Como as redes sociais impactam na dieta

Alimentação Bem-estar
12 de Fevereiro, 2020
Como as redes sociais impactam na dieta

Se você está nas mídias sociais, deve ter notado que muitas das postagens são sobre comida. As atualizações variam de refeições em restaurantes, atualizações diárias da dieta low carb ou até confissões culpadas de lanches de madrugada.

Assim, com tudo o que as pessoas em seus círculos sociais online estão dizendo sobre comida, há uma boa chance de você saber muito sobre os hábitos alimentares e preferências de cada um.

Com isso, essas informações fornecem pistas sobre as normas sociais de seus círculos online quando se trata de comida. E, os autores de um novo estudo da Universidade Aston em Birmingham, Reino Unido, dizem ter relação em como as redes sociais impactam na dieta.

“Este estudo sugere que podemos ser influenciados por nossos pares sociais mais do que imaginamos ao escolher certos alimentos. Parece que estamos subconscientemente explicando como os outros se comportam ao fazer nossas próprias escolhas alimentares”, disse uma das autoras do estudo, Lily Hawkins.

Como as redes sociais impactam na dieta

Os pesquisadores examinaram como os diferentes tipos de normas sociais afetam o consumo de determinados alimentos pelas pessoas. 

Essas normas sociais também existem em outras situações, como no mundo real, entre estudantes universitários ou colegas de trabalho. Mas, os autores se concentraram nas mídias sociais porque esses sites agora representam uma grande quantidade de nossas interações sociais.

Leia também: Como influenciadores nas redes sociais afetam sua saúde mental

Como funcionou a pesquisa

Na análise, perguntaram a 369 estudantes universitários sobre o consumo de frutas, vegetais, lanches com muita energia e bebidas açucaradas. Bem como o uso do Facebook e outras mídias sociais e percepções sobre os hábitos e preferências alimentares de seus amigos online.

Acontece que, mesmo no mundo online, as normas sociais podem afetar os hábitos alimentares das pessoas. Com isso, as redes sociais impactam na dieta de forma direta. Assim, segundo os autores, quando as pessoas pensam que outros membros de um grupo comem mais porções de frutas e vegetais, eles relatam comer mais desses alimentos (eles mesmos).

O estudo foi publicado online em 6 de fevereiro e aparecerá na revista Appetite na edição de junho de 2020.

Induzindo os usuários de mídia social a uma alimentação saudável

Normas sociais como essas desempenharam um papel importante em muitas campanhas de saúde pública. Como “se beber não dirija” e campanhas anti-cigarro eletrônico para adolescentes – em que comportamentos são identificados como sendo o que a maioria das pessoas faz.

Assim, os autores do novo estudo pensam que é possível trabalhar como as redes sociais impactam na dieta para incentivar as pessoas a comer mais frutas e vegetais, bem como menos lanches gordurosos e bebidas açucaradas.

Leia também: Como as redes sociais podem atrapalhar a qualidade do sono

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

chá de boldo
Alimentação Bem-estar

Chá de boldo: para que serve, benefícios e como fazer

O chá de boldo é utilizado para tratar uma variedade de problemas digestivos, como má digestão, gases, azia, constipação e diarreia

prato com ovos, bacon, espinafre e tomates-cereja, ingredientes típicos da dieta cetogênica
Alimentação Bem-estar

Dieta cetogênica é indicada para emagrecer e desinchar; cardápio de 7 dias

Saiba tudo sobre a estratégia alimentar que conquistou muitas famosas

Creatina na menopausa
Alimentação Bem-estar Saúde

Creatina na menopausa: suplemento ameniza efeitos e promove bem-estar

A suplementação surge como uma alternativa promissora para combater os efeitos negativos da menopausa e promover o bem-estar feminino