Fórmula infantil de 1-3 anos pode contribuir para o desenvolvimento das crianças

Gravidez e maternidade Saúde
01 de Setembro, 2023
Fórmula infantil de 1-3 anos pode contribuir para o desenvolvimento das crianças

Os primeiros anos de vida de uma criança costumam ser bastante intensos. É durante essa fase, por exemplo, que o pequeno cresce e se desenvolve (emocional, social e cognitivamente) de forma muito rápida, aprendendo novas habilidades e competências com facilidade. Não à toa, o período é conhecido como “janela de oportunidade”.

Todas essas mudanças exigem energia, que é obtida com a ajuda de uma alimentação saudável, equilibrada e completa. Para isso, a fórmula infantil pode servir como uma grande aliada! Entenda melhor a seguir:

Fórmula infantil para crianças de 1 a 3 anos

A fórmula infantil é indicada para complementar a dieta do pequeno. Ela carrega diversos nutrientes essenciais para o seu correto desenvolvimento – e em quantidades bem calculadas.

Fórmula infantil e leite de vaca: quais as diferenças?

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) afirma, em seu Manual da Alimentação¹, que a ingestão do leite de vaca por crianças entre um e dois anos deve ser incentivada – preferencialmente aqueles produtos fortificados com vitaminas e minerais e com um teor adequado de proteínas, como observado nas fórmulas infantis de primeira infância e nos compostos lácteos.

Isso porque apesar de ser um alimento muito interessante para os pequenos, o leite de vaca normalmente não concentra os volumes mais adequados de micro e macronutrientes que a faixa etária necessita.

“Dependendo do perfil clínico e nutricional, pode ser mais interessante fazer o uso da fórmula, que é enriquecida com diversos componentes, como vitaminas e minerais presentes algumas vezes em concentrações maiores do que as que encontramos no leite de vaca”, explica a especialista.

Para você ter uma ideia, segundo um estudo publicado na revista Public Health Nutrition em 2013², as crianças que não ingeriam fórmula (apenas leite e seus derivados), apresentaram ingestões de proteína três a quatro vezes maiores do que a recomendada para a idade.

A própria SBP possui uma tabela³ comparando as duas bebidas. Nela, a entidade afirma que as quantidades de proteínas encontradas no leite de vaca costumam ser “aumentadas e difíceis de digerir devido à relação caseína/proteínas do soro”. O que geralmente não acontece com as fórmulas, que contêm uma “melhor relação proteínas de soro/caseína. Algumas fórmulas infantis possuem redução proteica e melhor perfil de aminoácidos.”

Contudo, é importante lembrar que essa troca não deve ser feita sem a ajuda de um profissional, é claro. Cada caso deve ser analisado individualmente e orientado pelo especialista capacitado para tal⁴.

DHA e ARA: importância dos ácidos graxos essenciais

Outro ponto que merece a atenção dos pais e cuidadores é com relação às concentrações de lipídeos, mais especificamente dos ácidos graxos essenciais DHA e ARA: enquanto o leite de vaca não entrega os volumes que a criança precisa, as fórmulas costumam ter esses compostos adicionados, bem como uma redução de gorduras saturadas³.

“Como o próprio nome já diz, eles são essenciais para o organismo e nós precisamos obtê-los através da dieta, por alguma fonte alimentar. Na infância, em particular, eles são ainda mais importantes por estarem relacionados ao desenvolvimento do sistema nervoso e das conexões neuronais”, afirma a nutricionista.

Também podemos encontrar DHA e ARA em alimentos como peixes, leite materno e gema de ovo.

Leia também: Fórmula infantil é aliada da nutrição das crianças na primeira infância. Veja benefícios!

Importância dos prebióticos

Por fim, não podemos nos esquecer dos prebióticos. Eles, que normalmente aparecem nas fórmulas infantis em quantidades adequadas³, podem trazer inúmeros benefícios para a saúde da criança.

Renata Guirau explica que os prebióticos são fibras que atuam na formação da microbiota intestinal – micro-organismos que vivem no órgão. “Eu brinco que são comidinhas para as bactérias boas do intestino.”

A microbiota dos indivíduos começa a se formar ainda durante a gestação, mas é modulada de forma intensa nos primeiros anos de vida. A alimentação é um dos pilares para o desenvolvimento dela – por isso, é muito importante a ingestão de itens ricos em prebióticos na primeira infância (como frutas, verduras e legumes, principalmente crus).

Com uma microbiota saudável, o trato digestivo funciona de forma correta, o que pode impactar até na imunidade da criança. “Nosso sistema imunológico e nosso intestino têm uma relação bem próxima. Por isso, manter o intestino saudável é essencial para que o sistema imunológico funcione adequadamente”, complementa Renata Guirau.

Aptanutri 3

Aptanutri 3 é uma fórmula infantil desenvolvida para crianças brasileiras de 1 a 3 anos e contém uma quantidade equilibrada de nutrientes como DHA, ARA e prebióticos. Lembre-se de consultar seu médico e/ou nutricionista para orientações. Saiba mais!


Fonte:

  • Renata Guirau, nutricionista especializada em Nutrição para Gestantes, Bebês e Crianças, Saúde e Performance.

Referências:

  • [¹] – Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), Manual de Alimentação da Infância à Adolescência. 2018, 4ª ed (pág 41);
  • [²] – Ghisolfi J, FantinoM, Turck D, de Courcy GP, Vidailhet M. Nutrient intakes of children aged 1-2 years as a function of milk consumption, cows’ milk or growing-up milk. Public Health Nutr, 2013;
  • [³] – Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), Manual de Alimentação da Infância à Adolescência. 2018, 4ª ed (pág 26, quadro 1);
  • [⁴] – Carlos Alberto Nogueira-de-Almeida, Mario Cicero Falcão, Durval Ribas-Filho, Renato Augusto Zorzo, Tulio Konstantyner, Raquel Ricci, Nathalia Gioia, Mauro Fisberg. Consenso da Associação Brasileira de Nutrologia sobre a alimentação láctea da criança com idades entre 1 e 5 anos. 2020.

Leia também:

montagem com as fotos de Wagner
Saúde

Ele já fez mais de 100 doações de sangue e plaquetas: “dar um pouco da minha saúde para quem precisa”

Conheça a história de Wagner Hirata, que tem as doações de sangue e plaquetas como um de seus propósitos de vida

neuralgia do trigêmeo
Saúde

Neuralgia do trigêmeo: doença que provoca uma das piores dores do mundo

Sintomas de doença são dores muito fortes e rápidas em apenas um lado do rosto, causando sensação de choque ou de um golpe muito forte

Reynaldo Gianecchini
Saúde

Reynaldo Gianecchini revela diagnóstico de doença autoimune

A síndrome de Guillain Barré causa fraqueza e dificuldades para mover os braços e as pernas