Lidando com o câncer: o que não dizer ao paciente em tratamento?

Saúde
03 de Fevereiro, 2023
Lidando com o câncer: o que não dizer ao paciente em tratamento?

Quando estamos lidando e convivendo com pessoas que tiveram câncer ou estão em tratamento, pode ser difícil encontrar as palavras certas. Embora as intenções de acolhimento e apoio sejam nobres, é comum errarmos nesse sentido.

Veja também: O que são os hormônios da felicidade e como estimulá-los

Lidando com o câncer: o que evitar em conversas com pacientes e ex-pacientes

Para trazer o máximo de sensibilidade e empatia em conversas delicadas com pacientes oncológicos, reunimos algumas dicas de Vanessa Karam, psicóloga da BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo. Confira.

Não existem vencedores

Provavelmente você já viu ou até mesmo deve ter falado ou pensado que pessoas que já tiveram um câncer são vencedoras. No entanto, o termo “vencer” é equivocado, na avaliação da especialista.

“Dizer que alguém venceu significa que a pessoa foi responsável pelo êxito. Mas em uma doença como o câncer, o desejo de dar conta do tratamento não é o suficiente para a recuperação. Logo, ao utilizar a palavra ‘vencer’, entregamos o título de perdedor para aqueles que falecem em decorrência da doença — e aos sobreviventes, o peso da responsabilidade”, esclarece.

Câncer não é guerra

Em muitos casos, amigos, familiares e outros do círculo de alguém que está lidando com o câncer encaram a doença como uma guerra. Logo, o paciente é um “guerreiro” ou combatente. Por mais que a figura de linguagem queira transmitir força, o câncer não é guerra e o paciente não é um soldado. Afinal, a enfermidade já é desafiadora o bastante para ser comparada com um combate.

Não basta ter força e fé

“Você tem que ser forte”, “tem que acreditar”, “está rezando pouco”, “perdoe, porque a doença vem de mágoas acumuladas”… Todas estas frases podem ser corriqueiras para os ouvidos de alguém que está com câncer. Em vez de encorajar a pessoa a ter fé, a abordagem compassiva é o melhor caminho. Por exemplo, ao descobrir que um ente querido recebeu o diagnóstico, que tal apoiá-lo com a sua presença?

“Ou seja, frases como ‘estou aqui para você’, ‘está precisando de algo?’, ‘como você está?’ permitem que a pessoa se sinta acolhida e livre para dizer o que está sentindo”, explica Vanessa.

Comparações não ajudam 

Outra situação que pode frustrar um paciente com câncer é trazer histórias de outras pessoas que receberam alta do tratamento. Mesmo que o objetivo seja trazer inspiração para aquele indivíduo e amenizar o sofrimento, não há como fazer um comparativo nesse caso.

Cada jornada para a cura do câncer é única, e generalizá-la pode estressar ainda mais a pessoa, que já está fragilizada com o diagnóstico.

Lidando com o câncer: atitudes que fortalecem 

A frase “atitudes valem mais do que palavras” nunca serviu tão bem para o contexto. Para quem está acompanhando, seja de perto ou longe, mostrar disponibilidade, estudar sobre os sintomas e ouvir mais do que falar são atos que fortalecem o paciente.

De acordo com a psicóloga da BP, é importante respeitar a vontade de quem está atravessando o adoecimento. Ou seja, ficar à disposição e entender se o paciente não quiser falar sobre o assunto. Isso porque quando se fala muito sobre o câncer, pode dar a sensação de que o indivíduo foi reduzido ao diagnóstico. Logo, dar espaço para se expressar traz mais leveza à rotina.

Em contrapartida, os apoiadores também precisam cuidar das emoções. “A família sente os abalos psíquicos por tantas mudanças e ameaças. Logo, a busca pela psicoterapia é útil para a saúde mental e, dessa forma, ganhar mais força para auxiliar o paciente”, sugere.

 

Sobre o autor

Amanda Preto
Jornalista especializada em saúde, bem-estar, movimento e professora de yoga há 10 anos.

Leia também:

foto de uma caderneta de vacinação com uma seringa
Saúde

Caderneta de vacinação em dia ajuda a evitar surtos de doenças

Especialistas alertam que a vacinação é um pacto de saúde coletivo

Chá de folha de mamão e dengue
Saúde

Chá de folha de mamão e dengue: é falso que bebida combate a doença

Não existem evidências científicas de que a bebida possui propriedades medicinais no tratamento da doença

vitamina B e dengue
Saúde

Vitamina B previne a picada do mosquito da dengue?

Sem comprovação científica, a técnica popular pode levar a população a uma falsa sensação de segurança