Dieta CiCo: O que é e como funciona

3 de setembro, 2019

Cientificamente, queimar mais calorias do que você consome causa perda de peso, e é neste pensamento que se baseia o protocolo da dieta CiCo

O acrônimo significa “calorias que entram, calorias que saem” (do inglês, calories in, calories out), e a teoria – que não é de forma alguma um novo conceito – é que, para perder peso, você simplesmente precisa consumir menos calorias do que gasta todos os dias em atividades físicas e funções vitais (como respirar e se aquecer).

Os defensores do CICO argumentam que não importa o que se come, desde que se crie um déficit calórico diário. Mas, a ideia de que você pode comer o que quiser e emagrecer ainda tem algumas limitações.

Leia também: Ranking: As melhores dietas para seguir

Muitos especialistas têm uma visão diferente da estratégia alimentar e argumentam que a CICO é apenas outro nome para um mito da perda de peso que se recusa a morrer: a de que contar calorias é que o vale na hora de emagrecer. 

Neste caso, defende-se que contar calorias nem sempre se traduz em controle de peso a longo prazo. Pior ainda: a estratégia pode fazer você se sentir privado e levar a uma alimentação desordenada. Aqui está o que considerar antes de adotar a abordagem do CICO.

O que são calorias

Vamos começar com o básico da contagem de calorias, que são unidades de energia que alimentam as atividades cotidianas. Respiração? Sim, isso queima calorias – assim como comer e ir à academia.

A taxa metabólica basal (TMB) é a quantidade de calorias que seu corpo queima para se manter vivo. Este número é específico do indivíduo e determinado por vários fatores, incluindo altura, peso e idade.

Leia também: Dieta Whole30: O que é, como fazer e cardápio

Nem todas as calorias são iguais

Não é de hoje que se sabe que a qualidade das calorias que se ingere – assim como o equilíbrio e o sincronismo dos macronutrientes – afeta o metabolismo, a saciedade e a maneira como o corpo utiliza calorias. 

O corpo absorve mais calorias dos alimentos processados ​​ou quebrados de sua forma natural. Por exemplo, 300 calorias de um bolo feito com farinha e açúcar refinados não afetam o organismo da mesma maneira que 300 calorias de aveia cozida com amêndoas e mirtilos.

Para quem vive uma vida saudável, cheia de exercícios, segue uma dieta equilibrada e precisa perder peso em um curto período de tempo, a dieta CiCo pode funcionar. Da mesma forma, comer muitos vegetais, frutas e proteínas à base de plantas enquanto permanece dentro da porção calórica diária vai melhorar a saúde e ajudará a perder peso. Mas consulte um nutricionista antes de iniciá-la para garantir que o corpo esteja recebendo todos os nutrientes certos.

Leia também: Dieta TLC: O que é e como fazer

Em vez de calcular as calorias de cada alimento que come, os profissionais de saúde recomendam praticar a “consciência calórica”. Olhe para o seu prato e pergunte a si mesmo: tenho carboidratos, proteínas, gorduras saudáveis ​​e vegetais? As partes de cada uma parecem razoáveis? E os vegetais ocupam a maior parte do prato?

O desenvolvimento desse tipo de consciência calórica pode ajudar a obter um bom equilíbrio de nutrientes para nutrir seu corpo, enquanto continua no caminho certo para perder peso.

A dieta CiCo, no entanto, pode ser um ponto de partida para se observar de onde as calorias estão vindo. Será que elas estão sendo ingeridas na forma de salgadinhos refinados e bebidas açucaradas? A ideia é que essas calorias sejam usadas para uma alimentação mais inteligente e saudável.

Leia também: Dieta Mind: O que é, como fazer e cardápio

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.