Comer quinoa ajuda a evitar diabetes tipo 2, diz pesquisa

5 de agosto, 2022

Para manter o controle da diabetes, a alimentação é peça-chave e não deve ser deixada de lado. Um estudo desenvolvido na Universidade Aberta da Catalunha, na Espanha, e publicado na revista científica Nutrients, sugeriu que comer quinoa impede os grandes picos de açúcar no sangue. O grão é fonte fibras, proteínas, vitaminas B e E, cálcio e antioxidantes.

Leia também: Infertilidade pode ser potencializada por dieta rica em gordura

A pesquisa foi feita com nove pessoas maiores de 65 anos e com pré-diabetes, quadro que precisa de atenção e pode se desenvolver para a doença completa. Então, os participantes incluíram a quinoa no cardápio diário por oito semanas e em todas as refeições. Segundo o estudo, o grão era substituto de batata, arroz e legumes, além de estar na farinha usada em massas, bolos e pães.

Assim, a pesquisa mostrou que os participantes apresentaram picos mais baixos de glicose após a dieta com a quinoa. Dessa forma, os cientistas compararam os resultados de quatro semanas de dietas normais e quatro semanas com a dieta baseada na quinoa. 

Diana Diaz Rizzolo, pesquisadora da Universidade Aberta da Catalunha, contou que os cientistas estão confiantes de que comer quinoa pode ajudar a retardar o desenvolvimento da diabetes.

“Comparamos os padrões de açúcar no sangue. Descobrimos que quando os participantes comeram quinoa, o pico de açúcar no sangue foi menor do que com a dieta habitual. Isso é crucial, porque esses picos pós-refeição são um fator determinante na progressão da diabetes tipo 2”, disse. 

Por fim, os resultados positivos seriam por causa dos polifenóis presentes na quinoa. Portanto, esse micronutriente diminui a absorção de glicose no intestino e estimula o pâncreas a produzir insulina, revertendo o quadro da diabetes tipo 2.

Leia também: Brasileiros com obesidade serão 34% da população até 2030, diz pesquisa

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.