Dor no frio costuma ser mais intensa; saiba por que

Saúde
26 de Junho, 2023
Dor no frio costuma ser mais intensa; saiba por que

Com o frio, as queixas de dor, principalmente nos músculos e nas articulações, se torna cada vez mais frequente. De acordo com Sandro da Silva Reginaldo, presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia do Ombro e Cotovelo, os ombros são os que mais incomodam nessa época.

Veja também: Por que o frio pode mudar os níveis da glicemia?

Afinal, por que sentimos mais dor no frio?

“Para o corpo humano funcionar adequadamente, precisamos manter uma temperatura interna entre 36°C a 37°C. No frio, na tentativa de ficarmos aquecidos, nosso corpo se acostuma a não se movimentar e se manter encolhido. Como resultado, acaba gerando um certo grau de rigidez. Com isso, as articulações e a circulação sanguínea ficam comprometidas, causando dores e espasmos”, explica o médico.

Para quem já convive com dores crônicas de doenças como artrite, artrose e escoliose, o especialista diz que o frio também pode colaborar para a piora do quadro.

“Nesses casos, o frio pode causar mais dor devido a dois aspectos: o primeiro é que, com as baixas temperaturas, o líquido sinovial, responsável por trazer a lubrificação entre as articulações, fica mais espesso e não cumpre sua função corretamente. Além disso, com menos fluxo de menos sangue e nutrientes aos músculos e articulações, as estruturas do metabolismo ficam afetadas, ocasionando uma dificuldade maior em combater qualquer processo inflamatório”, pontua.

Como evitar o aumento do desconforto?

Para prevenir esse tipo de incômodo, o presidente da SBCOC enfatiza a importância de se alongar. “Esse tipo de exercício auxilia na ativação muscular, favorecendo a circulação sanguínea, além de aumentar a temperatura corporal”, salienta.

Para quem se exercita, alongar-se antes é ainda mais essencial. “Músculos frios correm maior risco de tensões e lesões. Portanto, aqueça-se antes do treino. Formas mais dinâmicas de alongamento, que mantêm as partes do corpo em movimento, podem afrouxar as articulações, fazer o sangue fluir e aquecer músculos e tecidos”, pontua o ortopedista.

Veja outras dicas para não ser vítima da dor intensa durante o frio:

Mantenha-se agasalhado: é uma das principais recomendações, tanto dentro de casa como em outros ambientes, sobretudo aqueles com ar-condicionado ou com muita corrente de ar.

Trate as enfermidades crônicas: é essencial manter o controle de doenças, como a fibromialgia e a artrite, por exemplo, para não sofrer mais com os incômodos típicos do inverno. Além disso, evita-se a progressão do quadro crônico, que pode se agravar rapidamente, dependendo da condição.

Evite a automedicação: é comum recorrermos a analgésicos e anti-inflamatórios quando há dor. No entanto, a prática pode ser prejudicial à saúde, além de mascarar os sintomas e atrasar o diagnóstico médico assertivo. Sempre que sentir dores persistentes, busque auxílio médico para avaliar o que há de errado.

Aposte nas compressas e nos banhos quentes: ambos ajudam no relaxamento muscular, promovendo alívio de dores desse tipo. Quanto às compressas, aplique bolsas de água quente sobre a região tensa, sempre com um pano entre a pele e a bolsa para prevenir queimaduras.

 

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

Ozempic e anticoncepcional
Saúde

Ozempic pode cortar o efeito do anticoncepcional? Médica explica

Nas redes sociais, não faltam relatos sobre o efeito do Ozempic no aumento da fertilidade

Chá de erva baleeira
Alimentação Bem-estar Saúde

Chá de erva baleeira emagrece? Veja benefícios e como fazer

A erva é eficaz em tratamentos de reumatismo, gota, dores musculares e até úlceras; saiba mais

mulher sentada na mesa da cozinha com remédios para gripe na sua frente
Saúde

Queda na temperatura exige cuidados com a saúde. Confira

Neste fim de semana, o frio vai estar presente em diversas capitais. Queda na temperatura pede alguns cuidados com a saúde respiratória