SP pede liberação da quarta dose para pessoas acima de 35 anos

Saúde
06 de Julho, 2022
SP pede liberação da quarta dose para pessoas acima de 35 anos

Na última terça-feira (5), a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de São Paulo pediu a liberação da quarta dose para pessoas acima de 35 anos. De acordo com o comunicado oficial sobre o assunto, a estimativa é que 1 milhão de pessoas dentro dessa faixa etária seja imunizado contra a Covid-19 após a aprovação do Ministério da Saúde (MS).

“São Paulo é a capital mundial da vacina e essa grande adesão da população à imunização mostrou sua eficiência e importância para evitar que casos de Covid-19 se agravem e levem a internações. Portanto, pedimos à população que procure a UBS mais próxima de sua casa ou trabalho e não deixe de se vacinar”, reforçou Luiz Carlos Zamarco, secretário municipal da Saúde, em nota.

Até o dia 4 de julho, a cidade de São Paulo já aplicou 2.260.434 doses do segundo reforço. De acordo com a Secretaria, estima-se que, então, 56,8% do público elegível está protegido contra a Covid-19. Além disso, a terceira dose já foi aplicada em 7.742.644 pessoas, resultando em 81,3% de cobertura vacinal.

Leia mais: Estudo revela principais sintomas da Covid longa em crianças

Estados liberam quarta dose para pessoas acima de 35 anos

Embora o Ministério da Saúde ainda não tenha liberado a segunda dose de reforço para pessoas com menos de 40 anos, alguns estados brasileiros já começaram a aplicá-la. É o caso do Distrito Federal, por exemplo, o qual anunciou que pessoas a partir de 35 anos já podiam receber a quarta dose a partir do dia 1 de julho. O mesmo tem sido observado em Aracajú, Sergipe.

Em Vitória, capital do Espírito Santo, a imunização também avançou e aqueles que têm mais de 30 anos já podem receber a segunda dose de reforço. Já a prefeitura de Manaus, no Amazonas, liberou a vacinação do público a partir de 18 anos com a quarta dose. Em ambos os casos, as decisões passaram a valer desde o dia 1 de julho.

Leia mais: Afinal, testes rápidos de Covid são seguros? Especialista explica

Orientações gerais sobre a quarta dose

No dia 20 de junho, o Ministério da Saúde liberou a quarta dose para pessoas acima de 40 anos. Assim, a população deve procurar pelo segundo reforço após quatro meses em relação a última dose recebida da vacina contra o coronavírus. Os imunizantes que podem ser usados para a proteção do público elegível são Pfizer, AstraZeneca ou Janssen.

Na época, o comunicado anunciou as novas diretrizes do imunizante da Johnson & Johnson. Segundo o Ministério da Saúde, quem tem entre 18 a 39 anos, e tomou a Janssen, deve receber o segundo reforço depois de quatro meses. Já quem tem 40 anos ou mais, adiciona-se ainda um terceiro reforço depois de quatro meses acerca do segundo.

Fonte: Prefeitura da Cidade de São Paulo

Leia também:

montagem com as fotos de Wagner
Saúde

Ele já fez mais de 100 doações de sangue e plaquetas: “dar um pouco da minha saúde para quem precisa”

Conheça a história de Wagner Hirata, que tem as doações de sangue e plaquetas como um de seus propósitos de vida

neuralgia do trigêmeo
Saúde

Neuralgia do trigêmeo: doença que provoca uma das piores dores do mundo

Sintomas de doença são dores muito fortes e rápidas em apenas um lado do rosto, causando sensação de choque ou de um golpe muito forte

Reynaldo Gianecchini
Saúde

Reynaldo Gianecchini revela diagnóstico de doença autoimune

A síndrome de Guillain Barré causa fraqueza e dificuldades para mover os braços e as pernas