Dieta para lúpus: Melhores alimentos para quem tem a doença

Saúde
29 de Junho, 2021
Dieta para lúpus: Melhores alimentos para quem tem a doença

A doença inflamatória é crônica, e de origem autoimune. Nela, as células do sistema imunológico saem do controle e passam a atacar as estruturas saudáveis do próprio organismo, causando alterações clínicas e laboratoriais. Entretanto, apostar em uma dieta adequada para lúpus é uma das melhores formas de amenizar as consequências da enfermidade.

Lúpus: O que é

O nome oficial da condição é lúpus eritematoso sistêmico, que é o tipo mais comum e recorrente. Já o tipo de lúpus discoide, por outro lado, atinge somente a pele. Mas se não controlado, pode evoluir e afetar todo o organismo.

Além de fatores hormonais, genéticos e ambientais, acredita-se que exposição solar, alguns medicamentos e infecções virais possam facilitar o início da patologia. Os primeiros sinais surgem em qualquer faixa etária, incluindo nas crianças. Contudo, são as mulheres, entre 15 e 45 anos, que representam 90% dos pacientes.

O “ataque das células” causa manifestações agudas que variam de acordo com o paciente, já que podem acometer diferentes órgãos, além de atrasar o diagnóstico correto.

Leia também: Artralgia: Entenda o que é e quais são os tratamentos

Sintomas do lúpus

  • Dor e inflamação nas articulações;
  • Mal-estar;
  • Febre
  • Manchas vermelhas no rosto;
  • Emagrecimento;
  • Cansaço;
  • Dor de cabeça;
  • Dificuldade para urinar;
  • Dor no peito.

Tratamento

O controle depende de um conjunto de ações: medicamentos para dor, mudanças de hábitos, evitar o sol e praticar exercícios físicos. Mas é a alimentação que faz a parte mais importante do tratamento do lúpus.

Além da importante tarefa de controlar a inflamação, uma dieta adaptada para lúpus pode ajudar na redução do cansaço, na melhora das manchas, no alívio da dor nas articulações e na prevenção à osteoporose. Ademais, melhora a queda de cabelo e diminui o risco de problemas cardiovasculares.

Dieta para lúpus

Outro desafio para os doentes é o controle do colesterol. É aí que entra, então, um cardápio colorido, cheio de vegetais crus e fibras (vindas das frutas). Álcool, embutidos, frituras e industrializados precisam ser evitados.

Veja alguns exemplos do que priorizar na dieta para lúpus:

Esses ingredientes devem ser ingeridos ao menos uma vez ao dia para parar a inflamação.

A saúde do intestino também é importante. Afinal, ela garante a absorção dos nutrientes necessários. Por isso, mantenha o bom funcionamento do órgão com o consumo de iogurtes e probióticos. E lembre-se de tentar reduzir os níveis de estresse.

O lúpus é uma doença crônica, e o paciente precisa de cuidados constantes para ter uma boa qualidade de vida. Portanto, procure um nutricionista para a prescrição de um cardápio equilibrado e de suplementação.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

Transplante de rim
Saúde

Transplante de rim: órgão doado faz falta? Quem pode doar? Entenda

Indicado para pessoas com doença renal crônica, transplante do novo órgão permite que o corpo volte a filtrar e eliminar líquidos e toxinas

Endometriose e saúde mental
Bem-estar Equilíbrio Saúde

Endometriose e saúde mental: como cuidar de si mesma?

Desconfortos podem causar uma série de desafios emocionais, por isso é importante cuidar da saúde mental

Que horas o mosquito da dengue mais pica
Saúde

Que horas o mosquito da dengue mais pica?

Veja quais são os principais horários e como se prevenir da doença