Deixar o feijão de molho é mesmo necessário? Entenda 

29 de March, 2022

Você já deve ter sentido seu estômago embrulhar depois de comer um prato de feijão, grão-de-bico ou lentilha. Isso acontece porque tais alimentos, que fazem parte da família das leguminosas, possuem carboidratos que o corpo não consegue digerir tão bem. Assim, os gases e a distensão abdominal podem aparecer depois de consumi-los. Entretanto, é possível diminuir tais efeitos por meio do remolho das leguminosas. Por isso, o hábito de deixar o feijão de molho antes de prepará-lo é essencial — e o melhor, é bem simples de fazer.

As leguminosas são ricas em um carboidrato conhecido como oligossacarídeo. Justamente por ser um componente de difícil digestão, muitas pessoas têm dores, diarreia, gases e distensão abdominal após ingeri-los. Além disso, esses alimentos também possuem uma substância conhecida como fitato. Ela dificulta a absorção de nutrientes no organismo e o processo digestivo. Dessa forma, tanto os efeitos físicos a curto prazo quanto a longo prazo são agravados quando não é feito o remolho das leguminosas de maneira adequada.

Por que deixar o feijão de molho?

De acordo com a nutricionista Carol Maretto: “O remolho é importante para eliminar os fatores antinutricionais. Ou seja, diminuir os gases, facilitar o cozimento e a digestão pelo organismo e aproveitar cada nutriente que será absorvido.”

O ideal é deixar o feijão e as demais leguminosas pelo menos 12 horas na água. Esse tempo pode se estender até 48h, mas, caso você deixe por um período maior, é importante lembrar de trocar a água com uma certa frequência. A nutricionista explica que todas as leguminosas precisam passar por esse processo antes de irem para o prato.

Veja alguns exemplos de leguminosas:

Leia mais: Feijão engorda? Confira as informações nutricionais do alimento

Esqueci de fazer o remolho. E agora?

Para preparar as leguminosas, é preciso planejamento. Você pode colocar o feijão de molho à noite, por exemplo, e prepará-lo na manhã do dia seguinte. Entretanto, caso aconteça um imprevisto e você se esqueça de fazer o remolho das leguminosas com antecedência, é possível recorrer a uma alternativa mais rápida.

“Coloque os grãos em uma panela com o dobro de água no fogo alto. Quando a água ferver, desligue o fogo e tampe a panela para hidratar os grãos mais uma hora. Depois desse tempo, é só escorrer e cozinhar normalmente”, explica Carol.

Além disso, para otimizar o tempo e facilitar a sua vida, é interessante fazer uma quantidade maior de feijão de uma só vez. Depois, basta separar em potes e congelar.

Fonte: Carol Maretto, nutricionista da Clínica Aguillera