Laparoscopia ginecológica: o que é e para que serve o procedimento

Gravidez e maternidade Saúde
23 de Março, 2022
Laparoscopia ginecológica: o que é e para que serve o procedimento

Apesar do nome complicado, a laparoscopia ginecológica é um procedimento minimamente invasivo. Ou seja, é uma pequena cirurgia em que são feitas pequenas incisões para diversos fins, principalmente para visualizar todos os órgãos da cavidade abdominal da mulher.

Veja também: Exames ginecológicos: conheça os principais que toda mulher deve fazer

Para que serve a laparoscopia ginecológica?

De acordo com Alexandre Pupo, ginecologista e obstetra dos hospitais Sírio-Libanês e Albert Einstein, a laparoscopia é um procedimento com diversas possibilidades, pois permite que a equipe médica veja em tempo real a condição externa dos órgãos estudados. “É uma cirurgia muito útil para a detecção de alterações nos intestinos, útero, trompas, ovário, fígado, vesícula biliar, etc. Além de diagnosticar, conseguimos fazer a retirada de algum órgão, cisto ou mioma, suturar, cauterizar, entre outros”, explica Pupo.

Veja doenças que podem ser identificadas e tratadas com a intervenção:

Além disso, a laparoscopia ginecológica ajuda a detectar possíveis sinais de infertilidade, caso a mulher esteja tentando engravidar sem sucesso. O motivo é que a visualização ao vivo facilita a observação de alterações anatômicas, cistos e outros possíveis empecilhos que podem ser vistos a olho nu.

Como é feita a laparoscopia ginecológica

Embora seja um procedimento minimamente invasivo, a laparoscopia exige preparo pré-operatório. “A paciente precisa fazer exames laboratoriais para realizar a cirurgia, pois apesar das incisões serem mínimas, podem ser necessárias outras intervenções durante a laparoscopia”, reforça Pupo.

Logo depois da avaliação pré-operatória, é marcado o procedimento, que exige anestesia geral. São feitas pequenas incisões no umbigo e na região da crista ilíaca (perto dos ossinhos sobressalentes da cintura).

No corte umbilical, é inserido um canal por onde passa a câmera que transmite as imagens em tempo real, por meio de um monitor. Já nas punções na região da virilha, são inseridos instrumentos cirúrgicos que ajudam a movimentar os órgãos para facilitar a visualização. Antes de iniciar o procedimento, o abdômen é dilatado para que a equipe médica consiga enxergar o interior e entre os órgãos. Dessa forma, é possível seguir com a finalidade do procedimento.

Como sei que preciso fazer uma laparoscopia ginecológica?

A intervenção exige recomendação médica, que obviamente dependerá do diagnóstico. Por isso, os sintomas devem ser levados em consideração, assim como os resultados de outros exames laboratoriais e de imagem. Converse com seu médico para entender o contexto do seu tratamento e a necessidade do procedimento.

Fonte: Alexandre Pupo, ginecologista e obstetra dos hospitais Sírio-Libanês e Albert Einstein.

Sobre o autor

Amanda Preto
Jornalista especializada em saúde, bem-estar, movimento e professora de yoga há 10 anos.

Leia também:

Lapsos de memória
Bem-estar Equilíbrio Saúde

Lapsos de memória: 8 principais fatores e como evitá-los

Rotina sobrecarregada, estresse e noites maldormidas são algumas das causas

Medir a pressão arterial
Saúde

Medir a pressão arterial: veja novas recomendações

Veja novas recomendações da Sociedade Brasileira de Cardiologia

mulher se consultando com um médico
Bem-estar Saúde

Preparação para a bariátrica vai além dos exames e envolve mudanças de vida

Antes de entrar no centro cirúrgico, o candidato à cirurgia bariátrica percorre um caminho de preparação que promete mais do que a perda de peso: uma