Vacina do HPV: quem pode tomar e outras dúvidas sobre o vírus

13 de setembro, 2021

O HPV, ou papiloma vírus humano, é um vírus que infecta pele ou mucosas, provocando verrugas em homens e mulheres. A Infecção Sexualmente Transmissível (IST) surge a partir de relações sem preservativo e causa lesões na região oral, genital ou anal. Mas pode ser evitada com a vacina do HPV, disponível no SUS. Saiba mais:

HPV

Existem mais de 100 tipos de HPV, mas apenas 4 deles são comuns no Brasil. Mas mesmo sendo um número baixo, a doença tem evolução crônica e pode levar ao desenvolvimento rápido de câncer de colo do útero, ânus, pênis, além da vulva e vagina.

A vacina foi criada para prevenir as complicações causadas pelo vírus. Atualmente, é oferecida pelo SUS nos postos de saúde, e também vendida em clínicas particulares:

Vacina do HPV no SUS

A Anvisa já aprovou um imunizante que protege contra 9 tipos de vírus. Mas a vacina disponível na rede pública, de forma gratuita, é a quadrivalente. Protege contra quatro variações (6, 11, 16 e 18) e são necessárias 2 ou 3 doses.

É indicada para meninos e meninas dos 9 aos 14 anos, homens e mulheres até 26 anos vivendo com HIV ou AIDS, e transplantados ou em tratamento contra o câncer.

Protege contra as verrugas genitais, câncer do colo do útero na mulher e o câncer do pênis ou do ânus no caso do homem. Nome comercial: Gardasil.

Leia também: Disco menstrual: Mitos e verdades sobre o acessório

Vacina do HPV particular

Na rede privada, a vacina pode ser tomada por pessoas com idades superiores. Também por quem faz tratamento ou já teve infecção pelo HPV, já que pode proteger contra outros tipos e prevenir novas verrugas genitais.

Além da proteção quadrivalente, a bivalente e a nonavalente também estão disponíveis. Além disso, os valores ficam a partir de R$ 500.

Bivalente

Protege apenas contra os vírus 16 e 18, que são os maiores causadores do câncer do colo do útero, mas não contra as verrugas genitais. Indicada a partir dos 9 anos e sem limite de idade. Até os 14, são feitas duas doses e com intervalo de seis meses. Por outro lado, acima de 15 anos, são aplicadas três doses. Nome comercial: Cervarix.

Leia também: Ciclo menstrual x exercícios: Como deve ser o treino a cada fase

Nonavalente

É a mais completa e protege contra 9 subtipos do vírus do HPV: 6, 11, 16, 18, 31, 33, 45, 52 e 58. Pode ser administrada em meninos e meninas com idade entre 9 e 26 anos.

Protege contra verrugas, além de câncer do colo do útero, vagina, vulva e ânus. Até os 14 anos, são aplicadas duas doses e com intervalo de cinco meses. Mas depois dos 15, são três doses com intervalos de dois e seis meses. Nome comercial: Gardasil 9.

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.