Alternativas à cafeína que funcionam como estimulantes naturais

Alimentação Bem-estar
06 de Maio, 2020
Alternativas à cafeína que funcionam como estimulantes naturais

Levante a mão quem só consegue funcionar de manhã depois de uma xícara de café (e várias ao longo do dia). A cafeína é a principal substância da bebida, e é conhecida por seu poder estimulante.

A cafeína entra na corrente sanguínea e funciona como estimulante, pois se liga aos receptores de adenosina no cérebro. A adenosina é um depressor do sistema nervoso. Promove controles do sono e pode afetar a memória e o aprendizado. Assim, quando a cafeína se liga a esses receptores, os efeitos da adenosina são diminuídos e o organismo é estimulado. Então, aumenta a adrenalina, o que dá um impulso de energia. 

Contudo, ela pode ter efeitos colaterais desagradáveis para o corpo quando consumida em excesso. Mas, a boa notícia é que, para conseguir uma energia extra nos dias de maior cansaço, há outras alternativas à cafeína que funcionam como estimulantes naturais.

Alternativas à cafeína que agem como estimulantes naturais

Café de chicória

O “café” de chicória é uma opção livre de cafeína feita a partir da raiz da chicória, uma planta rica em vitaminas, minerais e fibras, geralmente consumida em saladas. A bebida é baixa em calorias, rica em nutrientes, possui ação probiótico e age como um estimulante natural, rendendo energia ao organismo.

Vitaminas do complexo B

A deficiência de vitaminas do complexo B, como a vitamina B12, pode resultar em problemas como alteração de humor, fadiga (falta de energia) e dificuldade de concentração. Por isso, alimentar-se de alimentos ricos nessas vitaminas ou suplementa-las é essencial para manter o corpo energizado. Peixes como atum, salmão e truta possuem a vitamina, assim como leitequeijo e coração de frango

Leia também: Deficiência de vitamina B12 engorda? Vem saber

Alfarroba

A alfarroba tem sido popularmente usada como uma opção de substituto menos calórico para o chocolate. Além disso, contém quantidade suficiente de carboidratos para render energia prolongada para o corpo e agir como um estimulante natural.

Maca peruana

A maca peruana torna-se cada vez mais conhecida, e parte de sua popularidade se deve ao seu poder estimulante. A maca é uma planta nativa do Peru e geralmente está disponível em pó ou como suplemento.

Chá de hortelã-pimenta

O chá de hortelã-pimenta ajuda na circulação de oxigênio. Além de seu gosto atraente e qualidades calmantes, acredita-se que ele ofereça muitos outros benefícios à saúde, como ajudar na digestão, acalmar o estômago e reduzir o inchaço.

Ginseng

O ginseng é um adaptógeno popular, valorizado por suas aplicações médicas e estudado extensivamente. Muito relacionado ao emagrecimento, ele é um estimulante natural e livre de cafeína. Ainda, segundo estudos da Universidade de Estudos Médicos de Mashhad, no Irã, o ginseng também pode ser usado em tratamentos dermatológicos.

Leia mais: Ginseng emagrece? Saiba o que diz a ciência

Sobre o autor

Nathália Lopes
Estagiária de Jornalismo

Leia também:

ator Cauã Reymond segurando um garfo e uma faca e usando um babador
Alimentação Bem-estar

Cauã Reymond mostra jantar saudável com sopa, frango e legumes

Ator compartilhou em suas redes socais o que comeu na noite de Dia dos Namorados (12/06). Confira o jantar de Cauã Reymond

personal ajudando aluno a fazer o exercício crucifixo inclinado na academia
Bem-estar Movimento

Crucifixo inclinado: como fazer corretamente para evitar dores

A posição do banco no crucifixo inclinado faz com que o exercício enfatize bem os músculos do peitoral. Confira o passo a passo

criança nadando na piscina
Bem-estar Movimento

Crianças podem (e devem) fazer natação no inverno!

Prática deve ser contínua mesmo no frio, pois aumenta imunidade e o gasto calórico. Veja os benefícios da natação no inverno para as crianças!