Teste de mecha: entenda a importância

Beleza Bem-estar
24 de Fevereiro, 2023
Teste de mecha: entenda a importância

Mudar o visual é algo muito comum – principalmente entre as mulheres. Seja um corte, alisamento ou coloração. Mas você já imaginou depositar toda a sua expectativa nessa mudança e a descoloração capilar piorar a saúde do seu cabelo e causar quedas? Sim, isso é mais comum do que parece. Por isso, é tão importante realizar o teste de mecha antes de qualquer procedimento. 

“Existem riscos da exposição dos fios a procedimentos que não são capazes de suportar e que, na maioria dos casos, são evitáveis”, explica o médico e tricologista Dr. Ademir C. Leite Júnior. 

Assim, o especialista explica os impactos negativos da falta do teste de mecha que, mesmo com o avanço no desenvolvimento de produtos para transformação capilar, não pode ser negligenciado nos salões de cabeleireiro.

O especialista ressalta que o procedimento é simples: “Teste da mecha é o nome dado ao procedimento que deveria preceder qualquer aplicação de produtos químicos nos cabelos. Portanto, serve para avaliar se os cabelos que serão tratados suportam o procedimento que será realizado em todo cabelo. A ideia é a de pegar uma mecha de cabelo e realizar o procedimento apenas nela cerca de dois a três dias antes de aplicar o produto em todos os fios”.

Leia também: Corte químico: O que é, como evitar e tratamentos que ajudam a evitar

Para quais tipos de cabelos o teste de mecha é necessário?

Existem cabelos mais fortes e outros mais sensíveis  que sofrem com o clima ou situações externas. Mas segundo Dr Ademir, o teste de mecha é indicado em todos os casos. 

Para o tricologista, deixar de fazer o teste da mecha confiando apenas na aparência que o cabelo apresenta representa correr riscos que são evitáveis. “Apesar de ser importante, o teste da mecha é pouco realizado. Isso porque, na maioria das vezes, os clientes chegam pensando em fazer o procedimento de uma vez sem verificar se seus cabelos estão em condições”, diz.

Produtos químicos capilares são sempre perigosos?

O Dr. Ademir afirma que, na realidade, o produto químico em si não é perigoso (com as devidas exceções dos proibidos pelas entidades de saúde, em nosso caso a ANVISA). Mas sim, a associação destes em cabelos que não tenham condições de suportá-los.

Assim como a moda, a estética capilar que inclui as transformações nos fios é dinâmica e rica em referências e possibilidades. Por isso, o teste da mecha não deveria ser visto como um impeditivo para mudanças desejadas pelos clientes e cabeleireiros. Pelo contrário, é uma ferramenta de análise que abre caminho para a criatividade e para a manutenção da saúde capilar no momento em que se diagnostica a possibilidade ou não de realizar um procedimento.

“Valorizo o conhecimento de muitos profissionais que reconhecem um cabelo forte, sabem a qualidade dos produtos que usam e dominam bem as técnicas de aplicação. Estes quase nunca enfrentam problemas com seus clientes porque têm bom senso e experiência, fazendo o teste da mecha quando acreditam ser necessário. Lembrando que segurança é algo que não tem preço” finaliza Dr. Ademir C. Leite Jr.

Fonte: Dr. Ademir C. Leite Júnior, médico e tricologista.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

lesões no beach tennis
Bem-estar Movimento

Lesões no beach tennis: joelho e ombro são as mais comuns. Veja como evitar

Assim como em outras atividades, também há risco de lesões no Beach Tennis. Portanto, veja dicas de como evitar lesões como epicondilite lateral.

fasting mimicking
Alimentação Bem-estar

Diet Fasting Mimicking: o que é o método que imita jejum?

A metodologia restringe calorias por um período de tempo determinado

óleo de coco
Alimentação Bem-estar

Óleo de coco: benefícios e possíveis usos

Multiuso e cheio de benefícios, o óleo de coco é um dos destaque do momento para quem procura uma vida mais saudável. Saiba mais