Máquina ou peso livre: Qual é a melhor escolha para o seu treino?

Bem-estar Movimento
19 de Fevereiro, 2024
Máquina ou peso livre: Qual é a melhor escolha para o seu treino?

Alguma vez você já se questionou sobre fazer musculação na máquina ou no peso livre? Essa é uma dúvida muito comum que pode acompanhar desde os iniciantes até os mais experientes na prática de atividade física. Embora as duas formas contribuam com a hipertrofia (ou emagrecimento), a diferença é grande. Então, como escolher entre eles? Veja a seguir.

Veja também: Treino de cardio: ajuda ou atrapalha a hipertrofia? Personal explica

Diferenças entre máquina e peso livre

Por um lado, pesos no halter, barras ou anilhas que podem servir para uma gama extensa de exercícios. Por outro lado, temos as máquinas com finalidades específicas e que parecem tornar a missão mais fácil. Aos que já experimentaram as duas formas de fazer musculação há uma unanimidade: as máquinas passam mais segurança para aumentar as cargas, já que a maioria possui limitadores de segurança. 

No entanto, apesar da praticidade dos aparelhos, não significa que o treino com pesos livres fiquem em segundo plano. Pelo contrário, é possível mesclar os dois em um treino único e obter benefícios, como explica o personal da Bio Ritmo, Thiago Tavares:

“Em ambos os casos, nós temos ganhos muito similares de resultados. O que a gente pode afirmar é que o interessante é fazer uma combinação entre máquina e pesos livres. Ou seja, não existe uma resposta definitiva. O importante é variar, já que ambos são importantes”.

Veja também: Whey falsificado: conheça os riscos e como identificá-lo

Como escolher?

Peso livre 

O treino com peso livre demanda mais energia de quem pratica. Isso porque não há ajuda das máquinas para estabilizar o corpo, por exemplo, enquanto um grupo muscular específico é trabalhado. 

É indicado para: 

  • Ativar mais fibras musculares na hora dos exercícios, principalmente os do core, que são os responsáveis pela sustentação do corpo.
  • Exigem mais estabilidade e técnica para realizar os exercícios corretamente;
  • Na maioria das vezes, proporciona mais intensidade nos exercícios e aumento do gasto calórico;
  • Treinos em ambientes não estruturados, como em casa, parques ou em viagens. 
  • Diversidade de músculos trabalhados: não existem máquinas para todos os grupos musculares, então, em algum momento você será levado aos pesos livres.

Máquinas 

Os aparelhos de musculação são excelentes para estabilizar o corpo e facilitam o movimento correto.

É indicado para:

  • Favorecer a ergonomia, garantindo a postura correta;
  • Contribuir com o aumento de cargas, já que possui uma estrutura que oferece segurança para pegar pesos maiores;
  • Evitar erros (e lesões) na prática da musculação;
  • Evitar o uso de músculos acessórios, já que focam no músculo que está sendo trabalhado. Embora a mudança seja simples, isso contribui para uma fadiga menor durante o treino;
  • Ajudar iniciantes na musculação que ainda não tem boa consciência corporal.

Ressalvas 

Embora a prática de exercícios em aparelhos seja considerada mais segura e fácil, ainda sim, é necessário ter acompanhamento e noções de como cada equipamento funciona.

Por isso, conte com um profissional para auxiliá-lo se for iniciante ou tiver dúvidas. Sem os devidos cuidados, os aparelhos também podem ocasionar acidentes e merecem atenção especial, assim como o treino com pesos livres.

Combinando peso livre e máquina 

Como você viu no comparativo acima, as duas formas de fazer musculação apresentam benefícios e, juntas, podem ser utilizadas para potencializar o seu objetivo, seja hipertrofia ou emagrecimento.

Além disso, a escolha pode variar de acordo com o nível de experiencia e estratégia de treino de cada pessoa. Por exemplo, iniciantes tendem a começar pelas máquinas, já que ela facilita a amplitude do movimento.

Por isso, para ter mais eficiência no seu treino, conte com a ajuda de um profissional, já que outras variáveis podem impulsionar os resultados na academia. A seguir, confira dicas do educador físico da Academia BioRitmo, Guilherme Almeida, para obter bons resultados:

  • Mantenha boa frequência e constância: por melhor que seja seu treino, se ele não houver boa frequência, ao longo de várias semanas consecutivas, os resultados não virão;
  •  Progrida as cargas de treino ao longo do tempo: seu corpo se acostuma e se adapta aos estímulos. Se você treina sempre da mesma forma, mais cedo ou mais tarde irá estagnar na evolução. Um bom profissional de educação física sabe elaborar um planejamento ou periodização para programar esse aumento de carga de forma segura e eficaz;
  • Mantenha bons hábitos fora da academia: alimentação, sono e controle do estresse interferem diretamente nos seus ganhos;
  • Varie os estímulos ao longo dos meses: você não precisa ficar trocando sempre os exercícios da sua sessão. Porém, fazer algumas variações de volume, intensidade e métodos de treinamento pode ser produtivo para não deixar seu organismo acostumado com a rotina de treinos.

Fonte: 

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

benefícios da banana
Alimentação Bem-estar Saúde

10 benefícios da banana que provavelmente você não conhece (mais receitas)

A banana é amiga do intestino, além de ser eficiente na prevenção de cãibras. Veja outros benefícios da fruta!

mulher fazendo o exercício peck deck na academia
Bem-estar Movimento

Peck deck (voador): o que é, para que serve e como fazer o exercício

Entenda quais músculos o peck deck aciona, como executar corretamente e quais exercícios podem substituí-lo nos dias mais cheios da academia

perda muscular
Bem-estar Movimento Saúde

Perda muscular compromete a recuperação do paciente  

A sarcopenia, a perda de massa muscular e da força, aumenta o risco de complicações em diversos quadros