Álcool faz mal em qualquer quantidade, diz estudo

Alimentação Bem-estar
06 de Abril, 2023
Álcool faz mal em qualquer quantidade, diz estudo

Sabe aquela história que uma taça de vinho, ou um copo de cerveja no fim do dia, podem trazer benefícios para a saúde? Um novo estudo acaba de derrubar essa ideia: de acordo com pesquisadores do Canadá e do Reino Unido, mesmo o consumo modesto de álcool faz mal para o corpo, aumentando o risco de morte precoce. Entenda:

Álcool faz mal para a saúde

O artigo foi publicado recentemente na revista científica JAMA Network Open. Para os resultados, os cientistas revisaram mais de 100 estudos que analisaram a relação entre o consumo de etanol e a mortalidade. Somadas, todas as pesquisas envolviam mais de cinco milhões de pessoas ao redor do mundo.

Eles concluíram que beber demais (mais de três drinks por dia) foi associado a chances visivelmente maiores de morte precoce — o que já era esperado por eles. Contudo, houve uma descoberta surpreendente: quando verificados os consumos leve e moderado, esse risco não diminuía de forma significativa.

“Esta meta-análise atualizada não encontrou risco significativamente reduzido de mortalidade por todas as causas associadas ao consumo de álcool em baixo volume após o ajuste para possíveis efeitos de confusão de características influentes do estudo”, escreveram os autores da revisão, que também destacaram que para as mulheres, as chances de morte precoce começam com níveis mais baixos de etanol do que para os homens.

Leia também: Suco de laranja equilibra microbiota de pessoas com obesidade

Quais os efeitos da substância no corpo?

“O álcool é principalmente um depressor, mas tem ação estimulante quando você começa a beber. Ele age praticamente quando entra na boca, e seus efeitos se tornam mais perceptíveis à medida que a bebida percorre seu metabolismo, comprometendo desde o humor até os músculos”, já explicou a nutricionista Adriana Stavro à Vitat em uma entrevista anterior.

O etanol passa por todo o corpo através do sistema digestivo e da corrente sanguínea. No cérebro, ele deprime o sistema nervoso central e desencadeia a liberação de dopamina e serotonina. E se liga ao glutamato, que é um neurotransmissor, o impedindo de agir — deixando, assim, o órgão mais lento. Além disso, ele também ativa o ácido gama-aminobutírico (GABA), provocando sensações de sonolência e calma.

Assim, confira mais algumas consequências do etanol:

  • No corpo: afeta a coordenação motora e, em grandes quantidades, provoca náuseas e vômito;
  • Na mente: enquanto alguns ficam mais felizes, dispostos e confiantes, outros sentem mais cansaço ou até agressividade;
  • No comportamento: a pessoa torna-se mais desinibida e impulsiva. Além disso, o álcool também afeta as partes do cérebro responsáveis pelas tomadas de decisões, racionalização e formação de novas memórias.

Referência: Association Between Daily Alcohol Intake and Risk of All-Cause Mortality.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

menina com ritmo circadiano saudável dormindo na cama durante as férias
Bem-estar Gravidez e maternidade

Férias escolares: como manter um ritmo circadiano saudável?

Manter um ritmo circadiano saudável por meio de uma rotina consistente é fundamental para o bem-estar físico e mental.

mãos segurando um tapete de ioga
Bem-estar Movimento

Treinar no frio dá menos resultado? Especialista responde

As temperaturas mais baixas do inverno fazem com que o corpo demore mais para aquecer. O que pode dar a sensação de que treinar no frio

criança sentada em mesa segurando uma colher e comendo um mingau rico em fibras
Alimentação

Fibras na alimentação infantil: conheça os benefícios e como incluí-las

As fibras na alimentação infantil contribuem para o bom funcionamento do intestino, prevenindo a prisão de ventre.