3 oleaginosas que diminuem o risco de doenças cardíacas

Alimentação Bem-estar
19 de Fevereiro, 2020
3 oleaginosas que diminuem o risco de doenças cardíacas

O grupo das oleaginosas é formado por sementes e grãos ricos em óleo, como nozes, castanhas, pistache, avelãs e amêndoas. Para nosso benefício, todas as oleaginosas são uma escolha saudável. 

Atualmente, muitos estudos clínicos destacam os benefícios desses alimentos ao coração. Por exemplo, adicionar 30 gramas por dia de oleaginosas a uma dieta mediterrânea pode reduzir o risco de doenças cardíacas em 30%.

O tipo de gordura encontrada nesses alimentos é um dos queridinhos da alimentação saudável. Trata-se da gordura insaturada, fonte importante de energia e cheia de benefícios para o nosso corpo. Logo, esses lipídios elevam o colesterol bom (HDL) e reduzem o colesterol ruim, o que ajuda a prevenir doenças do coração. 

Confira os benefícios das oleaginosas que são amigas de um coração saudável. 

Amêndoas

Adicionar amêndoas à dieta reduz o colesterol LDL, ou colesterol ruim, que está envolvido na criação de placas nas artérias coronárias que podem causar ataques cardíacos. As amêndoas diminuem o LDL de maneira dependente da dose. Ou seja, aumentar a quantidade de amêndoas consumida pode diminuir ainda mais o LDL.

Estudos clínicos mostram que o alimento também pode reduzir o risco de resistência à insulina e diabetes. Amêndoas também podem aumentar sua probabilidade de perder peso. Em um estudo da Universidade da Pennsylvania, nos Estados Unidos, foi possível constatar que  adicionar 84 g de amêndoas por dia a uma dieta melhorou a perda de peso e resultou em uma diminuição de 14% na circunferência da cintura. Dessa forma, as pessoas que consumiram amêndoas também apresentaram menor colesterol LDL.

Leia também: Amêndoa: Motivos para consumir uma porção todos os dias

Pistache

Adicionar pistache ao cardápio também traz benefícios potenciais para o coração. Um estudo com pessoas que ingeriram aproximadamente 40 g de pistache por dia e depois foram expostas ao estresse mental descobriu que elas tiveram aumento da pressão arterial mais baixa do que aquelas que não ingeriram pistache.

Já em pessoas com diabetes, comer pistache diminui o colesterol total e o LDL e pode reduzir o risco de doenças relacionadas ao diabetes nas artérias. 

Leia também: Os benefícios do pistache

Nozes

As nozes são compostas por 47% de ácidos graxos poliinsaturados, considerados “boas gorduras”. Mas, enquanto a maioria das oleaginosas contém ácidos graxos poliinsaturados, as nozes são as únicas com uma quantidade significativa de um certo tipo chamado ácido alfa-linoléico. Assim, ácido alfa-linoléico atua como um agente anti-inflamatório e, na verdade, demonstrou ajudar a reduzir o acúmulo de placa nas artérias coronárias. Portanto, foi demonstrado que comer nozes melhora os níveis de colesterol e a função das pequenas artérias e vasos dentro do corpo.

Ainda, um estudo que avaliou pessoas que consumiam 43 g de nozes todos os dias descobriu que foram reduzidos os níveis de colesterol total e LDL. 

Qual a quantidade de ingestão ideal?

As oleaginosas são boas fontes de energia. Entretanto, se você comer demais, pode ganhar peso e atrapalhar os benefícios ao coração. Com isso, é preciso moderação. Logo, recomenda-se um punhado como dose diária. Mas, quem não está de dieta pode aumentar um pouco a quantidade.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

mulher de lado tomando um suco verde em um copo
Alimentação Bem-estar

Como comer mais fibras no dia a dia? Dicas simples

O nutriente promove saciedade, melhora o trânsito intestinal, ajuda a evitar picos de açúcar no sangue e diminui a absorção das gorduras. Veja como comer mais

foto mostra diferentes pincéis de maquiagem
Beleza Bem-estar

Pincéis e esponjas de maquiagem podem causar acne e alergias. Como higienizar?

Você já tentou de tudo, mas não consegue se livrar do aparecimento de espinhas? Já tentou lavar seus pincéis e esponjas de maquiagem?

corrida
Bem-estar Movimento Saúde

Como proteger garganta e ouvidos na corrida durante o inverno

É necessário tomar os devidos cuidados para proteger garganta e ouvidos durante a corrida no inverno. Saiba mais!