Como superar a síndrome do impostor e parar de duvidar de si mesmo

Bem-estar Equilíbrio
18 de Agosto, 2021
Como superar a síndrome do impostor e parar de duvidar de si mesmo

Sente com uma certa frequência que tudo o que faz não é bom o suficiente? Além disso, já duvidou merecer algo bom (como uma promoção no trabalho) por achar que não dá conta? Ou, então, acha que é uma fraude? Calma, estamos aqui para te ajudar: o quinto episódio do podcast De Bem Com Você, da Vitat, ensina como superar a síndrome do impostor.

Nele, a apresentadora Cris Dias entrevista a psicóloga Fernanda Gambera sobre o que é a condição, por que ela acontece, sinais para identificar e como tratar. Gostou do tema? Então aperte o play:

Conheça a convidada

como superar a síndrome do impostor

Fernanda Gambera é psicóloga e psicanalista. Além dos atendimentos clínicos, tem o seu trabalho voltado ao universo feminino nas redes sociais.

O que é a síndrome do impostor?

A ex-primeira-dama dos Estados Unidos Michelle Obama e a atriz global Meryl Streep já sofreram com ela. A síndrome do impostor, como o próprio nome explica, é aquela sensação de que você é uma fraude. “E isso não tem nada a ver com o reconhecimento social: você pode ser alguém famoso e ainda ter a síndrome do impostor. O sentimento está mais relacionado à insegurança, à sensação de não pertencimento e à autossabotagem”, diz a especialista.

As pessoas com a condição frequentemente acham que o que conquistaram foi pura sorte e não teve nada a ver com o mérito próprio — como uma grande desvalorização de si. Desse modo, elas temem, a todo momento, que outros as desmascarem.

De acordo com a psicóloga, isso acontece porque estamos sempre criando, em nossas cabeças, um ideal de como devemos ser. E as minorias sociais, infelizmente, acabam sofrendo ainda mais com essa pressão. “Uma mulher em um cargo alto, por exemplo. A todo momento, podem surgir dúvidas em sua cabeça, como ‘como devo me comportar?’, ‘será que preciso ser mais agressiva?’.”

Como superar a síndrome do impostor?

  • Busque o autoconhecimento: a psicoterapia é o melhor caminho para isso. Provavelmente, você acabará descobrindo muitas informações a respeito de si próprio;
  • Filtre os perfis que você segue na internet: lembre-se que as redes sociais são apenas um recorte da realidade — as pessoas não são produtivas 100% do tempo, e você também não precisa ser.

Quer saber mais? Então não deixe de escutar o quinto episódio do De bem com você!

Sobre o De Bem Com Você

No podcast da Vitat, Cris Dias conduz conversas descomplicadas com especialistas e convidados para você descobrir como ficar de bem com você. A cada semana (às quartas), um episódio novo será lançado. Confira os outros temas aqui!

E tem para todos os gostos: os bate-papos também ficarão disponíveis nas plataformas de áudio Spotify, Deezer, Google e Apple.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

Chás pré e pós-treino
Alimentação Bem-estar

Chás pré e pós-treino: veja as melhores opções

O chá é a segunda bebida mais consumida mundialmente, depois da água, sendo o Brasil um dos maiores consumidores. De acordo com um balanço da Euromonitor

Lapsos de memória
Bem-estar Equilíbrio Saúde

Lapsos de memória: 8 principais fatores e como evitá-los

Rotina sobrecarregada, estresse e noites maldormidas são algumas das causas

Quando mudar a rotina de skincare
Beleza Bem-estar

Rotina de skincare: quando mudar os produtos? Dermatologista explica

Segundo a dermatologista, apesar da percepção, a pele continua se beneficiando da rotina