Queimaduras de sol: Saiba como tratá-las com dicas fáceis

Saúde
01 de Dezembro, 2022
Queimaduras de sol: Saiba como tratá-las com dicas fáceis

Quem gosta do verão costuma aproveitar a época mais quente do ano na praia ou piscina, “torrando” no sol. No entanto, a exposição solar prolongada pode trazer sérias consequências. As queimaduras de sol são comuns e podem surgir em diversos graus. 

“A luz solar é composta por vários espectros de radiação, entre elas a UVA e a UVB. Nossa pele, se exposta ao sol, absorve essa radiação, o que pode levar a danos diretos ao DNA da célula — formação de radicais livres que ajudam no envelhecimento da pele e podem levar a queimaduras solares, por exemplo”, explica Taiane Medeiros Terra, dermatologista do Hospital Brasília.

Além disso, a especialista ainda aponta que o nível de radiação que provoca queimaduras depende da quantidade de melanina da pele. Mas, geralmente, pessoas com pele mais clara queimam-se mais rápido.

Dessa maneira, as queimaduras de sol costumam causar sintomas incômodos como vermelhidão, queimação e até mesmo bolhas. 

Quando há uma exposição excessiva à radiação ultravioleta, surge algo ainda pior: a insolação. Assim, os principais sintomas incluem náuseas, vômitos, diminuição da pressão e aumento da temperatura do corpo, podendo levar até a desmaios.

Queimaduras de sol: a importância do protetor solar

Para aproveitar o sol e se manter protegido, é essencial usar protetor solar. Além disso, lembre-se de evitar se expor ao sol no período em que a incidência de radiação ultravioleta é maior, entre as 10 e 15 horas.

“O fator protetor ideal é FPS 30. Além do fator de proteção, deve-se ter cuidado com o tempo adequado para a reaplicação do protetor (em média, a cada 3 horas). Contudo, se houver transpiração excessiva ou se você entrar em contato com água, deve reaplicar com maior frequência”, ressalta Taiane.

Leia também: 100 dias para o verão: Dicas para você se preparar para a estação

Não acredite em mitos

Provavelmente você já ouviu informações falsas sobre o tratamento de queimaduras solares. Por exemplo, utilizar pasta de dente para aliviar as bolhas. 

Contudo, segundo a dermatologista, isso não passa de um mito. “O ideal é hidratar a pele com hidratantes calmantes e ingerir bastante líquido. Se houver o aparecimento de bolhas, deve-se procurar atendimento médico com um médico dermatologista. Pois o médico poderá estourá-la com material estéril e deixar o teto da bolha como curativo biológico”, afirma.

Dicas para tratar queimaduras de sol 

Se você está sofrendo com queimaduras de sol, veja algumas dicas da especialista que podem te ajudar:

  • Evite banhos quentes e demorados;
  • Hidrate a pele com hidratante calmantes a cada 2 horas;
  • Utilize pomadas que contenham dexpantenol, sulfadiazina de prata e outras substâncias cicatrizantes;
  • Se houver lesões graves como bolhas, busque atendimento médico. Ademais, evite estourar as bolhas com materiais que não sejam estéreis. Pomadas de corticoide de baixa potência podem ser utilizadas em áreas com maior inflamação da pele;
  • Por fim, se apresentar sintomas de insolação, procure atendimento médico na emergência para a adequada hidratação venosa, se necessário.

Fonte: Taiane Medeiros Terra, dermatologista do Hospital Brasília.

Sobre o autor

Julia Moraes
Jornalista e repórter da Vitat. Especialista em fitness, saúde mental e emocional.

Leia também:

montagem com as fotos de Wagner
Saúde

Ele já fez mais de 100 doações de sangue e plaquetas: “dar um pouco da minha saúde para quem precisa”

Conheça a história de Wagner Hirata, que tem as doações de sangue e plaquetas como um de seus propósitos de vida

neuralgia do trigêmeo
Saúde

Neuralgia do trigêmeo: doença que provoca uma das piores dores do mundo

Sintomas de doença são dores muito fortes e rápidas em apenas um lado do rosto, causando sensação de choque ou de um golpe muito forte

Reynaldo Gianecchini
Saúde

Reynaldo Gianecchini revela diagnóstico de doença autoimune

A síndrome de Guillain Barré causa fraqueza e dificuldades para mover os braços e as pernas