Procrastinação na hora de dormir: por que acontece e como evitar

28 de abril, 2022

Após um dia corrido cumprindo tarefas e obrigações, você está cansado e vai para a cama dormir, mas fica rolando a tela do celular – mesmo com sono – e, quando percebe, já é de madrugada. Se identificou? Saiba que esse costume tem até nome: procrastinação na hora de dormir. 

Também conhecida como “revenge bedtime procrastination”, a procrastinação na hora de dormir é um problema muito comum. A jornalista Daphne K Lee definiu o hábito como “um fenômeno no qual as pessoas que não têm muito controle sobre sua vida diurna recusam-se a ir dormir cedo, para ter a sensação de liberdade durante a noite.”

Causas da procrastinação na hora de dormir

De acordo com especialistas, esse fenômeno se intensificou ainda mais durante a pandemia. Afinal, durante esse período de isolamento social as pessoas experimentaram sentimentos de medo, estresse excessivo e sensação de estar fora de controle. Sem contar as cargas horárias de trabalho exageradas por conta do home office.

A procrastinação na hora de dormir surge como uma “válvula de escape” para se distrair após horas trabalhando, estudando ou cuidando da casa. 

Como evitar a procrastinação na hora de dormir

Estabeleça um horário de sono

Um dos passos mais importantes para evitar a procrastinação na hora de dormir é regular o sono. Portanto, tenha um horário certo para dormir e acordar. 

Ter uma rotina de horários é fundamental para a sincronização do seu relógio biológico (ciclo circadiano), regularização da produção de alguns hormônios e, claro, para promover uma boa noite de sono.

Sabe aquele dia que você acorda bem e disposto 2 minutos antes do despertador tocar? Então, esse é seu relógio biológico sincronizado!

Leia também: Sono interrompido: Entenda como ele atrapalha a saúde

Diminua o uso de dispositivos eletrônicos

Um estudo publicado no site do National Center for Biotechnology of Information, feito em 2020, mostrou que 35% dos 2.100 participantes relataram um aumento no uso de dispositivos eletrônicos. Consequentemente, houve um crescimento nos casos de insônia, horários desregulados e interrupções do sono durante a noite.

Assistir à televisão ou fazer uso de telas antes de dormir não é recomendado. Dessa forma, a luz emitida por esses dispositivos bloqueiam a liberação de melatonina – hormônio do sono.

Atualmente, com o vício nos dispositivos móveis, muitas pessoas levam o celular para a cama. Mas tal prática se mostrou prejudicial para a qualidade do sono, de acordo com uma pesquisa realizada pelo Serviço Social da Indústria (SESI) em parceria com o Persono.

Crie um ritual na hora de dormir

É essencial ir desacelerando aos poucos na hora de dormir. Michael Breus, especialista de sono, descreve estratégias para desacelerar a mente em seu livro  “Good Night: The Sleep Doctor’s 4-Week Program to Better Sleep and Better Health“. Confira abaixo:

  • Primeiros 20 minutos antes de dormir: dedique esse tempo para coisas que precisam ser feitas, como ajudar o seu filho nas tarefas da escola, por exemplo;
  • Segundos 20 minutos: reserve para a higiene. Assim, tome um banho quente, escove os dentes e arrume a cama onde você irá dormir.
  • Últimos 20 minutos: por fim, aproveite esse tempo para relaxar, ou seja, medite, faça yoga ou leia um livro.

Referências: Isto é

Doutor Jairo Bouer

Sobre o autor

Julia Moraes
Julia Moraes
Jornalista e repórter da Vitat. Especialista em fitness, saúde mental e emocional.