Terapia Bioenergética: O que é e benefícios para a saúde mental

Bem-estar Equilíbrio
17 de Outubro, 2019
Terapia Bioenergética: O que é e benefícios para a saúde mental

Bem-estar e equilíbrio mental a partir de exercícios físicos e movimentos de respiração. É assim que funciona a terapia bioenergética.

Essa prática psicoterapêutica considera o corpo como peça fundamental para compreender o que se passa no âmbito emocional e promove saúde em termos físico, mental e energético.

Para isso, são utilizadas atividades físicas específicas, além de massagens e também a respiração para ativar e renovar a energia vital do organismo.

Como é uma sessão de bioenergética

“Em minha prática, a bioenergética é a abordagem que sustenta minha atuação como psicóloga. Meu trabalho é analítico e corporal”, detalha Sandra Mara Volpi, psicóloga e diretora do Centro Reichiano de Psicoterapia Corporal. 

No consultório, antes de mais nada, o paciente fala sobre os motivos que o levaram à terapia. “É preciso explorar essa queixa considerando sua trajetória para, então, definir o caminho a seguir em busca de melhora.” 

Esse caminho, no caso da bioenergética, inclui o corpo, que armazena e reflete tudo o que a pessoa já viveu e as estratégias que desenvolveu para encarar e superar dificuldades. É por essa razão que os exercícios e a respiração são tão importantes: é por meio deles que se busca amenizar os efeitos dos sofrimentos do passado. 

“É importante buscar, no corpo, uma base para que o paciente possa perceber mais claramente sua realidade e as dificuldades que ela impõe. Assim, ele constrói, a partir dessa base, defesas mais eficientes e conscientes para lidar com os problemas do dia a dia”, afirma a psicóloga. 

Leia também: Massagem: Tipos e benefícios

Benefícios da prática bioenergética

O ponto forte dessa abordagem terapêutica é a inclusão do corpo no processo. Muitas pessoas desenvolvem problemas psicossomáticos, mas, mesmo quem não apresenta esses sintomas, pode sofrer com efeitos vindos do estresse e outros traumas. 

“Só tem ganhos o paciente que começa a se conectar mais aos processos de adoecimento que atingem corpo e mente. O corpo pode ser fonte de saúde, proporcionando equilíbrio global e efetivo.”

A bioenergética trabalha com toda e qualquer questão emocional, sendo ainda mais eficiente no tratamento de bloqueios emocionais como fobias, transtornos obsessivos, ansiedade, depressão e baixa autoestima. Pode ajudar também pessoas com problemas no sistema respiratório, digestivo e até alguns distúrbios neurológicos.

Leia também: Como ser mais gentil com você mesmo

Exercícios para buscar equilíbrio

O foco do trabalho da bioenergética é a respiração aliada à entrega do paciente no momento da sessão, que, dura, em média, uma hora.

Outras técnicas também podem ser utilizadas, como massagem, cristais e reiki

Sandra explica que existe um exercício básico nessa prática chamado grounding, que se concentra na sensação dos pés sobre o chão. A intenção é fazer com que a pessoa perceba a realidade de seu próprio corpo, incluindo nessa experiência suas emoções e o mundo ao seu redor.

São feitos ainda movimentos em outras partes específicas do corpo, como a pélvis, voltados para problemas relacionados à sexualidade, e o peito, que mexe com sentimentos e emoções.

A psicóloga afirma que, por meio da terapia bioenergética, é possível conquistar uma vida mais plena e prazerosa. Já os resultados dependem do envolvimento do paciente. “Costumo dizer que a psicoterapia será composta de uma hora semanal em que o paciente virá ao consultório, mas também de toda a extensão temporal das experiências fora dele. Ou seja, a psicoterapia é uma decisão para a vida, que deve ser aplicada em todas as horas do cotidiano.”

Leia também: Mindful parenting: Criar filhos com menos julgamento e mais aceitação

Para fazer em casa

Você pode fazer alguns exercícios da terapia bioenergética em casa. A intensidade emocional será diferente daquela conquistada junto ao terapeuta, mas, ainda assim, pode ser muito benéfica e eficaz. 

Confira agora como praticar o grouding em casa. 

  • Comece imaginando uma linha nas laterais externas dos seus pés. São linhas que deverão ficar paralelas entre si
  • Afaste os pés na largura do quadril ou dos ombros
  • Flexione levemente os joelhos
  • Distribua o peso do corpo entre as duas pernas 
  • Distribua o peso do corpo entre as partes anterior e posterior dos pés
  • Encaixe a pelve centrando o equilíbrio e a gravidade do corpo entre o abdômen e o quadril
  • Mantenha a coluna ereta e relaxada
  • Deixe a barriga solta
  • Deixe os braços soltos
  • Mantenha a cabeça ereta
  • Focalize o olhar à frente
  • Respire natural e profundamente pela boca e pelo nariz

Você pode complementar o exercício, depois de alguns ciclos de inspiração e expiração, pendendo a cabeça para frente, em direção ao peito, e deixando o tronco solto, assim como os braços. 

As pontas dos dedos das mãos podem chegar o mais perto possível do chão. Nessa posição, continue respirando profundamente e, depois de alguns ciclos, volte a subir o tronco, lentamente, deixando por último os braços e a cabeça.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

mulher praticando chutes em um ringue com seu treinador
Bem-estar Movimento

Kickboxing: tudo o que você precisa saber sobre a modalidade

O esporte de combate desarmado em pé que combina técnicas de soco e chutes

Divertida Mente
Bem-estar Equilíbrio

Divertida Mente: psiquiatra explica por que ansiedade é cada vez mais comum

O filme destaca o surgimento da ansiedade na mente humana, em meio às reflexões da formação dos múltiplos sentimentos

jejum intermitente efeito
Alimentação Bem-estar

Quantas horas de jejum intermitente são necessárias para ter efeito?

Há muitas formas de praticar o jejum e seus efeitos também variam. Entenda