Nódulo na mama: quando pode ser preocupante?

Saúde
17 de Fevereiro, 2022
Nódulo na mama: quando pode ser preocupante?

Para as mulheres, sintomas como dor nos seios e caroço nas mamas sempre despertam apreensão. No entanto, em grande parte das vezes, isso não significa a presença de uma neoplasia, pois ter nódulo na mama não quer dizer que você tenha câncer

Nódulo na mama é câncer? 

De acordo com Flávia Vidal, mastologista do Hospital Brasília/Dasa Cabero, nem sempre o nódulo na mama é câncer.  

“O caroço no peito pode indicar a presença de um tumor, que pode ser benigno ou maligno. Caso haja, por meio do exame de palpação, suspeita da presença de um nódulo, o ideal é procurar um médico, que deve solicitar a realização de exames de imagem para investigação do caso. Assim, essas análises podem ser obtidas com ultrassonografia, mamografia ou ressonância das mamas, a depender de cada caso”, explica a especialista.

Caroço no peito: o que pode ser? 

Segundo a mastologista, nódulos benignos na mama recebem o nome de mastopatia e decorrem de alterações hormonais ou do surgimento de cistos no tecido mamário. Dessa maneira, as principais causas incluem:

  • alterações fibrocísticas: têm relação com mudanças hormonais e se manifestam principalmente durante o período menstrual; 
  • cistos: são nódulos cheios de líquidos mais frequente em mulheres  na fase pré-menopausa e perimenopausa; 
  • fibroadenoma: nódulo benigno e com incidência maior entre mulheres mais jovens; 
  • lipoma: acúmulo de tecido gorduroso que não oferece riscos à saúde da mulher; 
  • mastite: inflamação do tecido mamário, normalmente acompanhada de infecção. Está ligada, sobretudo, ao período da amamentação, porém pode ocorrer na mulher não lactante, em homens e em crianças.   

Nódulo benigno na mama dói? 

Os nódulos benignos na mama podem doer ou causar algum desconforto por causa da presença de infecção e até mesmo abscesso. 

A Dra. Flávia também explica: “Outros incômodos estão associados ao período pré-menstrual e à prática de exercícios físicos que sobrecarregam o peitoral. Porém, vale sempre lembrar que dor é um sinal de alerta, portanto, é importante procurar uma avaliação médica.” 

Caroço no bico da mama  

De acordo com a mastologista, “alterações no mamilo devem ser avaliadas com atenção. Isso porque elas podem ser fruto de reações alérgicas provenientes do contato com tecido de roupas e sutiãs; traumas locais; infecções; crescimento de lesões benignas e malignas. Por isso, em se tratando do bico da mama, a recomendação é procurar avaliação médica”.  

Leia também: Quais são as diferenças entre cisto e nódulo na mama?

Classificação das lesões da mama

Existem diversos achados na mamografia, que podem ser classificados, com base no sistema BIRADS ®️, isto é, um padrão internacional, que pode ajudar na análise do risco de a imagem representar benignidade ou malignidade. Assim, esses achados podem ser classificados em cinco categorias:

  • 1: negativo; exame completamente negativo;
  • 2: lesões benignas, sem risco de malignidade; 
  • 3: lesões provavelmente benignas; risco de malignidade inferior a 2%; 
  • 4: lesões suspeitas; risco de malignidade entre 2% e 97%; 
  • 5: lesões altamente suspeitas; risco de malignidade superior a 97%. 

Afinal, quando procurar um médico? 

Realizar check-up e consultar um profissional de saúde periodicamente possibilita o diagnóstico precoce de diversas alterações, incluindo casos de nódulos na mama. Além disso, vale procurar um médico sempre que você perceber alguma anormalidade no corpo. 

Fonte: Flávia Vidal, mastologista do Hospital Brasília/Dasa Cabero.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

mulher se consultando com um médico
Bem-estar Saúde

Preparação para a bariátrica vai além dos exames e envolve mudanças de vida

Antes de entrar no centro cirúrgico, o candidato à cirurgia bariátrica percorre um caminho de preparação que promete mais do que a perda de peso: uma

tempo em frente às telas
Alimentação Bem-estar Equilíbrio Saúde

Maior tempo em frente às telas está associado à piora da dieta de adolescentes

Pesquisa brasileira avaliou dados de 1,2 mil adolescentes e constatou que a maioria gasta mais de 2 horas de tempo em frente as telas

corredor abaixado segurando a perna aparentemente com dor
Bem-estar Movimento Saúde

Será que eu estou com canelite? Médico destaca principais sinais

A condição é uma das principais preocupações entre os corredores. Ortopedista explica como identificar os sintomas característicos da canelite