Como vestir o recém-nascido de acordo com a temperatura?

Gravidez e maternidade Saúde
03 de Maio, 2022
Como vestir o recém-nascido de acordo com a temperatura?

Mães e pais de primeira viagem costumam ter muitas dúvidas – afinal, um bebê tão pequeno quanto um recém-nascido tem necessidades e características diferentes das crianças ou mesmo de bebês maiorzinhos. E uma dessas dúvidas certamente é: como vestir o recém-nascido de acordo com o clima, para que ele não sinta calor e nem frio?

A seguir, Nathália Castro, enfermeira sênior e líder da Unidade de Internação no Sabará Hospital Infantil, em São Paulo, dá todas as dicas para acertar na escolha da roupinha dos pequenos.

Como vestir o recém-nascido em dias frios?

Em primeiro lugar, é preciso saber que, devido às próprias condições fisiológicas, os bebês perdem calor com mais facilidade do que os adultos.

“Dessa forma, a recomendação da Academia Americana de Pediatria, principalmente em relação a bebês até 1 mês de vida, é sempre vesti-los com uma camada de roupa a mais do que você está usando, justamente devido à dificuldade de controle térmico que os bebês possuem”, explica Nathália. 

Fica mais fácil fazer isso vestindo o bebê em camadas. As peças que ficarão em contato direto com a pele devem ser, preferencialmente, de algodão, pois a lã ou outros tecidos podem dar alergia e causar ressecamento na pele frágil do recém-nascido. 

“Sendo assim, podemos iniciar com um body ou camiseta de manga longa, uma calça de moletom e um agasalho, de preferência com capuz, por cima”, exemplifica a enfermeira. Se o bebê sentir calor, basta tirar alguma peça sem que seja preciso trocar toda a roupa. 

Como vestir o recém-nascido em dias de temperatura amena?

As recomendações por roupinhas de algodão e vestir o bebê em camadas continuam. “Neste caso, a combinação de um body de manga curta, uma calça e um agasalho deve ser suficiente em temperaturas médias”, resume Nathália. 

Mas, fique atento ao comportamento do bebê e também à cor das bochechas: se estiver agitado ou quieto demais, fora do normal do seu bebê, ou se a face estiver avermelhada, podem indicar frio ou aquecimento além do necessário.      

Em dias de calor, o que vestir no bebê? 

Roupinhas de algodão, de cores claras e larguinhas são as melhores opções. Muitos pais e mães costumam deixar os pequenos só de fralda. No caso do recém-nascido, no entanto, essa prática não é recomendada. “Eles perdem calor com muita facilidade e podem passar frio ou até sofrer uma hipotermia”, alerta Nathália. Por isso, vista nele uma camisetinha ou body fresquinho de algodão. 

Pode usar luvas, gorros e meias?

Sim, mas sempre sob supervisão de um adulto e com cautela, a fim de evitar asfixia e superaquecimento na criança.  Lembre-se de que mãos e pés de coloração azulada e frios são motivos de medo e preocupação na grande maioria dos pais, porém podem ser considerados normais em bebês saudáveis. Se optar pelo uso de luvas, procure modelos de pano simples, que não possuam enfeites, cordões ou fios soltos.

Gorros podem ser usados em dias mais frios, mas nunca ao dormir devido ao risco de asfixia. Além disso, os pequenos tendem a perder calor pela região da cabeça, e o uso inadequado do gorro pode contribuir para o superaquecimento da criança que ainda não consegue se regular.  

Já as meias podem auxiliar o bebê a regular a temperatura corporal e mantê-los aquecidos. Opte por modelos de materiais naturais, sem borracha ou elásticos. 

O seu dedo deve caber entre o tecido e a pele do bebê , o que garante que a peça não está muito apertada. 

Como saber se o bebê está com calor ou com frio? 

Você pode tocar o tronco, as costas e o abdômen para ver se estão mais gelados ou quentes que o restante do corpo. Além disso, perceba se o bebê está mais irritado e pálido do que o normal. “As regiões mais extremas do corpo do bebê, como mãos e pés, normalmente apresentam uma temperatura mais fria que o restante do corpo. Por isso, não recomendamos estas regiões para verificar se a criança está com frio ou calor”, ressalta a enfermeira. 

Se notar que a criança está mais quente que o normal, não se desespere, pois pode ser apenas uma reação normal do corpo dela, e não um sinal de febre. “Primeiramente, os pais devem observar se o ambiente está superaquecido ou se a criança está com muitas camadas de roupa”, diz Nathália. Além disso, a febre é desencadeada por um conjunto de reações em resposta a estímulos externos que podem ser de causa infecciosa ou não. Por isso, pode vir acompanhada de outros sintomas como prostração (ficar mais molinho), perda de apetite, diminuição na diurese, entre outros. Nesses casos, consulte o pediatra que acompanha o bebê.  

Em resumo, o que deve sempre prevalecer é o bom senso na hora de vestir o recém-nascido de acordo com a temperatura, seja para ficar em casa, seja para viajar. 

Leia também: O que acontece com o corpo da mulher após o parto e cuidados

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

Transplante de rim
Saúde

Transplante de rim: órgão doado faz falta? Quem pode doar? Entenda

Indicado para pessoas com doença renal crônica, transplante do novo órgão permite que o corpo volte a filtrar e eliminar líquidos e toxinas

Endometriose e saúde mental
Bem-estar Equilíbrio Saúde

Endometriose e saúde mental: como cuidar de si mesma?

Desconfortos podem causar uma série de desafios emocionais, por isso é importante cuidar da saúde mental

Que horas o mosquito da dengue mais pica
Saúde

Que horas o mosquito da dengue mais pica?

Veja quais são os principais horários e como se prevenir da doença