Gripe e resfriado: Qual a diferença entre eles?

Saúde
05 de Julho, 2022
Gripe e resfriado: Qual a diferença entre eles?

Você sabe qual é a diferença entre gripe e resfriado? Por terem sintomas similares, as duas doenças confundem a população. Saiba como identificá-las e o que fazer para evitá-las ou tratá-las.

Diferença entre gripe e resfriado

1) Resfriado

O resfriado é um tipo de infecção que acomete as vias aéreas superiores, especialmente nariz e garganta. Mas, geralmente, é causado por um vírus comum. Vale ressaltar: existem mais de 200 vírus que podem causar os resfriados.

Sintomas do resfriado 

Assim como outras infecções virais do nosso sistema respiratório, o resfriado causa irritação e desconforto nas mucosas. Confira os principais:

  • Febre (geralmente, abaixo dos 38º);
  • Tosse;
  • Dor de garganta;
  • Congestão nasal;
  • Coriza;
  • Espirro;
  • Rouquidão;
  • Dores musculares e articulares;
  • Dor de cabeça;
  • Mal-estar.

2) Gripe

A gripe causada pelo vírus Influenza, é o conjunto de sinais e sintomas típicos de uma infecção nas vias aéreas superiores. Com duração de cinco a sete dias, normalmente é causada por vírus de transmissão respiratória, por meio da fala, tosse, espirros, secreção nasal, além do contato direto entre as mãos contaminadas e o nariz, a boca ou os olhos.

Sintomas:

  • Febre alta – acima dos 38º – e súbita;
  • Congestão nasal;
  • Dor de garganta;
  • Espirros;
  • Coriza;
  • Dor no corpo;
  • Calafrios;
  • Tosse;
  • Dor nas articulações;
  • Dor de cabeça;
  • Moleza;
  • Por fim, vômito e diarreia, sendo essas manifestações pouco frequentes e mais comuns em crianças.

Saiba diferenciar gripe e resfriado

A principal semelhança entre as doenças se dá na transmissão. Ou seja, todas passam pelo ar (transmitidas por gotículas respiratórias ou toque em superfícies contaminadas, seguidas de contato com olhos, nariz ou boca). Dessa forma, os sintomas também são muito semelhantes. Todos podem se manifestar como tosse, coriza e, às vezes, até febre, entre outras ocorrências respiratórias. Por isso, clinicamente é difícil fazer a diferenciação.

Tratamento

Tratamentos para os sintomas do resfriado podem incluir antigripais, analgésicos e antitérmicos, que aliviam os sintomas e ajudam na recuperação da doença, a qual costuma durar apenas sete dias. Recomenda-se beber muita água, repousar, proteger o rosto ao espirrar e tossir e ter uma boa higiene das mãos, evitando passar o vírus para outras pessoas. Essas recomendações também se aplicam nos casos de gripe. Na gripe, o tratamento normalmente é feito com medicações sintomáticas como antigripais, analgésicos, antitérmicos e anti-inflamatórios.

Saiba mais sobre Naldecon Multi

Dicas de prevenção

Lavar sempre as mãos e frequentar ambientes ventilados. Atente-se às medidas que se assemelham àquelas adotadas para prevenção da Covid-19: uso de máscara, álcool em gel e o distanciamento social. A vacina contra gripe é a melhor maneira de prevenção.

O Ministério da Saúde estabelece alguns grupos prioritários para a vacinação. São eles:

  • Idosos acima de 60 anos;
  • Crianças com mais de 6 meses e menos de 5 anos;
  • Gestantes e puérperas (pós-parto);
  • Além disso, profissionais que atuam na área da saúde;
  • Por fim, portadores de doenças crônicas, imunocomprometidos, transplantados e pessoas de seus convívios.

Fora destes grupos prioritários, a população em geral também pode receber a vacina contra gripe em clínicas privadas de vacinação.

Fontes

Site do Ministério da Saúde

Bula Naldecon Multi

Blog Naldecon

Leia também:

Lapsos de memória
Bem-estar Equilíbrio Saúde

Lapsos de memória: 8 principais fatores e como evitá-los

Rotina sobrecarregada, estresse e noites maldormidas são algumas das causas

Medir a pressão arterial
Saúde

Medir a pressão arterial: veja novas recomendações

Veja novas recomendações da Sociedade Brasileira de Cardiologia

mulher se consultando com um médico
Bem-estar Saúde

Preparação para a bariátrica vai além dos exames e envolve mudanças de vida

Antes de entrar no centro cirúrgico, o candidato à cirurgia bariátrica percorre um caminho de preparação que promete mais do que a perda de peso: uma