Dor durante a relação sexual é normal? Especialista explica

Saúde
08 de Julho, 2022
Dor durante a relação sexual é normal? Especialista explica

Uma pesquisa feita com mil mulheres na Inglaterra mostrou que uma em cada dez mulheres já sentiu ou sente dor durante a relação sexual. O estudo foi coordenado pela médica Kirstin Mitchell, e publicado no Jornal Internacional de Ginecologia e Obstetrícia.

De qualquer modo, embora muitas mulheres acreditem que o incômodo antes ou depois do ato seja normal, ele não é. Na medicina, a a condição leva o nome de dispareunia e precisa ser investigada. Isso porque a dor sempre é um sinal do corpo de que algo está inadequado, e nas relações sexuais não teria porque ser diferente.

Pode indicar, por exemplo, pouca lubrificação ou até doenças, como endometriose e miomas. A dor também pode estar ligada à secura vaginal, fissuras na região da vulva ou mesmo falta de relaxamento muscular. Enfim, muitos fatores podem causar a dor, por isso precisam ser investigados. Entenda.

Leia mais: Endometriose: quando a dor da cólica deve chamar atenção?

Causas da dor durante a relação sexual

1. Endometriose

A endometriose e outras doenças inflamatórias pélvicas de origem infecciosa são causas frequentes de dor durante a relação sexual. Por isso, é preciso avaliar se trata-se da condição por meio de exames no consultório e em laboratório. 

2. Vaginismo

O vaginismo pode ser uma das causas da dor. Ele caracteriza por uma persistente contração involuntária da musculatura da vagina que interfere na penetração, impedindo a relação sexual e podendo comprometer as relações interpessoais e conjugais. O tratamento engloba fisioterapia vaginal, terapia e medicação, como os ansiolíticos. 

3. Vulvodínia

Trata-se de uma dor crônica na região da vulva que ocorre não somente durante o ato sexual: os períodos de dor podem ser ininterruptos ou em intervalos. Os sintomas geralmente incluem ardor, queimação e/ou irritação.

4. Dor durante a relação sexual: Menopausa

Algumas mulheres nunca sentiram dor durante a relação sexual, mas passaram a ter após a menopausa. Isso ocorre pela diminuição da produção do hormônio estrogênio, que impacta na lubrificação. 

5. Falta de lubrificação

Em mulheres na idade reprodutiva, a causa precisa ser avaliada por um profissional. Isso porque pode ser emocional, alguma disfunção sexual ou medicamento que altera a libido e a lubrificação. Ou seja, as causas são inúmeras e é importante que haja confiança no médico para falar sobre o assunto. 

Como diagnosticar a dor durante a relação sexual

A dor durante a relação sexual é de difícil diagnóstico, principalmente por conta da vergonha em se falar com o ginecologista sobre o assunto ou até mesmo por entender que é uma condição normal. A questão é que podem haver muitas condições envolvidas, tanto fisiológicas quanto emocionais, ou as duas ao mesmo tempo.

Por isso, o ideal é que, ao ter dor na relação sexual, procurar um ginecologista para a investigação de causas e realização de alguns exames. Apesar de ser difícil diagnosticar, o início rápido do tratamento permite que a vida sexual seja prazerosa, e não dolorida. 

Fontes: Renato de Oliveira, ginecologista e obstetra, de São Paulo, e Thaís França de Araújo, ginecologista e sexóloga, de Uberlândia (MG).

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

edema articular
Saúde

Edema articular: o que é, causas e tratamentos

O edema, habitualmente, não é uma doença, mas uma das manifestações de uma outra doença

Arritmias cardíacas
Saúde

Arritmias cardíacas: conheça as causas, sintomas e tratamentos

A estratégia de prevenção da doença inclui controle o peso e a prática de atividade física. Saiba mais

Cardiopatia congênita
Gravidez e maternidade Saúde

Cardiopatia congênita: o que é, tipos, sintomas e diagnóstico

Confira os principais tipos e como são feitos os tratamentos