Medo e fobia: Conheça as diferenças entre os dois

Bem-estar Equilíbrio
18 de Fevereiro, 2020
Medo e fobia: Conheça as diferenças entre os dois

O medo desempenha um papel importante nas nossas vidas, existe para nos proteger de algum perigo e ajudar a decidir quando sair de situações que não são das melhores. Mas, embora sejam semelhantes, o medo e a fobia não devem ser confundidos.

Sob circunstâncias normais, o medo pode ser gerenciado por meio da razão e lógica, ou seja, não domina nossas vidas. No entanto, a fobia distorce a resposta normal do medo em algo persistente e difícil ou impossível de controlar. 

Leia também: Maneiras saudáveis de encarar seus medos

Medo

O medo geralmente é baseado em uma experiência negativa com o objeto em questão. Por exemplo, se você se afogou no mar quando criança, pode ter medo do mar hoje em dia. Às vezes acontece também de o medo ser aprendido com outra pessoa, como uma criança que tem medo de baratas por causa das reações de sua mãe.

Leia também: FoMO: O medo de ficar por fora que pode causar depressão

Qualquer que seja o objeto do medo, você pode ficar desconfortável ao confrontá-lo. Se você tiver medo de andar de avião, pode ficar nervoso ou ansioso ao embarcar em um. Mas, você é capaz de controlar seus sintomas e seguir em frente com a vida, talvez tomando um remédio antes do voo ou assistindo a um filme que goste muito.

Fobia

Se você possui uma fobia de um objeto ou situação específica, sua resposta será mais extrema. Usando o exemplo do medo de andar de avião, você não apenas se sentirá desconfortável, mas terá sintomas como sudorese, tremedeira e até choro, além de outras respostas fisiológicas sérias. 

Dessa forma, se sua fobia for mais grave, você não conseguirá entrar no avião. Você fará de tudo para evitar voar, até mesmo cancelando férias ou viagens de negócios se não houver uma forma alternativa de transporte. 

As fobias são altamente individualizadas em sintomas e gravidade e não podem ser autodiagnosticadas. Assim, o recomendado é procurar ajuda de um profissional assim que você perceber os sintomas citados acima. 

Sobre o autor

Julia Moraes
Jornalista e repórter da Vitat. Especialista em fitness, saúde mental e emocional.

Leia também:

ator Cauã Reymond segurando um garfo e uma faca e usando um babador
Alimentação Bem-estar

Cauã Reymond mostra jantar saudável com sopa, frango e legumes

Ator compartilhou em suas redes socais o que comeu na noite de Dia dos Namorados (12/06). Confira o jantar de Cauã Reymond

personal ajudando aluno a fazer o exercício crucifixo inclinado na academia
Bem-estar Movimento

Crucifixo inclinado: como fazer corretamente para evitar dores

A posição do banco no crucifixo inclinado faz com que o exercício enfatize bem os músculos do peitoral. Confira o passo a passo

criança nadando na piscina
Bem-estar Movimento

Crianças podem (e devem) fazer natação no inverno!

Prática deve ser contínua mesmo no frio, pois aumenta imunidade e o gasto calórico. Veja os benefícios da natação no inverno para as crianças!