Efeito sanfona: Emagrecer e engordar prejudica o organismo

Alimentação Bem-estar
04 de Junho, 2020
Efeito sanfona: Emagrecer e engordar prejudica o organismo

É um cenário com o qual muitas mulheres podem se identificar: emagrecer e engordar poucos meses depois. Perder peso com uma dieta, mas ver tudo retornar assim que se volta a uma alimentação comum. Essa rotina de altos e baixos é a definição de efeito sanfona.

Diferente do que muita gente pensa, esse ioiô na balança não se refere apenas a uma perda drástica de peso. E mais: pesquisas apresentadas na conferência científica da Associação Americana do Coração (AHA) descobriram que as mulheres que sofrem do efeito sanfona de uma média de cinco quilos têm um número maior de fatores de risco para doenças cardíacas do que as que nunca tiveram esse ganho e perda.

No estudo, pesquisadores da Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, acompanharam 485 mulheres, perguntando quantas vezes perderam e depois recuperaram pelo menos cinco quilos em um determinado ano. 

A idade média das voluntárias do estudo foi de 37 anos e o IMC médio chegou aos 26. (Uma mulher com um IMC de 25 ou mais é considerado excesso de peso). 

O que diz a pesquisa do efeito sanfona

Sem surpresa, os pesquisadores descobriram que o efeito sanfona era muito comum: 73% das entrevistadas relataram perder e recuperar um mínimo de cinco quilos pelo menos uma vez. Algumas oscilaram o peso até 20 vezes durante a vida.

Segundo os autores da análise, conseguir um peso saudável é geralmente recomendado como benéfico para o coração. Mas, manter a perda de peso é difícil, e as flutuações podem comprometer a saúde cardiovascular ideal.

Os autores do estudo esclareceram que, embora sua pesquisa tenha encontrado uma ligação entre o efeito sanfona e os fatores de risco para doenças cardíacas, eles declararam que são necessárias mais pesquisas (a longo prazo).

Quem sofre do efeito sanfona também apresentou 82% menos chances de ter um IMC na faixa saudável. Isso faz sentido, pois as pesquisas mostram que é comum as pessoas perderem peso rapidamente em uma dieta, apenas para recuperá-las lentamente. 

Como evitar dietas ioiô?

Você pode considerar o papel das dietas da moda em tudo isso. A maioria dos planos que prometem uma rápida perda de peso de mais de um quilo por semana tem quase certeza de fracassar. Porque, mesmo que você perca peso, a dieta em si é difícil de sustentar por ser muito restritiva.

Além disso, muitos métodos não fornecem informações e ferramentas para o emagrecimento. Eventualmente, os quilos voltam a aparecer. 

Leia também: IMC: Saiba o que é e como calcular

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

Por quanto tempo tomar glutamina
Alimentação Bem-estar Saúde

Por quanto tempo devo tomar glutamina?

Veja recomendações importantes sobre o consumo prolongado

mulher correndo ao ar livre em uma ponte em cima de um rio
Bem-estar Movimento

Quando aumentar a distância na corrida?

Sente que os treinos estão ficando cada vez mais fáceis de completar? Talvez seja a hora de aumentar a distância na corrida. Entenda

Alimentação e hipertensão
Alimentação Bem-estar Saúde

Alimentação e hipertensão: o que priorizar e o que evitar?

O ideal é utilizar temperos naturais, como ervas e especiarias. Veja outras dicas