Vomitar depois de tomar remédio: reaplicar ou não? Saiba o que fazer

Saúde
24 de Maio, 2023
Vomitar depois de tomar remédio: reaplicar ou não? Saiba o que fazer

A ânsia de vômito é um dos principais sintomas do refluxo, gastrite e da intoxicação alimentar. Mas além disso, o vômito pode ter protagonismo na gestação ou em situações de problemas emocionais, como estresse e ansiedade. Então, a pergunta que fica é: o que fazer após vomitar depois de tomar remédio? Confira o que os especialistas em saúde dizem a respeito. 

Vomitar depois de tomar remédio: o que fazer?

Em uma entrevista anterior à Vitat, o médico Leonardo Soares indica que, de forma geral, para decidir se um remédio deve ser reaplicado ou não, é preciso entender quanto tempo se passou desde a primeira dose até o vômito. Portanto, se a medicação aconteceu depois de 15 – 30 minutos antes do vômito, a reaplicação não é necessária, já que esse tempo é o suficiente para a absorção do comprimido ou xarope. 

Por outro lado, se o vômito se deu logo após a ingestão do medicamento, a dose não foi corretamente absorvida pelo organismo. Portanto, o médico indica que nesses casos, é necessário reaplicá-lo e consultar um médico para avaliar o paciente.

Cuidados antes de reaplicar o remédio

Antes de sair reaplicando a dose do medicamento, quando possível, consulte um médico para entender o tipo de remédio administrado. Isso porque é necessário ter cuidado com intoxicações ou efeitos colaterais indesejados que os remédios podem causar se forem aplicados incorretamente. Nesse sentido, deve-se ter ainda mais cautela com antibióticos, antidepressivos, antipsicóticos ou ansiolíticos que necessitam de controle rigoroso. 

Portanto, envolver o médico na decisão de reaplicação ou não é essencial, já que cada medicamento tem uma formulação específica. Anticoncepcionais, por exemplo, são pílulas de absorção lenta, que podem levar cerca de 2h para serem incorporadas pelo organismo. Por isso, se o vômito acontecer antes desse prazo, é interessante refazer a dose por precaução, visto que nesse caso específico, não há riscos.

Vale ressaltar que reaplicar medicações incorretamente pode causar sérios danos à saúde, visto que alguns remédios podem causar lesões, reações adversas e complicações graves.

Dicas para evitar a ânsia de vômito

Alguns costumes podem aumentar o enjoo estomacal. Por isso, antes de tomar qualquer medicamento, siga essas dicas:

  • Evite alimentos gordurosos e picantes: permita que seu corpo descanse após o episódio de vômito. Se for se alimentar, prefira refeições leves, saudáveis e fáceis de digerir.
  • Ingira a medicação com água: beber um copo de água antes de tomar a medicação pode ajudar a acalmar o estômago. Evite água muito gelada, pois isso pode aumentar a sensação de náusea.
  • Não misture alimentos quentes e frios, isso pode aumentar a sensação de enjoo.
  • Faça as refeições com calma. A pressa também pode desencadear ânsia de vômito.

Se o vômito permanecer, é importante procurar atendimento médico para reavaliar a medicação indicada. O profissional pode substituir o remédio por outro de igual impacto, mas que reduza a ânsia de vômito.

Veja também: Síndrome de Vômitos Cíclicos: causas, complicações e tratamentos

Fonte: Dr. Leonardo Soares, pediatra do Grupo Prontobaby.

Referências: MD Saúde. 

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

Lapsos de memória
Bem-estar Equilíbrio Saúde

Lapsos de memória: 8 principais fatores e como evitá-los

Rotina sobrecarregada, estresse e noites maldormidas são algumas das causas

Medir a pressão arterial
Saúde

Medir a pressão arterial: veja novas recomendações

Veja novas recomendações da Sociedade Brasileira de Cardiologia

mulher se consultando com um médico
Bem-estar Saúde

Preparação para a bariátrica vai além dos exames e envolve mudanças de vida

Antes de entrar no centro cirúrgico, o candidato à cirurgia bariátrica percorre um caminho de preparação que promete mais do que a perda de peso: uma