Idosos que fazem caminhada têm menos risco de desenvolver diabetes, diz pesquisa

21 de janeiro, 2022

Os benefícios da caminhada para a saúde já são conhecidos, como melhora na saúde cardiovascular e redução da obesidade, por exemplo. Agora, uma pesquisa indicou uma novidade sobre a atividade física que é uma das queridinhas de muita gente. De acordo com um estudo da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, idosos que fazem caminhada tem menor chance de desenvolver diabetes tipo 2. Confira!

Leia mais: Diabetes: O que é, tipos, sintomas e tratamento

Detalhes sobre pesquisa sobre idosos que fazem caminhada

Publicada na revista Diabetes Care, a pesquisa revelou que idosos que fazem caminhada regularmente e em uma intensidade maior pode ajudar a prevenir o diabetes tipo 2 . De acordo com o estudo, a cada 1.000 passos por dia, as chances de desenvolver a doença são 6% menores entre os indivíduos de 70 a 80 anos. 

A pesquisa analisou dados de mulheres com 65 anos ou mais que não tinham o diagnóstico da diabetes e viviam de forma independente. Dessa forma, todas foram convidadas a usar um acelerômetro por 24 horas por dia durante uma semana. Tiveram, também, a saúde acompanhada ao longo de sete anos. Foram 4.838 mulheres estudadas e, desse total, 395, ou 8%, desenvolveram diabetes tipo 2. 

O que é o Diabetes tipo 2

Adultos com 65 anos são considerados grupo de risco para o diabetes tipo 2. De acordo com a Federação Internacional de Diabetes (IDF, na sigla em inglês) estima que 463 milhões de pessoas entre 20 e 79 anos sofrem com a doença atualmente. E o diabetes tipo 2, muito associado a um estilo de vida não saudável, é responsável por 90% desses casos.

Atualmente, sabe-se que a doença tem como principal causa a resistência do corpo à ação da insulina, um hormônio fundamental para o controle dos níveis de açúcar (glicose) no sangue.Quando ocorre a diabetes, os níveis de glicose aumentam. Diferentemente da diabetes tipo 1, que surge mais comumente em crianças e adolescentes, o diabetes mellitus tipo 2 geralmente é adquirido ao longo da vida, sendo mais comum em adultos e idosos. 

Leia mais: Sofre com diabetes? Saiba quais são os melhores exercícios

Benefícios da caminhada

Para quem não gosta de academias ou que não quer gastar muito dinheiro, a caminhada é uma excelente alternativa. Isso porque para praticá-la, basta um bom par de tênis confortáveis e já dá para começar a ficar em forma e ganhar alguns anos a mais de vida. Não importa a altura, o peso ou a cultura: a caminhada é para todos, principalmente para os idosos.

Um estudo da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, por exemplo, mostrou que a caminhada tem um efeito antienvelhecimento. Esse efeito também pode se aplicar ao cérebro, aumentando os circuitos e diminuindo riscos de problemas de atenção e memória. Então, sim, caminhar pode deixar não só seu corpo mais jovem como a mente também.

Leia também: Benefícios de caminhar 30 minutos todos os dias

Além disso, a caminhada também diminui o estresse, afasta a depressão, aumenta a disposição, melhora a qualidade do sono, fortalece o sistema imunológico, previne doenças coronarianas, fortalece a musculatura das pernas, melhora a circulação e controla o colesterol. Com tantos benefícios, fica a pergunta: e aí, vamos caminhar?

Leia também: Idosos devem comer mais grãos para melhorar a memória

Sobre o autor

Fernanda Lima
Fernanda Lima
Jornalista e Subeditora da Vitat. Especialista em saúde