Vantagens e desvantagens de malhar duas vezes por dia

14 de novembro, 2019

Malhar duas vezes por dia pode ter alguns benefícios, como melhorar o desempenho, a disposição e ter menos períodos de inatividade. No entanto, também existem algumas desvantagens, como o risco de lesões e de treinamento excessivo.

Porém, antes de pensar em aumentar seu ritmo e malhar mais tempo na academia, você deve saber o que é preciso antes de começar. 

Malhar duas vezes por dia reduz o sedentarismo

Se você fizer mais atividade física, exercitando-se duas vezes por dia, estará reduzindo seu tempo sedentário. Além disso, segundo estudo publicado no International Journal of Obesity, uma pessoa mais sedentária corre riscos de adquirir doença cardíaca coronária (DCC). 

Leia mais em: Qual é a quantidade certa de exercícios físicos?

Ganhos adicionais no desempenho 

Se você estiver participando de alguma competição ou evento e deseja ter ganhos adicionais de desempenho, é preciso ter a orientação de algum treinador ou técnico. Para que, assim, adicione mais exercícios à rotina da maneira correta.

Foco no levantamento de peso

Já para os levantadores de peso, aumentar o número de vezes que se exercita todos os dias talvez não ofereça benefícios adicionais. 

De acordo com um estudo feito na Universidade de Oklahoma, nos Estados Unidos, entre os levantadores de peso masculino de nível nacional, não houve benefícios adicionais com o aumento da frequência dos exercícios. 

Entretanto, houve aumento na força isométrica de extensão do joelho e na atividade de ativação neuromuscular em quem treinava duas vezes ao dia.

Se o seu médico recomendou malhar duas vezes para controlar o peso

Alguns especialistas recomendam que malhar mais do que o mínimo recomendado pode ser eficaz na queima de calorias e redução de peso.

Se o objetivo é perder peso, médicos ou outros especialistas podem recomendar até 60 minutos de atividades físicas moderadas ou vigorosas todos os dias. Entretanto, converse com seu médico sobre como perder peso da forma correta.

Como evitar o overtraining 

Para evitar o maior inimigo de quem pratica atividade física, o overtraining (excesso de treino), a rotina de exercícios deve ser equilibrada. Ou seja, se você teve um período de treinamento intenso, logo após é necessário ter períodos de recuperação.

Geralmente o excesso de treinamento é caracterizado por os seguintes sintomas: 

  • Rigidez ou dor muscular persistente;
  • Irritabilidade;
  • Fadiga persistente;
  • Lesões persistentes;
  • Reconhecimento de que sua rotina de exercícios não é mais agradável;
  • Dificuldade em dormir.

Para diminuir os riscos de overtraining, você pode:

  • Variar seu treinamento para não repetir constantemente a mesma coisa;
  • Manter-se hidratado;
  • Comer uma dieta nutritiva;
  • Seguir a regra dos 10%: nunca aumente a intensidade ou o volume do treinamento em mais de 10% de cada vez;
  • Após períodos intensos de treinamento, ter longos períodos de recuperação e descanso (24 a 72 horas).

Sobre o autor

Julia Moraes
Julia Moraes
Jornalista e repórter da Vitat. Especialista em fitness, saúde mental e emocional.