Como se preparar para ter uma gravidez saudável

Gravidez e maternidade Saúde
20 de Setembro, 2023
Como se preparar para ter uma gravidez saudável

Da concepção ao nascimento, a gestação é uma fase transformadora e que conta com diversos desafios pelo caminho. Mas, para passar por todos eles com saúde e bem-estar, os cuidados devem começar ainda no pré-natal com a adoção de bons hábitos e acompanhamento médico regular¹. A seguir, veja dicas de como ter uma gravidez saudável!

Veja também: Por quanto tempo devo tomar ácido fólico na gravidez?

Gravidez saudável: começando pelo planejamento

Um período gestacional saudável acontece quando o desenvolvimento fetal acontece sem complicações, resultando em uma jornada tranquila e um parto sem riscos para a mãe².

Em alguns casos, quando a maternidade é sonhada e prevista, a mulher pode começar a se preparar para a concepção. Esse período que antecede a confirmação da gravidez deve ser marcado por uma alimentação equilibrada, saudável e restringindo itens que prejudicam a saúde. Alguns deles são: álcool, cigarro e outras substâncias. A explicação é que esses itens — em conjunto ou separadamente –, podem afetar a quantidade e qualidade dos óvulos, prejudicando também a taxa de implantação³.

Vale também uma atenção especial a suplementação de ácido fólico. Segundo a Febrasgo – Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia, a suplementação deve começar antes mesmo da gravidez e se estender durante todo o período gestacional e após o parto, sempre sendo orientada por um médico ou nutricionista⁴.

Alimentação saudável na gravidez: como deve ser?

Os alimentos são protagonistas no desenvolvimento adequado do bebê e no bom andamento da gestação. Por outro lado, a dieta saudável pode evitar ganho de peso excessivo, aumento nos níveis de colesterol e até diabetes gestacional².

Então, agora é a hora de adotar uma dieta rica em alimentos ricos em micro e macronutrientes que serão responsáveis também por fornecer energia e disposição para a mulher².

Uma dieta saudável deve conter legumes, frutas, cereais e leguminosas. Nessa fase, as mulheres podem investir em boas doses de verduras e vegetais de coloração verde-escura que são ricos em ferro e ácido fólico. Alguns deles são: grão-de-bico, ervilhas, feijão, brócolis, espinafre e couve³.

Além disso, proteína animal (carne, peixe e ovos), tem espaço garantido na dieta, junto com os carboidratos na medida³. Desse modo, para montar um cardápio personalizado e adequado para todas as carências nutricionais, o ideal é contar com o apoio de um nutricionista.

Dicas de ouro²,³

  • Evite o consumo de bebidas adoçadas, como refrigerante, suco de caixinha, suco em pó e refrescos (bebidas ultraprocessadas).
  • Evite o consumo de alimentos ultraprocessados em geral.
  • Evite alimentos crus como peixes, ovos, comida japonesa etc.
  • Lave bem todas as folhas em água corrente antes de consumir e deixe-as de molho por 15 minutos.
  • Não coma alimentos mal cozidos;
  • Limite o consumo de cafeína;
  • Por fim, mantenha uma garrafinha de água sempre próximo para garantir a hidratação.

Atividade física na gestação

Os exercícios físicos são fundamentais em todas as áreas da vida, e durante a gestação não é diferente. Eles ajudam a diminuir a dor lombar, equilibra o ganho calórico, melhora a postura e também reduz os riscos de desenvolver diabetes gestacional⁵.

Os benefícios vão além da saúde da mãe e também alcançam o bebê com a melhora da oxigenação do útero, o que favorece o seu desenvolvimento cerebral⁵. Ou seja, não dá pra deixar esse pilar de fora da sua gestação saudável.

Mas lembre-se, os exercícios devem ser adequados para a gravidez, evitando excesso de carga ou de ritmo que podem prejudicar a pelve e resultar em partos prematuros⁵.

Exceções à regra

Algumas gestações demandam cuidados específicos, como aquelas de médio ou alto risco, em que é necessário evitar os exercícios físicos. São elas⁵:

  • Sangramento;
  • Risco de prematuridade;
  • Placenta prévia;
  • Pré-eclâmpsia;
  • Demais contraindicações médicas.

Exames pré-natal

O acompanhamento da gestação deve começar a acontecer assim que a mulher tiver a confirmação de concepção e seguirá até o nascimento do bebê⁶. Dessa forma, esse período de pré-natal é fundamental para avaliar o desenvolvimento do bebê, principalmente com relação à prevenção ou detecção de doenças¹. A seguir, veja quais são os exames¹,⁶:

  • Ultrassonografia;
  • Ecocardiograma fetal;
  • Ultrassom com doppler;
  • Glicemia de jejum;
  • Hemoglobina glicada;
  • Ferro e ferritina;
  • Tipagem sanguínea, sistema ABO e fator Rh;
  • Sorologias para rubéola, toxoplasmose, zika, citomegalovírus e HIV;
  • Proteinúria;
  • VDRL para sífilis;
  • Exame de fezes e urina;
  • Bacterioscopia vaginal;
  • Por fim, sorologia para todos os tipos de hepatite.1

Gravidez saudável: Vacinas

Na gravidez, a vacinação é importante para evitar que possíveis doenças passem da mãe para o bebê. Mas, vale considerar que neste período, as patologias podem se desenvolver de forma mais grave do que em não-gestantes. Por isso, a imunização é fundamental na proteção da saúde. Veja quais vacinas fazem parte do período pré-natal⁷.

  • Vacina dupla bacteriana adulto (dT): protege a gestante e o bebê contra o tétano e a difteria.
  • Vacina tríplice bacteriana acelular (dTpa): recomendada em todas as gestações e protege contra difteria, tétano e coqueluche.
  • Vacina Covid-19: protege contra o vírus Covid-19 e é recomendada em qualquer idade gestacional.
  • Vacina influenza (gripe): imuniza contra o vírus influenza e deve ser aplicada no primeiro trimestre.
  • Vacina hepatite B: aplicada em três doses em qualquer idade gestacional e protege contra a hepatite.

Gestação saudável com Matrion

Matrion é um suplemento alimentar Libs aliado à gestação saudável. Sua fórmula fornece nutrientes essenciais que as futuras mamães precisam para garantir um desenvolvimento fetal adequado e uma gravidez tranquila⁸.

Clique aqui para saber mais sobre o produto e lembre-se de manter o acompanhamento médico no pré-natal.

Fonte: Dra. Silvia Regina P.F. Jorge, médica ginecologista e obstetra.

Referências:

  1. Biblioteca Virtual em Saúde. Ministério da Saúde. Importância do pré-natal [internet]. 2016. [Acesso em 15Set2023]. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/importancia-do-pre-natal/
  2. Martins F, Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção primária à saúde. Guia alimentar: hábitos saudáveis podem evitar complicações durante a gravidez [internet]. 2022 jul. [Acesso em 15Set2023]. Disponível em: https://aps.saude.gov.br/noticia/17979#:~:text=O%20Minist%C3%A9rio%20da%20Sa%C3%BAde%20possui,e%20ganho%20de%20peso%20excessivo
  3. Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. Cadernos de Atenção Básica: Atenção ao Pré-natal de baixo Risco [internet]. 1ª ed. Brasília: Ministério da Saúde, 2021. [Acesso em 15Set2023]. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/atencao_pre_natal_baixo_risco.pdf
  4. FEBRASGO – Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia. Guia Prático de Condutas: Recomendação sobre a suplementação periconcepcional de ácido fólico na prevenção de defeitos de fechamento do tubo neural. Rio de Janeiro: Febrasgo, 2012. Disponível em: http://189.28.128.100/dab/docs/portaldab/documentos/recomendacao_prevencao_dtn.pdf
  5. Nascimento SL, Godoy AC, Surita FG, Silva JLP. Recomendações para a prática de exercício físico na gravidez: uma revisão crítica da literatura. Rev. Bras. Ginecol. Obstet. 2014 Set;36(9):423-31. Disponível em https://www.scielo.br/j/rbgo/a/6kMvyttht3c5Z334j68N7jQ#
  6. Secretaria do Estado de Saúde. Governo do Estado de Goiás. Pré-Natal [internet]. 2019 Nov. [Acesso em 15Set2023]. Disponível em https://www.saude.go.gov.br/biblioteca/7637-pr%C3%A9-natal
  7. Sociedade Brasileira de Imunizações – SBIM. Calendários de Vacinação [internet]. 2023 Ago. [Acesso em 15Set2023]. Disponível em: https://sbim.org.br/calendarios-de-vacinacao
  8. Matrion®. São Paulo: Libbs Farmacêutica Ltda. Folheto informativo.

MATRION – SUPLEMENTO ALIMENTAR EM COMPRIMIDOS USO ORAL. USO ADULTO.

MODO DE USAR: Recomenda-se para adultos a ingestão de 1 comprimido de MATRION ao dia ou a critério do médico e/ou nutricionista. Ingredientes: maltodextrina, cloridrato de piridoxina, L-metilfolato de glicosamina, cianocobalamina, agente de massa celulose microcristalina, glaceantes hidroxipropilmetilcelulose e polietilenoglicol, antiaglutinantes dióxido de silício e estearato de magnésio, corantes dióxido de titânio e ponceau 4R, regulador de acidez citrato de sódio e acidulante ácido cítrico. ALÉRGICOS: PODE CONTER DERIVADOS DA SOJA. NÃO CONTÉM GLÚTEN.

MATRION deve ser armazenado em temperatura até 25°C, protegido da luz e da umidade. Após retirar o comprimido do blister, o seu consumo deve ser imediato. ESTE PRODUTO NÃO É UM MEDICAMENTO. NÃO EXCEDER A RECOMENDAÇÃO DIÁRIA DE CONSUMO INDICADA NA EMBALAGEM. MANTENHA FORA DO ALCANCE DE CRIANÇAS. EM GESTANTES, DEVE SER AVALIADO SE A CONDIÇÃO MATERNA JUSTIFICA O RISCO POTENCIAL PARA O FETO, CONSIDERANDO QUE AS EVIDÊNCIAS SÃO MUITO LIMITADAS PARA DETERMINAR O RISCO DA GLICOSAMINA NA GESTAÇÃO.

Informação Nutricional: Porção de 85mg (1 comprimido); Ácido fólico** 605 mcg*** (151% VD* adultos)(102 %VD* gestantes); Vitamina B6 1,9 mg (146% VD* adultos)(100 %VD* gestantes); Vitamina B12 2,6 mcg (108 % VD* adultos)(100 %VD* gestantes). Não contém quantidades significativas de Valor energético, Carboidratos, Proteínas, Gorduras totais, Gorduras saturadas, Gorduras trans, Fibra alimentar e Sódio. * % Valores Diários de referência com base em uma dieta de 2.000 kcal ou 8.400 kJ. Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades energéticas. Valores de IDR de acordo com a Resolução nº 269, de 22 de setembro de 2005. ** L-metilfolato de glicosamina fornece a forma ativa do ácido fólico. ***605 mcg DFE (folato dietético equivalente) corresponde a 363 mcg de ácido fólico*** 672,6 mcg de L-metilfolato de glicosamina equivalem a 377 mcg de L-metilfolato e 296 mcg de glicosamina que disponibilizam 363 mcg de ácido fólico.

DIZERES LEGAIS: Fabricado por: Libbs Farmacêutica Ltda. Rua Alberto Correia Francfort, 88 – Embu das Artes – SP – CNPJ.: 61.230.314/0005-07 – Indústria brasileira. Isento de registro de acordo com a RDC nº 27/2010.

Leia também:

Por quanto tempo devo tomar vitamina C
Alimentação Bem-estar Saúde

Por quanto tempo devo tomar vitamina C?

Aliada a imunidade e a beleza, a vitamina C está ligada a uma série de benefícios para a saúde. Veja recomendações sobre o consumo prolongado

montagem com as fotos de Wagner
Saúde

Ele já fez mais de 100 doações de sangue e plaquetas: “dar um pouco da minha saúde para quem precisa”

Conheça a história de Wagner Hirata, que tem as doações de sangue e plaquetas como um de seus propósitos de vida

neuralgia do trigêmeo
Saúde

Neuralgia do trigêmeo: doença que provoca uma das piores dores do mundo

Sintomas de doença são dores muito fortes e rápidas em apenas um lado do rosto, causando sensação de choque ou de um golpe muito forte