Tomar banho de chinelo ou descalço? Especialistas tiram dúvidas

Casa Saúde
13 de Outubro, 2022
Tomar banho de chinelo ou descalço? Especialistas tiram dúvidas

Conhece algum daqueles hábitos diários que sempre dividem opiniões? Tomar banho descalço ou de chinelo é um deles. Algumas pessoas têm pavor de encostar os pés no piso molhado do banheiro, mas será que faz mal? De onde surgiu a ideia de que entrar no banho de chinelo é a melhor opção?

De acordo com o clínico geral Paulo Mascarenhas Mendes, o chinelo não é fundamental na hora de tomar banho. Entretanto, essa dica pode ter algumas alterações quando se trata de lugares onde você não conhece a higiene, por exemplo: saunas, banheiros de clubes e outros lugares quentes e úmidos. Isso porque nesses locais as doenças fúngicas tendem a se proliferar mais rapidamente.

“Teoricamente, andar descalço é até uma coisa boa. É saudável andar descalço em casa, em lugares que a gente conhece. Mas a gente tem que ter cuidado. Por exemplo: andar descalço mesmo fora do banheiro, em clubes de qualidade duvidosa, em locais onde tem água parada, beiras de lagos, etc. Têm doenças como a esquistossomose que podem ser pegas pela penetração do parasita pela sola do pé”, alerta Mendes. Em resumo, você pode, sim, tomar banho descalço, mas o ideal é que seja apenas na sua casa. 

Tomar banho de chinelo: por que usar a sandália? 

Nos exemplos citados pelo médico, o chinelo é uma boa opção para evitar o contato com doenças. Além disso, o uso da sandália também é bem-vindo para quem utiliza chuveiros elétricos. “Querendo ou não, o chinelo de borracha atua como isolante, evitando que a pessoa tome choque ao ligar a torneira ou alguma condição semelhante”, conta o clínico geral. 

Além disso, em casos no qual o banheiro ou ambiente não tem higiene confiável, deve-se usar chinelos para evitar a micose. Portanto, mesmo em locais que você frequenta há mais tempo, mas que são públicos, a recomendação é usar a sandália para garantir que seus pés e corpo fiquem livres de problemas. “Por mais que tenham proteções de borracha no chão, elas também podem ficar contaminadas com algum fungo”, ressalta Mendes. 

Mesmo em casa, é importante ter cuidado 

O médico também alerta que é difícil contrair alguma doença bacteriana com o contato da pele íntegra com o chão. Geralmente, as infecções bacterianas precisam de uma solução de continuidade na pele ou alguma lesão na unha para que a bactéria possa penetrar por ali e causar alguma condição. 

Contudo, os fungos gostam da pele íntegra. Por isso, a contaminação pode sim acontecer, mesmo sem qualquer machucado no órgão, na parte entre os dedos e também nas unhas. “Em casa, raramente a gente vai ter uma indicação formal de usar chinelo. Por fim, para quem tem animal em casa e passeia muito na rua, tem uma parasitose chamada Lava Migrans que também penetra pelo pé. Então, nessa situação, usar chinelo e evitar ficar descalço também pode ser interessante”, completa.

A biomédica Janaína Silva conta que por conta da água que fica acumulada na área de banho, alguns germes podem ficar estacionados e se proliferar, como os fungos que causam a micose no pé. “Por isso, é importante que nesses locais, principalmente em ambientes coletivos, como vestiários de clubes, haja a utilização de chinelos, de forma que esse calçado também seja sempre higienizado, para evitar o acúmulo de sujidades”, completa.

Tomar banho de chinelo: bactérias presentes no banheiro

De acordo com a biomédica, as bactérias podem causar diversas intercorrências como intoxicação alimentar e infecções hospitalares. Ela explica que nos banheiros, por exemplo, uma revisão constatou que os principais agentes bacterianos encontrados nos vasos sanitários, torneiras e maçanetas são enterobactérias, como a E. coli e outros microrganismos. 

“Alguns tipos de E.coli e de outras bactérias podem apresentar riscos à saúde, portanto é muito importante que sempre após o uso do banheiro, mesmo na residência, a higienização das mãos seja realizada com água corrente e sabão. Isso evita a proliferação das bactérias no indivíduo e, também, o risco de contaminação cruzada, como em alimentos e outras superfícies”, completa Silva.

Veja outras bactérias presentes no banheiro: 

  • Staphylococcus sp;
  • Streptococcus sp; 
  • Bacillus sp; 
  • Enterococcus sp.

Fonte: Janaína Silva, professora do curso de Biomedicina da Estácio; Paulo Mascarenhas Mendes, coordenador da clínica médica da unidade Betim-Contagem da Rede Mater Dei de Saúde. 

Sobre o autor

Gabriela Ferreira
Jornalista e Repórter da Vitat.

Leia também:

Lapsos de memória
Bem-estar Equilíbrio Saúde

Lapsos de memória: 8 principais fatores e como evitá-los

Rotina sobrecarregada, estresse e noites maldormidas são algumas das causas

Medir a pressão arterial
Saúde

Medir a pressão arterial: veja novas recomendações

Veja novas recomendações da Sociedade Brasileira de Cardiologia

mulher se consultando com um médico
Bem-estar Saúde

Preparação para a bariátrica vai além dos exames e envolve mudanças de vida

Antes de entrar no centro cirúrgico, o candidato à cirurgia bariátrica percorre um caminho de preparação que promete mais do que a perda de peso: uma