deles, distancie-se o máximo que conseguir de outras pessoas, evite conversar demais e limite seu tempo de permanência ao mínimo necessário. Baladas e bares, onde as pessoas geralmente cantam e falam bastante, por exemplo, precisam ser evitados.

Contudo, ambientes mais ventilados e pouco frequentados permitem uma liberdade maior, o que facilitaria a retomada de alguns aspectos sociais e econômicos de nossas vidas. Por que não, então, trocar uma aula na academia por uma corridinha no parque? Ou um jantar em um restaurante cheio por um passeio na praça perto de casa?

Leia também: Treinar de máscara faz mal? Tire suas dúvidas

5 – Manter o distanciamento

A mesma pesquisa que fala da eficácia do uso das máscaras contra a Covid-19 mostrou que aderir moderada e intensamente ao distanciamento social diminui entre 59% e 75% a chance de contágio do vírus.

Portanto, em filas de mercado, banco, lotérica ou padaria, tente ficar a uma distância de no mínimo 1,5 metro das outras pessoas.

6 – Hábitos de higiene e segurança: Evitar beijos, abraços e apertos de mão

A vontade é de sair abraçando todo mundo depois da vacina, não é mesmo? Entretanto, evite atos de carinho que envolvam contato humano — tanto para a sua segurança, quanto para a da outra pessoa. Mas lembre-se que, logo, poderemos fazer isso sem correr riscos!