Broncopneumonia: o que é, sintomas, tratamentos e causas

Saúde
15 de Julho, 2022
Broncopneumonia: o que é, sintomas, tratamentos e causas

A broncopneumonia é uma inflamação das estruturas internas dos pulmões, mais especificamente brônquios e alvéolos. Entenda melhor a condição, bem como suas causas, sintomas e tratamentos.

Leia mais: Pneumonia: o que é, causas, sintomas e tratamentos

Afinal, quais são as causas?

De acordo com a Dra. Denise Eri Onodera Vieira, pneumologista, as causas da broncopneumonia são infecções por vírus, bactéria ou fungo. “Esses microorganismos causam inflamação que se estende pelos pulmões, podendo comprometê-lo em toda sua extensão”, explica. 

Fatores de risco

Os fatores de risco são condições que predispõem a infecção por esses microorganismos, por exemplo: 

  • Gripe e outras infecções virais, como a COVID- 19;
  • Pacientes internados em terapia intensiva (UTI), principalmente aqueles em uso de ventilação mecânica;
  • Outras condições que causem redução da imunidade, tais como tratamento com medicações imunossupressoras, doenças crônicas respiratórias, cardíacas, hepáticas, renais (por exemplo DPOC, insuficiência cardíaca, insuficiência renal), diabetes, câncer, HIV/ AIDS.

Sintomas da broncopneumonia

Os sintomas mais comuns são: 

  • Tosse seca ou com catarro;
  • Dor no peito;
  • Febre;
  • Sudorese;
  • Fraqueza;
  • Cansaço.

Além disso, em casos mais graves, pode haver falta de ar e lábios e extremidades que ficam mais azuladas (cianose).

Diagnóstico

O diagnóstico da broncopneumonia é feito, basicamente, através da história clínica, exame físico e complementares, sendo o mais comum a radiografia de tórax, que permite identificar a lesão nos pulmões, suas características e ajuda a avaliar a gravidade da doença. Em alguns casos específicos, exames laboratoriais de escarro e outros exames complementares são realizados, principalmente em casos de dúvida diagnóstica.

É possível prevenir a broncopneumonia?

De acordo com a especialista, não é possível prevenir 100% dos casos de broncopneumonia, porém pode-se reduzir a probabilidade de ter a doença tomando alguns cuidados: 

  • Aumentar a proteção para os grupos de maior risco com a vacinação contra patógenos respiratórios (por exemplo, vírus influenza, SARS- CoV-2, pneumococo, pertussis etc); 
  • Manter a imunidade através de um estilo de vida saudável: alimentar-se bem, não fumar, evitar exposição à fumaça do tabaco, praticar esportes regularmente e evitar locais com muita poluição.

Tratamento

A broncopneumonia tem cura. Dessa forma, quanto mais rápido for feito o diagnóstico e tratamento adequado, maior a probabilidade de evoluir com cura rápida e sem complicações. 

O tratamento medicamentoso é feito com remédios específicos que combatem o agente infeccioso (antibióticos, antifúngicos e antivirais) e remédios sintomáticos (analgésicos, expectorantes e mucolíticos, inalação com broncodilatadores etc). 

Além disso, é indicado repouso e hidratação e, em alguns casos específicos, a fisioterapia respiratória. Em quadros mais graves e em algumas situações específicas, o tratamento deve ser realizado em ambiente hospitalar.

Fonte: Dra. Denise Eri Onodera Vieira, pneumologista do Hospital Dia Campo Limpo e AMA Especialidades Capão Redondo, gerenciados pelo CEJAM – Centro de Estudos e Pesquisas “Dr. João Amorim”.

Sobre o autor

Fernanda Lima
Jornalista e Subeditora da Vitat. Especialista em saúde

Leia também:

montagem com as fotos de Wagner
Saúde

Ele já fez mais de 100 doações de sangue e plaquetas: “dar um pouco da minha saúde para quem precisa”

Conheça a história de Wagner Hirata, que tem as doações de sangue e plaquetas como um de seus propósitos de vida

neuralgia do trigêmeo
Saúde

Neuralgia do trigêmeo: doença que provoca uma das piores dores do mundo

Sintomas de doença são dores muito fortes e rápidas em apenas um lado do rosto, causando sensação de choque ou de um golpe muito forte

Reynaldo Gianecchini
Saúde

Reynaldo Gianecchini revela diagnóstico de doença autoimune

A síndrome de Guillain Barré causa fraqueza e dificuldades para mover os braços e as pernas