Raquitismo: o que é a doença que causa deficiência dos ossos?

Saúde
28 de Setembro, 2023
Raquitismo: o que é a doença que causa deficiência dos ossos?

O raquitismo tem como principal causa a falta de vitamina D, além da deficiência de cálcio e fósforo e alimentação inadequada 

O raquitismo é um problema na formação dos ossos, podendo ocorrer em crianças e adultos. A doença tem como principal causa a falta de vitamina D, além da deficiência de cálcio e fósforo, alimentação inadequada e uso de medicamentos. Assim, resulta em baixa altura, diminuição no crescimento e até deformidades nos ossos. Entenda mais sobre a condição.

Leia mais: Afinal, por quanto tempo devo tomar vitamina D?

O que é o raquitismo?

O raquitismo é uma doença que se caracteriza por uma falha na mineralização óssea. Ela acontece durante a fase de crescimento do indivíduo, ou seja, em crianças entre quatro meses e dois anos de idade. 

Tipos de raquitismo

O raquitismo pode ser classificado em dois subtipos: hipocalcêmico e hipofosfatêmico. Nesse sentido, o tipo hipocalcêmico apresenta como causa mais comum a deficiência da vitamina D ou problemas relacionados com a ação dessa vitamina no corpo. Por outro lado, o tipo hipofosfatêmico é causado, principalmente, por perda renal de fosfato.

Causas do raquitismo

O raquitismo pode ter várias causas. A principal delas é a deficiência de vitamina D, extremamente importante para o corpo. Isso porque ela está relacionada com diferentes funções, como o metabolismo do cálcio, essencial para a saúde óssea. Além dessa carência, a doença também pode ser causada por:

  • Dificuldade de absorção, metabolização ou utilização da vitamina D;
  • Carência nutricional;
  • Doenças que provocam má absorção intestinal;
  • Uso de certos medicamentos, como anticonvulsivantes;
  • Bem como fatores genéticos.

Fontes de vitamina D

Alimentos como peixes gordurosos, produtos lácteos e ovos, por exemplo, são ricos em vitamina D. Entretanto, a principal fonte se dá por meio da exposição da pele aos raios ultravioleta B. Sendo assim, fatores como a exposição solar insuficiente podem ser um dos motivos para a baixa dessa vitamina.

Sintomas do raquitismo

O raquitismo causa, sobretudo, um retardo no crescimento, desencadeando deformidades ósseas. As deformidades acometem com maior frequência as regiões do esqueleto que crescem rapidamente, como o antebraço. 

Além disso, o raquitismo causa atraso no fechamento das fontanelas (isto é, as moleiras) e deformidades na coluna. Pode provocar, ainda, problemas no esmalte dentário, retardo na erupção dos dentes, redução do tônus muscular, alopecia (perda de cabelo), convulsões e até mesmo aumento de infecções.

Diferença entre raquitismo e osteomalácia

A osteomalácia, assim como o raquitismo, é um problema de mineralização da matriz óssea. A doença, no entanto, se apresenta na fase adulta do indivíduo, diferentemente do raquitismo, que acomete crianças. A osteomalácia apresenta também a deficiência de vitamina D como sua principal causa. Assim, pode provocar dores ósseas e fraqueza muscular ou ser assintomática.

Diagnóstico e tratamento 

A confirmação da doença é feita por exames laboratoriais e radiografias. Após a confirmação, pacientes com raquitismo necessitam de acompanhamento médico de uma equipe multidisciplinar. O objetivo é receber orientações para melhorar hábitos de vida, incluindo uma reeducação alimentar, exposição correta e segura ao sol, parar de fumar, diminuir o peso, incentivo à atividade física e redução de estresse.

O tratamento também pode incluir fisioterapia para otimizar ou prevenir a fraqueza muscular. Em alguns casos as deformidades ósseas podem regredir espontaneamente, em outros pode ser necessária a correção cirúrgica. Por fim, para prevenir o raquitismo, é fundamental ter uma exposição solar adequada, bem como uma dieta rica em cálcio. 

Referências: Mundo educação, Ministério da Saúde e UFMG.

liti-vale-a-pena-assinar
Conheça o programa de nutrição personalizada da Liti A Liti promete uma solução completa para quem quer cuidar melhor da própria saúde. Será que vale a pena? Confira!

Sobre o autor

Fernanda Lima
Jornalista e Subeditora da Vitat. Especialista em saúde

Leia também:

edema articular
Saúde

Edema articular: o que é, causas e tratamentos

O edema, habitualmente, não é uma doença, mas uma das manifestações de uma outra doença

Arritmias cardíacas
Saúde

Arritmias cardíacas: conheça as causas, sintomas e tratamentos

A estratégia de prevenção da doença inclui controle o peso e a prática de atividade física. Saiba mais

Cardiopatia congênita
Gravidez e maternidade Saúde

Cardiopatia congênita: o que é, tipos, sintomas e diagnóstico

Confira os principais tipos e como são feitos os tratamentos