Enxaqueca não é só dor de cabeça

Saúde
11 de Maio, 2022
Enxaqueca não é só dor de cabeça

Na maioria das vezes, os sintomas de enxaqueca estão ligados à dor de cabeça forte, mas não se restringem a isso. Na verdade, a enxaqueca não é só dor de cabeça. Pacientes podem, por exemplo, ter dores no pescoço e até mesmo nos músculos dos ombros. Isso é o que aponta um estudo publicado na revista Cephalalgia, da International Headache Society (IHS). A pesquisa avaliou os músculos que ficam na região dos ombros de pessoas com enxaqueca com exames de ressonância magnética.

No estudo, foram analisados 21 voluntários com enxaqueca e 22 pessoas saudáveis (ou seja, sem a doença). Dessa forma, os pesquisadores compararam os dois grupos. Nos resultados, eles perceberam que quem tinha enxaqueca, também tinha pontos de gatilho no músculo trapézio (aquele que fica entre o ombro e o pescoço). Além disso, também apresentava sinais de inflamação nos músculos.

Leia também: Qual a diferença entre gripe e resfriado

Enxaqueca não é só dor de cabeça: outros sintomas

“A enxaqueca é uma queixa extremamente comum e que frequentemente está associada a outras dores. A anamnese desses pacientes inclui a investigação de dores nos ombros, na face e na coluna cervical, quase sempre confirmadas por eles. Alguns pacientes com dores crônicas ‘selecionam’ a dor mais intensa e às vezes não se dão conta de outras dores”, diz o médico neurologista Paulo Faro, especialista em dor de cabeça.

Faro explica que a dor no pescoço, por exemplo, é até que comum em pacientes com enxaqueca. “Há evidências de processos inflamatórios no músculo trapézio e isso é bem visto na prática clínica. O estudo em questão veio reforçar esse achado.”

No estudo, entre as pessoas com alterações nos músculos, não houve resultados diferentes para idade, sexo, índice de massa corporal ou número de pontos de gatilho. “Porém, o que se constatou foi que todos os pacientes com enxaqueca apresentaram esses pontos nos músculos trapézios de forma significativamente maior quando comparado ao grupo controle, ou seja, aqueles sem a condição”, continua. “Essa pesquisa está alinhada com as evidências que revelam um processo inflamatório provocado pela enxaqueca. Isso prova, mais uma vez, que a doença não é apenas uma simples dor de cabeça.”

Leia também: O que comer para quem sofre de dor de cabeça e enxaqueca

Afinal, qual é a relação?

Faro explica que, para entender essa relação entre a enxaqueca e a dor nos músculos dos ombros, é preciso conhecer o complexo trigêmino-cervical. “Há uma conexão de nervos que levam a informação de dor na cabeça e nos ombros. Em uma enxaqueca pesada, por exemplo, ramos do nervo trigêmeo, responsável pela sensibilidade da região da cabeça, ativam os nervos cervicais, estimulando-os e também estimulando os músculos da região, que se tornam sensibilizados”, explica.

O médico diz que, em casos de enxaquecas frequentes (todos os dias ou todas as semanas), estímulos repetitivos deixam os músculos da face, do pescoço e dos ombros cada vez mais sensíveis. O que pode, então, gerar as dores.

Na pesquisa, os resultados da ressonância magnética foram divididos em sequências. Na sequência usada, os cientistas viram uma inflamação hiperintensa (ou seja, mais clara na imagem), sugerindo que aquela região está inflamada. “A enxaqueca ativada provoca um processo inflamatório na musculatura do trapézio, que foi o músculo alvo do estudo. Porém, outros músculos também demonstram essa inflamação”, conta Faro.

Outros trabalhos maiores, no futuro, podem confirmar a ideia. Contudo, os pesquisadores acreditam que esse fator pode se tornar um sintoma da condição.

Leia também: Como parar de fumar? conheça algumas dicas

Fonte: Agência Einstein

Leia também:

Ozempic e anticoncepcional
Saúde

Ozempic pode cortar o efeito do anticoncepcional? Médica explica

Nas redes sociais, não faltam relatos sobre o efeito do Ozempic no aumento da fertilidade

Chá de erva baleeira
Alimentação Bem-estar Saúde

Chá de erva baleeira emagrece? Veja benefícios e como fazer

A erva é eficaz em tratamentos de reumatismo, gota, dores musculares e até úlceras; saiba mais

mulher sentada na mesa da cozinha com remédios para gripe na sua frente
Saúde

Queda na temperatura exige cuidados com a saúde. Confira

Neste fim de semana, o frio vai estar presente em diversas capitais. Queda na temperatura pede alguns cuidados com a saúde respiratória