A importância de mastigar bem os alimentos

Alimentação Bem-estar
07 de Julho, 2020
A importância de mastigar bem os alimentos

Você já se perguntou qual a importância de mastigar bem os alimentos? Essa é uma recomendação bastante comum, mas nem todo mundo entende a razão por trás disso. Na verdade, a mastigação correta faz toda a diferença na hora da digestão e pode beneficiar a saúde do organismo, inclusive, o processo de emagrecimento.

Entendendo a importância de mastigar bem os alimentos

Além de ser importante para o processo digestivo, a mastigação pode promover maior sensação de saciedade, assim ajudando no controle do apetite, além de proporcionar uma melhor percepção dos sabores dos alimentos. Também, a mastigação é muito importante para a saúde bucal, especialmente dos dentes.

Leia também: Melhores e piores alimentos para o sorriso

Como a mastigação feita errado pode prejudicar a saúde

No entanto, a mastigação executada de maneira incorreta pode ser maléfica para a saúde do organismo. A princípio, além de privar a maior sensação de saciedade e a maior apreciação dos sabores, ela pode acarretar em diversas consequências desagradáveis. Por exemplo, pode sobrecarregar os órgãos responsáveis pela digestão, pode causar azia e ânsia de vômito, gases, refluxo, flatulência e a incômoda sensação de inchaço. Portanto, de forma geral, a indigestão é a principal consequência da má mastigação.

Além disso, também pode impedir a absorção completa de seus nutrientes e promover o aumento da proliferação de bactérias ruins no estômago. Essas bactérias podem impactar no humor, na regulação do sono, aumentar a fome e o desejo por açúcar, a até prejudicar a memória e a concentração.

Ainda, comer rápido demais pode provocar a distensão abdominal. Não só, ao mastigar rapidamente, o cérebro demora a entender que o corpo já está satisfeito. Pois, o ritmo da refeição é importante para reconhecer a resposta de saciedade – e isso leva em média 20 minutos após o início da refeição. Assim, tente definir um cronômetro por 25 minutos de duração da refeição, mastigando bastante e vagarosamente.

Por fim, a mastigação consciente pode reduzir sua ingestão calórica diária. Um estudo da Universidade Ewha Womans, na Coreia do Sul, acompanhou os hábitos alimentares de 261 pessoas descobriu que 60% das que comeram rapidamente exageram. Por outro lado, ao prestar atenção ao que está colocando na boca, é mais provável que faça escolhas alimentares mais saudáveis. Assim, poderá desfrutar de refeições e lanches mais plenamente. 

Dicas para mastigar corretamente

  • Descanse os talheres ao lado do prato depois de cada garfada;
  • Aproveite cada mordida: preste atenção no cheiro, na temperatura e na textura da comida;
  • O ideal é mastigar pelo menos 30 vezes a comida antes de ingerir
  • Evite mastigar apenas de um lado, equilibre homogeneamente a comida
  • Dedique-se de forma absoluta em toda e qualquer refeição evitando dividir a atenção com outras atividades ou distrações, como aparelhos eletrônicos.

Leia também: Comer rápido engorda?

Sobre o autor

Nathália Lopes
Estagiária de Jornalismo

Leia também:

ator Cauã Reymond segurando um garfo e uma faca e usando um babador
Alimentação Bem-estar

Cauã Reymond mostra jantar saudável com sopa, frango e legumes

Ator compartilhou em suas redes socais o que comeu na noite de Dia dos Namorados (12/06). Confira o jantar de Cauã Reymond

personal ajudando aluno a fazer o exercício crucifixo inclinado na academia
Bem-estar Movimento

Crucifixo inclinado: como fazer corretamente para evitar dores

A posição do banco no crucifixo inclinado faz com que o exercício enfatize bem os músculos do peitoral. Confira o passo a passo

criança nadando na piscina
Bem-estar Movimento

Crianças podem (e devem) fazer natação no inverno!

Prática deve ser contínua mesmo no frio, pois aumenta imunidade e o gasto calórico. Veja os benefícios da natação no inverno para as crianças!