Como escolher peixe para a Páscoa? Nutricionista dá dicas

Alimentação Bem-estar
22 de Março, 2024
Como escolher peixe para a Páscoa? Nutricionista dá dicas

Na semana que antecede a Páscoa, os preparativos para o tradicional almoço de domingo já estão a todo vapor. Agora é o momento de trocar a carne vermelha pelo peixe e aproveitar a grande variedade de minerais, vitaminas e nutrientes dessa proteína. Contudo, escolher o peixe ideal para o almoço de domingo exige atenção especial para evitar contaminações e mal estar.

A seguir, confira as dicas da nutricionista Jaqueline Lopes para escolher os melhores ingredientes para a sua Páscoa. 

Veja também: Páscoa saudável: 7 motivos para apostar no chocolate amargo

Dicas de como escolher peixe para a Páscoa

Apostar nos peixes é sempre uma ótima opção já que eles são ricos em gorduras “do bem”, como o ômega-3 – que nosso corpo não produz sozinho, e fornecem boas quantidades de proteínas e vitaminas. Por isso, é uma boa opção preparar refeições com peixes para emagrecer e ainda aproveitar um prato saudável e saboroso.

“Os peixes são ricos em proteínas de alto valor biológico. Muitos deles são fontes de ômega 3, que auxiliam no controle dos níveis adequados de triglicerídeos, colesterol e fortalecimento do sistema imunológico, prevenindo também contra doenças cardiovasculares. Eles são alimentos com baixo teor de gordura saturada e calorias. Seja de água salgada ou doce, sempre é importante ter atenção na compra para adquirir a melhor opção para as refeições”, afirma a nutricionista.

Peixes frescos

Geralmente, são encontrados em feiras e peixarias. Para a compra do peixe nessas condições, é necessário prestar atenção e verificar se ele está refrigerado em gelo ou geladeira. Além disso, é preciso observar se a proteína conta com escamas bem aderidas na pele ou com o couro inteiro.

Assim, os peixes frescos são ideais para preparar pratos assados, como um robalo ao molho de ervas e especiarias. Além disso, vale ressaltar que a proteína descongelada deve ser consumida em até 2 dias, caso contrário, pode apodrecer e causar problemas à saúde. 

Peixes congelados

Os peixes congelados são os mais fáceis de encontrar, pois são vendidos em supermercados e geralmente já estão cortados e pesados. Os mais encontrados são as tilápias, merluza, arenque etc. Se a opção for a compra do produto nessas condições, eles devem estar bem embalados e conservados em temperatura adequada.

Assim, é importante verificar se há acúmulo de água ou gelo na embalagem, dando indícios do peso incorreto e embalagem inadequada. Com este tipo de peixe, receitas de pratos com molhos e empanados são as recomendadas.

Peixes secos

Os peixes vendidos secos, como o bacalhau e a manjuba, também precisam de cuidados durante a compra e consumo. Assim, as proteínas com essas condições devem estar armazenadas em local limpo e protegidos de poeira e insetos.

Observe se a proteína apresenta sinais de mofo, ovos ou larvas de moscas, manchas escuras ou avermelhadas no peixe. Também é ideal que não tenha limosidade superficial e odor desagradável quando manipulado. Por fim, pratos como Bacalhoada, tortas, patês ou petiscos fritos são os mais indicados para este tipo de peixe.

Outras dicas para escolher um peixe saudável

Por fim, para completar o checklist do peixe ideal, confira se os olhos estão brilhantes e grandes, além de não aparentarem manchas. Isso indica que o peixe é fresco. Além disso, evite peixes com guelras amareladas e com muco, essas condições indicam que o peixe não está apto para consumo e pode prejudicar a saúde.

Fonte: Jaqueline Lopes, nutricionista da Água Doce.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

menina com ritmo circadiano saudável dormindo na cama durante as férias
Bem-estar Gravidez e maternidade

Férias escolares: como manter um ritmo circadiano saudável?

Manter um ritmo circadiano saudável por meio de uma rotina consistente é fundamental para o bem-estar físico e mental.

mãos segurando um tapete de ioga
Bem-estar Movimento

Treinar no frio dá menos resultado? Especialista responde

As temperaturas mais baixas do inverno fazem com que o corpo demore mais para aquecer. O que pode dar a sensação de que treinar no frio

criança sentada em mesa segurando uma colher e comendo um mingau rico em fibras
Alimentação

Fibras na alimentação infantil: conheça os benefícios e como incluí-las

As fibras na alimentação infantil contribuem para o bom funcionamento do intestino, prevenindo a prisão de ventre.