Explante de silicone: Rafa Brites fará cirurgia; como funciona?

Saúde
21 de Julho, 2023
Explante de silicone: Rafa Brites fará cirurgia; como funciona?

A jornalista Rafa Brites anunciou pelo seu Instagram que realizará uma cirurgia de explante de silicone. Com próteses há 16 anos, a apresentadora afirmou que não teve nenhum problema, mas que já desejava fazer isso há um tempo. A coragem finalmente apareceu após remarcar três vezes o procedimento, que será feito em agosto.

Contudo, a maior preocupação de Rafa são as cicatrizes do explante. “Quando realizamos um implante de silicone, o objetivo é aumentar o volume das mamas. Então, quando retiramos a prótese por meio do explante mamário, há uma diminuição deste volume. Portanto, além da prótese, a pele também deve ser retirada. Quanto maior a quantidade de pele que precisa de remoção para dar forma à mama, mais significativas serão as cicatrizes ”, diz a cirurgiã plástica Beatriz Lassance, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

De acordo com a especialista, uma alternativa após o explante de silicone são os enxertos de gordura. Rafa afirmou que essa será a estratégia para seu caso. “Depois que eu amamentei, fiquei só pele e prótese, não sei o que aconteceu com as minhas glândulas [mamárias]. Então, tem que colocar uma gordurinha para dar pelo menos um volume”, disse a jornalista nos stories.

Beatriz Lassance explica que o enxerto de gordura é feito com a gordura da própria paciente através de lipoaspiração. “O resultado não é tão previsível quanto com o implante de uma nova prótese. Então, pode ser necessária mais do que uma cirurgia para obter o resultado esperado”, diz a médica. Ela afirma que, dependendo do caso, a modelação da nova mama pode demorar, mas a retirada da prótese é simples. Além disso, oferece os mesmos riscos de qualquer cirurgia, como infecções e sangramentos.

Veja também: Como cuidar da pele do rosto em cada fase da vida

Por que muitos mulheres estão realizando o explante de silicone?

Além da insatisfação com a prótese, outros motivos que levam às mulheres a retirarem ou trocarem as próteses de silicones são linfomas, síndrome ASIA e contratura capsular.

Todavia, a BAPS (Brazilian Association of Plastic Surgeons) esclarece que os casos são raros e não há motivo para pânico. “Recalls de fabricantes por conta do risco de contratura capsular e casos de linfoma associados às próteses deixaram muitas pessoas preocupadas. Outra preocupação é a síndrome ASIA, quando o silicone pode desencadear uma reação imunológica, que faz com que o organismo ataque a si mesmo. Mas não há motivo para alarme, preocupação e corrida para os consultórios para retirar as próteses. São casos muito raros”, alega o cirurgião plástico Daniel Lobo Botelho, presidente da BAPS (Brazilian Association of Plastic Surgeons).

Segundo a BAPS, estatísticas mostram que, com o passar do tempo, mesmo aumentando as chances de problemas com as próteses, o mais provável é que nada ocorra. Já no caso dos tumores, dados do banco nacional de câncer dos Estados Unidos, de 2008 a 2018, mostram que o linfoma anaplásico de grandes células (ALCL) relacionado ao implante mamário ocorreu a uma taxa de 8,1 por 100 milhões de pessoas por ano.

“Esse caso desse tipo raro de linfoma, os índices de cura são bastante altos”, diz o médico. Segundo a Sociedade Brasileira de Mastologia, os índices de cura ultrapassam 90% dos casos, e a maioria das pacientes é tratada apenas com a remoção da prótese e da cápsula, sem a necessidade de quimioterapia ou radioterapia.

De olho nos sintomas

O médico orienta que é fundamental buscar o auxílio de um cirurgião plástico se houver algum sintoma ou suspeita de alterações nas próteses. Caso seja uma contratura capsular, a prótese exige troca por uma nova. Podem ser feitas incisões na cápsula para deixá-la mais maleável ou mesmo retirá-la.

“Se a paciente está satisfeita com o tamanho e forma das mamas, a cirurgia pode ocorrer pela mesma cicatriz da primeira intervenção para a troca do implante. Retiramos ou incisamos a cápsula, e colocamos uma nova prótese de tamanho igual ou maior”, explica o presidente da BAPS.

Nos casos de Síndrome ASIA e do linfoma, quando as próteses causam a doença, apenas a remoção do implante com sua cápsula, geralmente, já é capaz de minimizar e até eliminar os sintomas da doença.

Fontes: Brazilian Association of Plastic Surgeons (BAPS); e Beatriz Lassance, cirurgiã plástica e membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

 

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

neuralgia do trigêmeo
Saúde

Neuralgia do trigêmeo: doença que provoca uma das piores dores do mundo

Sintomas de doença são dores muito fortes e rápidas em apenas um lado do rosto, causando sensação de choque ou de um golpe muito forte

Reynaldo Gianecchini
Saúde

Reynaldo Gianecchini revela diagnóstico de doença autoimune

A síndrome de Guillain Barré causa fraqueza e dificuldades para mover os braços e as pernas

pés de pessoas calçando botas andando no meio de uma enchente
Saúde

Dengue ou leptospirose? Como diferenciar os sintomas

Após cheias como as do Rio Grande do Sul, as duas doenças podem coexistir e infectar simultaneamente a população; orientação é procurar atendimento médico para o diagnóstico